Crianças em altitude: Saiba quais são as recomendações do UIAA

A União Internacional das Associações de Alpinismo (Union Internationale des Associations d’Alpinisme – UIAA) é a organização que representa interesses de montanhistas, escaladores, andinistas e alpinistas ao redor de todo o mundo.

A Comissão Médica da UIAA produz constantemente documentos de recomendação, os quais são traduzidos em vários idiomas, e servem como um valioso recurso, tanto para os escaladores quanto para a equipe médica, sobre assuntos de saúde na montanha.

A ênfase destes documentos é em problemas de saúde que só ocorrem em altitudes. Entre as questões incluídas estão a doença aguda da montanha, nutrição, desinfecção da água e uso de drogas no montanhismo. O artigo “Children At Altitude” publicado pela Comissão Médica da UIAA possui recomendações médicas consideradas conservadoras, que devem ser úteis para montanhistas e médicos que necessitam dar conselhos aos pais sobre a ida de crianças à lugares com altitudes consideráveis.

O motivo da elaboração deste documento é simples: Todos os anos milhares de crianças viajam com seus pais para grandes altitudes. A maioria dessas viagens envolve viagens a resorts de montanha, especialmente na América do Norte e na Europa. Embora a viagem à regiões com altitude seja sem incidentes para a maioria, algumas dessas crianças desenvolvem sintomas que podem ser atribuídos à exposição da altitude.

Comunicação

Crianças pequenas geralmente são pobres em comunicar seu desconforto fisiológico. Portanto, é improvável que elas digam que estão ficando com frio ou não consegue sentir os dedos (supondo que estas crianças tenham habilidades linguísticas suficientes).

As crianças provavelmente se tornariam muito quietas e silenciosas, portanto observe o silêncio e a interatividade da criança.

Portanto, a regulação térmica de uma criança é desenvolvida de forma imatura, assim como sua capacidade de se adaptar à exposição hipoxia (quando comparada a um adulto).

Saúde

O tópico mais comum sobre crianças em altitude é a otalgia: dor de ouvido que pode interferir na capacidade de ouvir. Esta otalgia é causada por mudanças rápidas da pressão atmosférica como, por exemplo, subida rápida por carro ou teleférico, mas também por qualquer aeronave (voos turísticos). O risco de otalgia aumenta para crianças muito jovens ou bebês.

Portanto, é fundamental que as crianças devem estar completamente saudáveis ​​se forem levadas para a altitude. Se possível, limpe o nariz a maior quantidade de vezes possível. Preferencialmente com alguma solução salina para evitar o nariz entupido. Adotar soluções salinas para higienizar o nariz faz toda a diferença no contra-ataque à rinite alérgica. É preciso ficar atento para não confundir soluções salinas com medicamentosas, que possuem corticoides, por exemplo.

Faça algumas paradas enquanto dirige um local alpino é muito importante para ajudar a criança no processo de aclimatação, sendo o ideal é parar para respirar o ar a cada 300 a 500 metros de altitude. Descanse antes e depois do topo, mas não no topo (a menos que a criança mostre um comportamento completamente normal e, obviamente, se sinta bem). Ao descer rapidamente (carro, teleférico), aconselhe a criança que tape o nariz e sopre com a boca fechada.

É recomendado também não viajar em teleféricos ou em qualquer aeronave com crianças doentes, pois as as mudanças de pressão são muito rápidas. Laringite e sangramento nasal são comuns em estações de esqui de inverno por causa do ar seco e a entrada e saída de salas superaquecidas. Isso pode ser evitado pela umidificação do ar.

Embora não haja dados científicos conclusivos sobre o assunto com crianças pequenas, geralmente é recomendado não subir a uma altitude de 3.000 a 4.000 m com uma criança em idade pré-escolar. Para esta faixa etária preferira uma altitude inferior a 2.500 metros.

O documento completo está disponível para download: https://www.theuiaa.org

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.