Saiba quais são os 10 países mais baratos para uma viagem de mochilão

Já começo este artigo com uma afirmação: se você nunca  viajou de mochilão, seguramente é uma pessoa parcialmente infeliz. O estilo de viagem permite uma variedade de opções de diversão, conhecimento (incluindo o auto-conhecimento) e descobertas que nenhum outro estilo permite.

Todos gostam de viajar, mas somente os mochileiros aproveitam de fato um destino. Pergunte a quem já viajou de mochilão para ver o brilho nos olhos das pessoa.

Wanderlust?

Esta luxúria por viagens inclusive já tem um termo: wanderlust. Uma palavra de origem germânica que junta duas palavras “wander” (que significa caminhar) e “lust” (que significa desejo), descrevendo o desejo viajar e explorar o mundo. Este desejo não é somente fazer as contas para sair de férias mas de ir a qualquer lugar, em uma caminhada que possa levar ao desconhecido e a algo novo.

Foto: http://www.sierralara.com

Na literatura mundial há citações de escritores famosos descrevendo o quão impactante é uma viagem na vida de uma pessoa:

  • Andar por terras distantes e conversar com diversas pessoas torna os homens ponderados Miguel de Cervantes
  • Viajar é nascer e morrer a todo o instanteVictor Hugo
  • Quem cruzou todos os mares cruzou somente a monotonia de si mesmoFernando Pessoa
  • Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir – Amyr Klink
  • O que muito viaja aumenta a sua sagacidade. Muita coisa vi nas minhas viagens, o meu conhecimento é maior do que as minhas palavras – Bíblia (Eclesiástico 34,10-11)
  • Porque, no final, não vai se lembrar do tempo que passou trabalhando no escritório ou aparando a relva. Escale aquela maldita montanhaJack Kerouac

Mochilão barato

Ao abrir o mapa na sua mesa, ou tela de computador (porque mídia impressa é coisa dos seus avós), há sempre a pergunta: Para onde devo ir? Devo fazer uma viagem clichê ou algo diferente? Qual o melhor, maior, menor, mais barato, etc, devo procurar?

Responder todas estas perguntas em um único artigo seria um trabalho gigantesco e que, seguramente, ninguém leria. Por isso após alguns meses de pesquisa, para uma viagem para mim mesmo, acabei fazendo uma pequena lista de lugares mais baratos para mochileiros.

Porque, pelo menos na minha humilde opinião, todo mochileiro é também uma pessoa econômica. E é exatamente este o objetivo deste artigo.

Nicarágua – América Central

Já começo a lista que elaborei com um país em fora do clichê de todos os sites de turismo, fóruns de mochileiros e referências de viajantes que eu me deparei nas minhas pesquisas. Pois saiba você que este pequeno país na América Central é um dos lugares mais hipster que existe para conhecer.

Muito provavelmente no futuro este país de apenas 5.465.100 habitantes é um verdadeiro paraíso para mochileiros.

Quem já viajou de mochilão ao país afirma que em grande parte das cidades do país as cidades é possível encontrar hostels econômicos com preços a partir de  US$ 6,00 (quarto compartilhado) e US$ 10,00 (quarto privado para  casal).

Em solo nicaraguense é possível desfrutar de tranquilidade e de muitos, mas muitos, trekkings e caminhadas em floresta tropical e em praias vazias. Os melhores meses para vistar é de dezembro a janeiro, período que é inverno no país, quando as temperaturas e umidade dão uma trégua.

Algumas das atrações naturais existentes na Nicarágua são:

  • San Juan del Sur –  Cidade banhada pelo oceano pacifico e preferida por oferecer sol, praia e surf. É considerada o ponto de encontro entre os mochileiros
  • Isla Ometepe –  Segundo maior ilha da América Latina e destino perfeito para  busca de contato com a natureza e tranquilidade. Na Isla Ometepe as atrações são Vulcão Madera, Vulcão ConcepciónEl Ojo de agua, Reserva Ecológica Charco VerdePunta Jesus Maria.
  • Granada – cidade colonial de Granada com construções antigas e muito bem conservadas. Desde Granada é possível conhecer a Laguna de Apoyo.
  • Las Peñitas: Perto da cidade de León e uma das melhores praias para surfar em todo o país.

