Conheça 4 motivos que tornam o trekking uma atividade perfeita para sair do sedentarismo

Fosse possível apontar qual seria um dos grandes males do início do século XXI, seria o acentuado sedentarismo. Ao que parece, quanto maior a metrópole, maior a proporção de pessoas sedentárias. Sedentarismo é definido como a falta, ausência ou diminuição de atividades físicas ou esportivas. É considerada por cientistas e pesquisadores como a doença deste século, pois está diretamente associada ao comportamento cotidiano decorrente dos confortos da vida moderna. Pessoas que têm um gasto calórico reduzido semanalmente pela ausência da prática esportiva são consideradas sedentárias ou com hábitos sedentários.

As causas do sedentarismo, entre outras coisas, pode ser a hipotrofia de fibras musculares (perda da força ou do volume muscular do corpo.), além de ser a principal causa do aumento da ocorrência de várias doenças, como a hipertensão arterial, diabetes, obesidade, aumento do colesterol e infarto do miocárdio. A vida sedentária pode também ser causa direta ou indiretamente de morte súbita.

Como então fazer com que uma pessoa deixe de ser sedentária e comece a realizar um mínimo de atividades físicas. Existem várias teorias quanto a isso, mas a mais importante é encontrar uma atividade física que seja interessante e motivante para a pessoa. Neste aspecto que a prática de atividades de natureza pode fazer com que alguém saia do sedentarismo.

Reduz o estresse e rejuvenesce o rosto

Uma maneira fácil e natural de rejuvenescer a pele é aproveitar um local com abundância de árvores e ar puro. Certamente na cidade existem bosques e outros lugares com abundâncias de árvores, mas somente em locais mais tradicionais de trekking é que o ambicionado ar puro e silêncio irão ser encontrados.

Em um estudo recente realizado por um grupo de estudantes da uma universidade do estado norte-americano da Califórnia, um grupo de pessoas que foi enviada a um bosque durante duas noites, apresentaram baixos índices de cortisol (hormônio que é liberado pelo estresse) em comparação com pessoas que passaram o mesmo tempo na cidade.

O cortisol alto no sangue pode originar sintomas como perda de massa muscular, aumento de peso ou diminuição de testosterona ou ser indicativo de problemas, como a Síndrome de Cushing (distúrbios hormonais causados por exposição prolongada a níveis elevados de glucocorticoides). Os sinais são uma bola de gordura entre os ombros, rosto arredondado e estrias rosas ou roxas.

Este tipo de relaxamento que o organismo sente ao estar em contato com a natureza colabora para o rejuvenescimento da pele, evitando que apareça imperfeições como acne, rugas prematuras ou pele seca. Estes sintomas citados são ocasionados por um estado de nervosismo elevado, o que em uma atividade como o trekking em lugares bonitos raramente acontecerá. Obviamente que após a atividade, o uso de cremes e hidratantes colaboram ainda mais para o rejuvenescimento da pele. Usá-los após uma atividade de trekking potencializa os benefícios do produto.

Acalma as irritações

O corpo e a mente estão totalmente ligados, por isso o estado emocional se manifesta de diversas maneiras no organismo. Todas as tensões geradas por estímulos emocionais ou estresse são inevitavelmente descarregadas no corpo. Desta lógica é que aparecem as doenças, que são uma forma de avisar à pessoa que algo está em desequilíbrio no corpo.

Irritações corporais e emocionais, tensões do trabalho, estresse diário e os inevitáveis problemas pessoais podem ter consequências negativas no corpo. Algumas destas enfermidades podem ser desequilíbrio intestinal, irritações na pele, entre outras. Hiperidrose (sudorese excessiva e constante), urticária, vitiligo, coceiras no corpo e queda de cabelo são um destes sintomas.

Uma caminhada por um lugar com ar fresco e puro é um excelente remédio para a pele irritada. Quando estiver praticando um trekking, muito provavelmente terá um tempo somente para seus pensamentos e estará longe dos problemas que possui.

Reforça o sistema imunológico

Praticar trekking, não importando o grau de dificuldade que ele possua, diminui o colesterol e triglicérides, a circulação sanguínea e a capacidade antioxidante. Além disso, a pele do corpo que sempre está em contato com a natureza, está melhor preparada para fazer frente ás impurezas que existem nos ambientes contaminados. Entenda por ambiente contaminados os escritórios com ar condicionado, os quais todos estamos confinados por 40 horas por semana.

Em um ambiente natural, todo o corpo começa a funcionar mais em harmonia e, inevitavelmente, a pessoa começa a exibir um visual mais saudável.

Ajuda no emagrecimento

Em geral, com a prática de trekking, o sedentário tende a começar a perder um pouco de peso. Claro que após uma prática de trekking uma pessoa comer uma travessa de bolo de chocolate junto com dois litros de cerveja, não irá emagrecer. A prática de trekking, não importa o nível, ajuda a emagrecer, mas o praticante também tem de fazer a sua parte, começando a inspirar pela natureza que teve contato e mudar os hábitos alimentares.

Um ótimo aliado na perda de peso na prática de trekking é optar sempre realizar a prática em lugares diferentes. Além de descobrir detalhes do mundo que vivemos, não iremos entrar na rotina e deixaremos nosso corpo sempre estimulado por caminhos, odores e sensações desconhecidas.

Elisabet de Marco é Design Researcher, apaixonada por viajar e fazer trilhas a pé e de Mountain Bike, já fez mochilão pela Patagônia Argentina, Peru, Bolívia, Brasil e Uruguai.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.