Tabela de Conversão de Graus de Escalada

A escalada como esporte também possui suas peculiaridades como a graduação de vias.

Tocar no assunto de graus de escalada é assunto polêmico, e este artigo não é para isso, e sim divulgar uma maneira de traduzir os graus encontrados pelo mundo afora.

Como é padrão adotado por cada comunidade de escalada, uma diferente da outra, existem muitas espalhadas pelo mundo

Mesmo assim algumas são consideradas padrão e adotadas por muitos como a francesa e americana.

No Brasil existe uma graduação própria para graus de escalada esportiva e tradicional.

Porém para a prática de Boulder no Brasil (ao menos na maioria dos estados) é utilizado comumente a graduação americana.

Veja abaixo a tabela COMPLETA de Conversão de Graus de Escalada  existentes no mundo :

Tabla-conversion-de-grados1[1]

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

There are 10 comments

  1. Treinando escalada quando estiver viajando em Joanesburgo - Como é a maior academia sul-africana

    […] O local possui também muitas vias onde é possível guiar, mas claro que para isso mais burocracia, um teste de guiada é exigido e você precisa ter a sua própria corda. Depois disto, você está apto para o treinamento, são muitas vias de diferentes graduações e estilos, todas definidas por cor e com placas na base indicando a graduação, nome da via, data de criação e autor. Se você não está familiarizado com as graduações africanas é bom perguntar para alguém, assim como no Brasil, a África do Sul tem sua própria graduação de vias. […]

  2. Carei

    Na verdade estas tabelas são sempre controversas. Nunca é exatamente aquilo. Por exemplo: usamos o V0. tem lugares que o V1 está proximo do VI sup, VII. Dentro do próprio Brasil a graduação varia. Tem lugares que o V é mais hard, em outros, mais simples.
    Mas com certeza ajuda bastante.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.