Costa Rica – América Central

Um dos países mais procurados por turistas de todo o mundo para aproveitar uma praia é a Costa Rica. Uma mochila para aproveitar uma viagem ao país costa-riquenho pode ser bem pequena, contendo somente camisetas, trajes de banho e, obviamente, muito protetor solar.

Inegavelmente as atrações praianas existentes no país não possuem um preço muito convidativo.

A exploração deste mercado fez com que os preços de ficar próximo às praias da Costa Rica ficassem bem salgados.

Mas para quem procura algo diferente de praia, o quadro começa a ficar favorável ao turista mochileiro.

Algumas das atrações naturais existentes na Costa Rica são:

  • Parque Nacional Corcovado – É considerado como uma das principais áreas de conservação do  sistema de parques nacionais da Costa Rica. A National Geographic considerou “o lugar com mais biologicamente intenso da Terra em termos de biodiversidade”. No parque há a oportunidade de conhecer também uma série de vulcões e lagos azuis.
  • Parque Nacional Manuel Antonio – Este parque é conhecido por possuir as praias mais lindas do país e do mundo.
  • La Fortuna – A cidade com um nome bem sugestivo possui vários passeios como trekking, rafting, tirolesa e a possibilidade de visitar o Vulcão Cerro Chato. Desde a cidade é possível visitar também o  Parque Nacional Vulcão Tenorio (70 km do centro da cidade).

Nepal – Ásia

Se o objetivo de sua viagem de mochilão é buscar culturas antigas e aprender um pouco de história, o Nepal e a melhor opção para o mochileiro. Quem visitou recomenda fortemente o lugar por ser, além de muito barato (com exceção da passagem aérea talvez), um dos lugares mais interessantes de se conhecer.

O Nepal é um lugar que seguramente seja 100% diferente de tudo que exista em todo o mundo.

O Nepal segue o regime de monções, por isso no período de junho a setembro chuvas torrenciais faz parte do cotidiano. O visto para turista  brasileiros é obtido na chegada ao país.

Os templos budistas distribuídos pelo país são de uma beleza singular e inspiradora. Com muito pouco dinheiro é possível desfrutar dos hostels existentes no país. Apesar de sofrer com a exploração do montanhismo turístico, que traz várias sub-celebridades anualmente no período de montanhismo (primavera), é possível realizar trekkings contemplativos espetaculares.

Algumas das atrações naturais existentes no Nepal são:

  • Parque Nacional de Chitwan – Este parque nacional, que fica no sul do país, possui vários pântanos e está localizado Lumbini (cidade na qual nasceu Buda). Durante os trekkings no parque é possível ver tigres selvagens.
  • Trekkings – Vários circuitos de trekkings são possíveis de fazer no país. O mais popular deles, e por isso muito disputado e tão cheio quanto uma estação de trem na hora do rush, é o acesso ao campo base do Everest. Uma dica valiosa é procurar pela área onde está o Annapurna, conhecida como Pokhara. Grande parte dos trekkings podem ser feitos sem a necessidade de guias, porém é altamente recomendavel.

Tailândia – Ásia

Por muito tempo considerado um lugar de turismo hipster, a Tailândia é um dos lugares mais baratos do mundo para viajar.

Assim como o já descrito Nepal, a passagem aérea possui um preço relativamente salgado, mas os valores de se fazer um mochilão em solo tailandês compensa.

No país é possível ter contato com uma cultura milenar e, para quem gosta, com uma vida noturna intensa. Por causa das baladas intensas o filme “Despedida de Solteiro 2” foi gravado no país exatamente para utilizar a atmosfera como desculpa para as motivações dos personagens.

Para quem escala, o país é o paraíso da escalada em rocha calcária à beira mar.

