Equatoriana bete recorde feminino de ascensão no Aconcágua – Marca pertencia a brasileira

Assim como seus compatriotas Karl Egloff e Nicolás Miranda, a equatoriana Daniela Sandoval quebrou o recorde de ascensão ao Aconcágua (6.962 m) com o tempo de 20 horas e 17 minutos. O recorde anterior pertencia à brasileira Fernanda Maciel que em fevereiro de 2016 completou o mesmo percurso em 22 horas e 52 minutos. À época a subida de Maciel à montanha mais alta das Américas teve cobertura completa da Revista Blog de Escalada, sendo o primeiro veículo brasileiro a noticiar o feito.

Visivelmente emocionada, além de exausta, Daniela Sandoval chegou em Horcones às 21:17 sob muitos aplausos e felicitações de todos que ali estavam. A atleta equatoriana iniciou seu desafio de madrugada, à 1:00 no mesmo local de chegada.

Curiosamente a atleta havia anunciado na semana passada que tinha desistido do desafio, logo após ter sido obrigada a abortar o ataque ao cume por condições ruins do clima, com ventos que superavam 100 km/h. Sandoval regressou a Uspallata para descansar domingo e segunda-feira. Já na terça-feira Daniela encarou o desafio.

Para chegar ao topo do Monte Aconcágua o percurso de ida e volta, pela via normal (desde Horcones), soma 59,85 km tendo um desnível positivo de 3.962 m. A marca da ascensão mais rápida da história pertence ao equatoriano Karl Egloff (11:52 minutos), seguido pelo espanhol Kilian Jornet (12:49 minutos).

Daniela Sandoval pertence à equipe “Ecuador Mas Cerca del Sol” e possui apenas 26 anos de idade e uma carreira não tão longa.

There are 2 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.