Aprenda a manter sempre os marimbondos longe de você

As vespas são também conhecidas como marimbondos ou cabas. Algumas famílias de vespídeos como Synoeca cyanea (marimbondo-tatu) e de pompilídeos como Pepsis fabricius (marimbondo cavalo) são encontrados em todo o território nacional.

Tidos como inimigos devido a suas ferroadas doloridas e combatidos com fogo e inseticidas, os marimbondos também têm o seu lado bom. São predadores de muitos insetos nocivos como cupins, aranhas, formigas, lagartas, gafanhotos e mosquitos, entre eles o Aedes egypti, transmissor da dengue.

Então, é bastante útil preservá-los, mas quando a população desse bicho aumenta muito é necessário fazer o controle para que não se torne perigosa a convivência.

Ao contrário das abelhas, não deixam o ferrão no local da picada. Os efeitos locais e sistêmicos do veneno são semelhantes aos das abelhas, porém menos intensos, e podem necessitar esquemas terapêuticos idênticos.

Utilizam-se iscas associadas a inseticidas de ação lenta. Os marimbondos são atraídos por carne, peixes, sucos de frutas e xarope de gengibre.

Outro método é borrifar o ninho com um inseticida doméstico dissolvido em óleo vegetal.
Neste caso, tomam-se algumas precauções.

  • Faça o trabalho à noite, quando as vespas estão recolhidas ao casulo.
  • Fique em silêncio e não use perfumes ou produtos com cheiro forte pois podem irritar os bichos.
  • Aproxime-se do vespeiro com roupa grossa ou vestimenta de apicultor e óculos para proteger os olhos, pois algumas vespas espirram veneno de longe.

Os marimbondos possuem um hormônio chamado feromônio, que funciona como atrativo entre indivíduos da mesma espécie. Essa substância é secretada pelos insetos no momento da construção dos ninhos. Isso faz com que voltem sempre para os mesmos lugares, inclusive depois que o casulo foi destruído.

Uma sugestão é utilizar um produto com cheiro forte e ação repelente, por exemplo, o óleo de citronela ou de eucalipto, para mascarar o feromônio, dificultando assim a instalação desses indivíduos no local.

Repita a aplicação a cada três meses.

O quê fazer depois de uma picada?

Sempre que possível leve com você o inseto que lhe causou a reação ou tente identificá-lo, é muito importante que o médico saiba o tipo do inseto que você pode ser alérgico.

As vespas e marimbondos picam mais de uma vez. Tenha cuidado em não apertar o corpo da abelha quando retirar o inseto, pois pode ocorrer a injeção de mais veneno.

Mesmo se você não tiver reações alérgicas às picadas de inseto, isso pode causar grande desconforto. Para aliviar a dor você pode:

  • Elevar a parte do corpo que foi picada e colocar gelo ou fazer uma compressa fria para diminuir o edema (inchaço).
  • Não furar qualquer bolha que possa surgir. Limpe as bolhas com água e sabão para evitar infecções.
  • Creme de corticosteróide tópico e anti-histamínico oral podem ajudar a controlar a inflamação e a coceira.
  • Se você estiver com muita coceira (mesmo sem reação alérgica) procure um médico para que ele receite a medicação correta para reduzir o inchaço.
  • Se o inchaço aumentar, procure cuidados médicos imediatamente.
  • Prevenir é o melhor remédio. Diminua o risco de picadas de insetos usando sapatos fechados, meias, luvas e repelentes quando estiver em locais sujeitos a maior exposição.
  • Se você é alérgico a picadas de insetos, seu médico pode recomendar que você adote medidas preventivas para evitar o contato e que tenha sempre a mão medicamentos para tratamento imediato de reações anafiláticas

There are 13 comments

  1. ROSE

    Olá. Tem uma casa de marimbondo no poste em frente minha casa. E agora estão se alojando na goiabeira do meu quintal comendo os frutos. Tentam fazer casa até na bananeira por causa da flor, atacam. Não consigo mais colher frutos. O que fazer?

  2. Carmen Lúcia monsores

    Estou convivendo com marimbondos,enormes pretos,dentro do meu quarto, não vejo a casa deles,mais eles ficam sobrevoando pelo quarto já botei fogo matei alguns, mais eles voltam,o quê fazer, a picada deles foi demais,estou desesperada,as visitas nem ficam aqui em casa, vão embora com medo.meu Deus ,

  3. Altamira

    Vou colocar na janela da cozinha vasos de citronela. Os marimbondos começaram a construir casas enormes todos os anos depous que ibstakamos um oeqyeno toldo na janela da cosinha, que é mínima.Entram d3 dia e as vezes nos picsm. Bem menos doloridos que abelhas. Mas depois que soube que eles sao predadores naturwis de varios out4os insetos bem nais perigosos, como o mosquito da dengue, vou tebtar o e1uiligrio. Outra coisa que percebi. Latas e latoes de lixo doméstico, por terem restos de comida e frutas, posso estar enganada, mas se atraem moscas, atraem marimbondos que comem moscas.
    Alguns árvore com flor3s atraem marimbondos, tenho um ipê amarelo ainda bebê na calçada. Florescem e lá vem as abelhas pra polinização, o beija-flor… e o narimbondo…vamis tentar o equilíbrio ! Sem pesticidas!

  4. Dalila

    Surgiu uma casa de marimbombos num pequeno poste de rede eletrica, dentro do meu quintal, que leva luz e internet e pra minha casa. Bombeiros dizem que é ENEL. ENEL manda que eu procure uma firma especializada. Busco no Google e as que encontro tem péssimos comentários à respeito. Não sei o que faço. Está crescendo. Alguma recomendação? São Gonçalo/R/J

  5. Melissa

    Olá, boa tarde! Moro no 12°andar e os marimbondos sobrevoam próximo às janelas e costumam entrar para dentro de casa. Vc sabe me dizer se há algo que eu possa fazer para espantá-los? Algo que eu possa colocar nas janelas que façam com que eles não se aproximem? Muito obrigada!!

  6. Adriano

    Estou passando um trabalho e não consegui acabar com a procriação de marimbondos 06 debaixo dos Pais da minha casa e não sei mais o que eu faço para espantar esses bichos chega a noite dizendo para dentro da minha casa ja levei varias feroadas

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.