Saiba mais sobre o teste isocinético, para exame de articulações

O tavaliacao-isocinetica[1]este isocinético tem como objetivo identificar desequilíbrios musculares que possam interferir na prática ou no retorno para realização de atividades esportivas e até mesmo nas atividades da vida diária.

O dinamômetro isocinético permite quantificar o desempenho muscular do avaliado.

As variáveis de Força, Potência e Resistência Muscular podem ser estudadas isoladamente para cada grupamento muscular.biodex_isokinetic_system4_pro[1]Atua como um método preventivo e terapêutico de lesões musculares.
A avaliação pode ser aplicada nas articulações de joelho, quadril, tornozelos, punho, cotovelo e ombro, sendo realizada com uma velocidade fixa e uma resistência adaptável.
Esta é a única maneira de sobrecarregar um músculo de modo dinâmico até sua capacidade máxima.
Com esta avaliação podemos verificar possíveis desequilíbrios musculares, causas de sérias contusões, gerando parâmetros mais eficazes e objetivos para o tratamento a ser realizado.
Esta avaliação também gera parâmetros quantitativos para otimizar a reabilitação física dos esportistas lesionados.
O dinamômetro isocinético permite a avaliação objetiva e direta dos componentes de desempenho muscular relacionados às articulações de quadril, joelho, tornozelo, ombro, cotovelo, punho e tronco.

Ao realizar o teste o indivíduo obtém os seguintes dados:

  • Força máxima e média;
  • Força desenvolvida em relação ao peso corporal;
  • Comparação da força entre os lados direito e esquerdo (lesado e não-lesado);
  • Potência do músculo testado;
  • Relação de equilíbrio entre os músculos que realizam o movimento;
  • Resistência do músculo testado.

Por permitir analisar esses dados, a avaliação isocinética mostra-se adequada para avaliação muscular dinâmica em relação às outras existentes. O dinamômetro isocinético permite a avaliação objetiva e direta.

Com tais dados é possível também definir deficiências de força, potência e resistência de um grupo muscular.

Avaliação

O avaliador escolhe as velocidades necessárias para que se possa conseguir os dados acima e o paciente realiza o exercício para a articulação que precisa ser testada, desempenhando sua força máxima.id_17165_biodex-002[1]

A resistência do dinamômetro isocinético varia de acordo com a força aplicada pelo paciente; portanto, quanto mais força fizer, mais resistente o aparelho fica e vice-versa.

A isso chamamos resistência acomodativa.

Desta forma, a avaliação se realiza de forma segura, pois o DSC03591[1]aparelho sempre vai responder de acordo com a capacidade individual, com uma carga adequada de trabalho.

Diferentes movimentos podem ser avaliados e tratados e todas as principais articulações do corpo são capazes de serem avaliadas/tratadas.

O aparelho pode ser usado também para treinamento muscular com resultados significativos no ganho de força e equilíbrio muscular.

Vantagens

  • A avaliação oferece dados bastante objetivos e válidos que permitem direcionar um programa de treinamento e/ou reabilitação;
  • Há diminuição da sobrecarga muscular, visto a resistência do aparelho contra o movimento a ser realizado. Portanto, se o paciente apresentar dor durante o movimento ele responderá com diminuição de força e o aparelho imediatamente diminuirá a resistência fornecida, oferecendo acomodação para dor e fadiga;
  • Permite que o músculo seja exercitado com o máximo de força durante todo o movimento, uma vez que a velocidade do exercício é controlada;
  • Permite reprodutibilidade de teste para comparação de resultados antes e depois de um período de reabilitação/ treinamento;
  • Permite isolar grupos musculares, determinando onde ocorrem os déficits.

Indicações

  • Para atletas, a fim de avaliar risco de lesões e orientar seu programa de treinamento/ reabilitação;
  • Para pessoas que sofreram lesões do sistema músculo–esquelético (músculos, articulações, ligamentos, tendões);
  • Para indivíduos que foram submetidos a cirurgias – para avaliação dos resultados pós-reabilitação.

Contra-indicações

A avaliação está contra-indicada em situações de muita dor, limitação severa da amplitude articular, inchaço importante, lesão muscular aguda, luxação aguda ou hipertensão arterial não controlada, problema discal agudo (lombalgia aguda, por exemplo), fratura não-consolidada, gravidez, epilepsia, aneurisma, problema pulmonar ativo, cirurgia recente etc.

Fontes :

http://www.einstein.br/Hospital/reabilitacao/fisioterapia/Paginas/dinamometria-isocinetica.aspx

 

 

http://www.sportslab.com.br/sportslab-clinic/avaliacao-isocinetica

 

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.