Algumas das atrações naturais existentes na Tailândia são:

  • Chiang Mai -É a segunda maior cidade da Tailândia e a capital cultural do norte do país.  A cidade tem mais de trezentos templos budistas, chamados localmente wats. Excursões para explorar a natureza nas redondezas são amplamente oferecidas na cidade.
  • Krabi – Railay Beach – é considerada a pria mais bonita de toda a Tailândia Já pelas imagens da praia é possível ver um dos principais atrativos (além da praia claro): A escalada!
  • Koh Phi Phi – As ilhas Phi Phi (pronuncia-se Pi-Pi) é outro paraíso da escalada. Porém é muito procurada para a prática de psicobloc. Na ilha há praias lindíssimas e muito disputadas por turistas mas as ilhas são Integradas ao Parque Nacional Phi Phi-Hat Nopparat e por isso possuem inspeção para a proteção ambiental.

Vietnã – Ásia

Considerado o patinho feio do turismo, muito por conta da guerra do Vietnam, até hoje viva na memória de muita gente, o país é um dos mais interessantes para mochileiros.

Com natureza exuberante, praias, e opções de trekkings e hikings (além da gastronomia) é mais m destino “esquecido” por quem faz levantamento de lugares baratos para viajar.

Por sua proximidade com a China, o país é uma espécie de mistura de Tailândia com China, o que torna qualquer viagem muito interessante.

Para o público montanhista fazer estas atividades no Vietnã é como uma criança em uma loja de doces. Há muita opção e ainda nem arranhou o potencial que o país possui.

Algumas das atrações naturais existentes no Vietnã são:

  • Sapa
  • Saigon
  • Hanói
  • Ho Long Bay
  • Mui Né
  • Huê

Sri Lanka – Ásia

Este país que oficialmente é conhecido como República Democrática Socialista do Sri Lanka é um dos mais baratos para viajar. Porém é extremamente recomendado que visite-o sem fazer campanha para o mundo capitalista e, preferencialmente, respeite todas as leis do país.

Se está acostumado a fazer o que  lhe der na cabeça, e consumir drogas sem se perguntar se é legal ou não, este é o lugar mais perigoso para fazer isso.

Uma viagem ao interior deste país é um descobrimento atrás do outro e é muito forte a sensação de ter voltado no tempo. Apesar do país ser vizinho da Índia, é completamente diferente. Portanto caso alguém lhe informe que é uma pequena cópia da nação hindu, não acredite.

Ambos os países, inclusive, não se dão muito bem diplomaticamente.

Algumas das atrações naturais existentes no Sri Lanka são:

  • Fortaleza de Sigiriya
  • Banyan Sigiriya Rock
  • Yala Park  : Parque do país com a maior população de leopardos do mundo.

Índia – Ásia

Evitado por muitos, mas desejado por outros, o mochilão pela Índia é dos mais atrativos pelos seus preços acessíveis e pela quantidade de opções a serem apreciadas lá.

Com preços muito convidativos (com exceção da passagem aérea) é possível com poucos gastos apreciar comidas, transporte e hospedagem na Índia.

Durante uma viagem de mochilão pelo país é possível  ter contato com as montanhas do Himalaia, com excelente infra-estrutura para mochileiros que se interesse por lá, além de desfrutar de várias opções de atividades espirituais.

Para o mochileiro que é vegetariano é a escolha mais interessante: todo o país é “vegan friendly”.

Algumas das atrações naturais existentes na Índia são:

  • Taj Mahal – O famoso mausoléu está situado situado em Agra, cidade da Índia. Foi declarada uma das sete maravilhas do mundo recentemente pela ONU. É considerado por muitas pessoas como dos edifícios mais bonitos do mundo.
  • McLeod Ganj – Pequena vila localizada no norte do país e bem no meio do Himalaia indiano. Não é fácil chegar até lá, o que garante ao mochileiro uma história de aventura por toda a vida. O grande atrativo da cidade: é onde vive o Dalai Lama.
  • Amritsar – Próximo da fronteira da Índia com o Paquistão esta cidade possui uma atrativo muito interessante, e pouco divulgado entre os turistas mochileiros: Golden Temple. O edifício é um templo dourado e sagrado pela religião sikhs (religião monoteísta comum no estado indiano do Punjab) e “rivaliza” com o Taj Mahal em termos de opulência e beleza arquitetônica.

