Equatoriana bete recorde feminino de ascensão no Aconcágua – Marca pertencia a brasileira

Assim como seus compatriotas Karl Egloff e Nicolás Miranda, a equatoriana Daniela Sandoval quebrou o recorde de ascensão ao Aconcágua (6.962 m) com o tempo de 20 horas e 17 minutos. O recorde anterior pertencia à brasileira Fernanda Maciel que em fevereiro de 2016 completou o mesmo percurso em 22 horas e 52 minutos. À época a subida de Maciel à montanha mais alta das Américas teve cobertura completa da Revista Blog de Escalada, sendo o primeiro veículo brasileiro a noticiar o feito.

Visivelmente emocionada, além de exausta, Daniela Sandoval chegou em Horcones às 21:17 sob muitos aplausos e felicitações de todos que ali estavam. A atleta equatoriana iniciou seu desafio de madrugada, à 1:00 no mesmo local de chegada.

Curiosamente a atleta havia anunciado na semana passada que tinha desistido do desafio, logo após ter sido obrigada a abortar o ataque ao cume por condições ruins do clima, com ventos que superavam 100 km/h. Sandoval regressou a Uspallata para descansar domingo e segunda-feira. Já na terça-feira Daniela encarou o desafio.

Para chegar ao topo do Monte Aconcágua o percurso de ida e volta, pela via normal (desde Horcones), soma 59,85 km tendo um desnível positivo de 3.962 m. A marca da ascensão mais rápida da história pertence ao equatoriano Karl Egloff (11:52 minutos), seguido pelo espanhol Kilian Jornet (12:49 minutos).

Daniela Sandoval pertence à equipe “Ecuador Mas Cerca del Sol” e possui apenas 26 anos de idade e uma carreira não tão longa.

There are 2 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.