Tabela de Conversão de Graus de Escalada

No mundo da escalada existem diferentes tipos de graus de escalada.

A escalada como esporte também possui suas peculiaridades como a graduação de vias. Tocar no assunto é polêmico, e este artigo não é para isso, e sim divulgar uma maneira de traduzir os graus encontrados pelo mundo afora.

Particularidades

Como é padrão adotado por cada comunidade de escalada, uma diferente da outra, existem muitas espalhadas pelo mundo Mesmo assim algumas são consideradas padrão e adotadas por muitos como a francesa e americana.

No Brasil existe uma graduação própria para escalada esportiva e tradicional. Porém para a prática de boulder no Brasil (ao menos na maioria dos estados) é utilizado comumente a graduação americana.

Importante salientar também que, ao menos para a graduação francesa, a letra minúscula designa vias e a letra maiúscula linhas de boulder.

Caso o leitor queira saber qual a história das graduações de escalada, assim como o seu desenvolvimento ao longo do tempo, há um artigo exclusivo sobre o assunto. Além da história das graduações em geral, há também uma explicação detalhada da graduação de boulder e vias na América do Norte, Inglaterra e Europa.

A história completa da graduação, assim como a evolução e criação da graduação brasileira, pode ser lida em artigo exclusivo aqui na Revista Blog de Escalada. Além disso, há também um outro artigo que explica, com detalhes, sobre a criação e adoção da graduação de exposição da escalada Brasileira.

Tabela de Graus de Escalada

Veja abaixo a tabela COMPLETA de Conversão de Graus de Escalada existentes no mundo:

Tabla-conversion-de-grados1[1]

There are 64 comments

  1. Documentário de escalada em Cuba mostra onde o esporte é ainda considerado ilegal

    […] Essas linhas envolvem tudo, desde estalactites a paredes crivadas de concreções em rocha calcária dura. A escalada é dividida em 6 áreas e 27 falésias diferentes, todas com fácil acesso a partir da cidade de Viñales, local popular na comunidade mundial desde os anos 1980. Atualmente, existem cerca de 250 vias de escalada, embora o potencial para muitas mais seja enorme, com a maioria das rotas na faixa de graus de 6a a 7c francês (6° a 9a brasileiro). […]

  2. Carei

    Na verdade estas tabelas são sempre controversas. Nunca é exatamente aquilo. Por exemplo: usamos o V0. tem lugares que o V1 está proximo do VI sup, VII. Dentro do próprio Brasil a graduação varia. Tem lugares que o V é mais hard, em outros, mais simples.
    Mas com certeza ajuda bastante.

Comente agora direto conosco

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.