Alex Honnold e Tommy Caldwell estabelecem novo recorde de ascensão em Yosemite

Os escaladores americanos Alex Honnold e Tommy Calwell estabeleceram um novo recorde de ascensão na via “The Nose”, no El Capital em Yosemite. Com o tempo de 2:10:15 (hh:mm:ss), a dupla escalou os 914 metros de altura da via.

A via possui 31 enfiadas e teve a sua primeira ascensão em escalada artificial feita por Warren Harding, Wayne Merry e George Whitmore em 1958. À época o trio demorou 47 dias para realizar a ascensão, que teve vários “sobe e desce” no período de escalada. Logo após “promulgar” um manifesto sobre a ética na escalada, o americano Royal Robbins, acompanhado de Joe Fitschen, Chuck Pratt e Tom Frost, realizou a segunda ascensão. Nesta segunda ascensão demorou 7 dias para ser completada. Nesta ascensão, toda documentada no filme “Valley Uprising“, todos os escaladores ficaram na parede durante todo o processo da escalada.

Somente no ano de 1993 a escaladora americana Lynn Hill escalou “The Nose” em estilo livre (entenda o que é escalada em estilo livre aqui) a via, em uma conquista considerada histórica e que levou aproximadamente 4 dias. No total a via possui graduação de dificuldade 5.13+ (10a/10b brasileiro) se escalada em estilo livre ou 5.8 C2 em escalada artificial. No ano seguinte, a americana retornou à via e fez outra escalada histórica: ascensão em menos de 24 horas.

Com o novo tempo a dupla quebrou o recorde em 10 minutos que foi estabelecido em 2017 por Jim Reynolds e Brad Gobright e era de 2:19:44. O novo recorde é uma espécie de “vingança” de Alex Honnold, que tinha estabelecido o recorde em 2012 com o tempo de 2:23:46 junto de Hans Florine.

Tommy Caldwell já havia, inclusive, entrado para a história como o primeiro escalador a subir a via em menos de 24 horas em 2005

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.