Indonésia – Ásia

O preço atrativo do turismo de mochilão na Indonésia tem uma justificativa simples: a Indonésia é um dos países mais inseguros do mundo. Porém suas praias, florestas tropicais e cultura local são das mais ricas do planeta.

No país é possível passear de elefante em atividades comuns.

Algumas das atrações naturais existentes na Indonésia são:

  • Sumatra
  • Bali
  • Tangkahan

Polônia – Europa

Pensando em visitar algum lugar da Europa que seja longe do circuito clichê como Paris, Barcelona e Londres? Anote a Polônia no seu itinerário! O país que frequentemente está envolvido em problemas políticos é dos lugares europeus mais interessantes para mochileiros.

Ainda pouco modernizada após a sua abertura econômico-política, é uma opção muito interessante para quem pretende conhecer um pouco de como era o continente europeu no início do século XX.

Algumas das atrações naturais existentes na Polônia são:

  • Campo de concentração de Auschwitz – Maior campo de concentração nazista
  • Tatra National Park – Principal parque nacional polonês
  • Cracóvia – cidade que não foi bombardeada e sofreu poucos danos durante a Segunda Guerra
  • Owl Mountains – Cadeia montanhosa preferida para trekkings

Albânia

Este pequeno país, mas bastante montanhoso, está no sudeste da Europa bem próximo da Grécia. Quem mora na Europa afirma que uma visita à Albânia é uma viagem à antiga vida campestre que existia no continente no final do século XIX.

As atrações do país são muito mais de natureza do que de visitação urbana.

No país há trekkings contemplativos muito famosos dentre os praticantes europeus.

Por possuir um preço muito barato para turismo de mochilão, é uma excelente aposta para quem deseja desligar totalmente do mundo e de sua vida.

Algumas das atrações naturais existentes na Albânia são:

  • Gjirokaster – Cidade medieval com várias “lembranças” da primeira e segunda guerra mundiais. Na cidade existe um museu muito interessante a respeito das guerras.
  • Tirana – A cidade é a capital da Albânia e possui muitos bunkers “heerdados” das guerras, além de vários museus.

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 3 comments

  1. Olavo Salgado

    Muito legal a matéria!
    Eu incluiria também outros destinos de montanha que são baratos!
    – Alpes Julianos, na Eslovênia. É o final geológico dos Alpes Suíços, visual alucinante. Cidadezinha de acesso, Bled.
    – Meteora, na Grécia (É o paraíso da escalada em rocha! Muito barato e também pode acampar por lá. Como fica no norte da Grécia, pode ser caminho para os Alpes da Albânia.
    – Vang Vieng, Laos. Num roteiro pela Ásia, vale muito a pena conhecer esse lugar! É ainda pouco explorado pelos mochileiros, o que a torna uma viagem de exploração irada! Hosteis que custam menos de 5 dólares. Muita escalada nesse lugar.
    – Kotor, Montenegro. É um lugar ainda pouco explorado pelos montanhistas e que vale a pena fazer uma exploração.

    Os alpes da Albânia são maneiros, mas o acesso é complicado e as vezes rolam grupos paramilitares, pode não ser seguro.

    1. Luciano Fernandes

      Oi Olavo

      Obrigado pela sua mensagem. Inicialmente era fazer uma lista de 15 lugares. A planilha de pesquisa até foi feita. Porém um artigo deste embora pareça simples, é muito trabalhosa pois temos de encontrar informações de mochileiros que gostam de atividades outdoor (que é o foco do site) e as fotos.

      Vamos anotar estas suas dicas e quem sabe em uma versão mais elaborada por continente ela volta. Caso aconteça seguramente citaremos você

      Abs

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.