Alex Honnold e Tommy Caldwell estabelecem novo recorde de ascensão em Yosemite

Os escaladores americanos Alex Honnold e Tommy Calwell estabeleceram um novo recorde de ascensão na via “The Nose”, no El Capital em Yosemite. Com o tempo de 2:10:15 (hh:mm:ss), a dupla escalou os 914 metros de altura da via.

A via possui 31 enfiadas e teve a sua primeira ascensão em escalada artificial feita por Warren Harding, Wayne Merry e George Whitmore em 1958. À época o trio demorou 47 dias para realizar a ascensão, que teve vários “sobe e desce” no período de escalada. Logo após “promulgar” um manifesto sobre a ética na escalada, o americano Royal Robbins, acompanhado de Joe Fitschen, Chuck Pratt e Tom Frost, realizou a segunda ascensão. Nesta segunda ascensão demorou 7 dias para ser completada. Nesta ascensão, toda documentada no filme “Valley Uprising“, todos os escaladores ficaram na parede durante todo o processo da escalada.

Somente no ano de 1993 a escaladora americana Lynn Hill escalou “The Nose” em estilo livre (entenda o que é escalada em estilo livre aqui) a via, em uma conquista considerada histórica e que levou aproximadamente 4 dias. No total a via possui graduação de dificuldade 5.13+ (10a/10b brasileiro) se escalada em estilo livre ou 5.8 C2 em escalada artificial. No ano seguinte, a americana retornou à via e fez outra escalada histórica: ascensão em menos de 24 horas.

Com o novo tempo a dupla quebrou o recorde em 10 minutos que foi estabelecido em 2017 por Jim Reynolds e Brad Gobright e era de 2:19:44. O novo recorde é uma espécie de “vingança” de Alex Honnold, que tinha estabelecido o recorde em 2012 com o tempo de 2:23:46 junto de Hans Florine.

Tommy Caldwell já havia, inclusive, entrado para a história como o primeiro escalador a subir a via em menos de 24 horas em 2005

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.