A história oculta de ontem e hoje de uma das fotos mais icônicas do universo outdoor

A marca norte-americana de indumentária outdoor Patagonia, capitaneada pelo seu sempre cultuado CEO Yvon Chouinard, tem como principal atração desde os finais da década de 1980 o seu catálogo de equipamentos. Esta peça publicitária, ainda muito usada por algumas marcas, foi durante muito tempo o grande diferencial da marca de Chouinard. Sua fama de diferenciada foi galgada graças a um catálogo que mostrava roupas mais coloridas e em vez de usar modelos para as fotos, a marca optava por usar praticantes de esportes outdoor nos seus locais favoritos.

Uma de suas fotos mais icônicas, do catálogo da primavera de 1995, era a de um casal realizando um trekking que exigia a travessia de um córrego. Nesta travessia, ambos estavam com sua filha de poucos meses e, para espanto de muitos, a estratégia usada para atravessar o córrego foi jogar a filha para as mãos da primeira pessoa que atravessou. A foto, claro, tornou-se icônica pelo seu apelo visual de uma decisão não convencional. Nos dias atuais, inteiramente dominado de redes sociais, a foto já virou meme e foi acusada de ter sido manipulada digitalmente ou tratar-se de uma montagem.

https://www.patagonia.com/ | Foto: Foto: Tim Davis

Mas a verdade é que a foto é real. Sim, o bebê, que atualmente possui 24 anos de idade, é Jordan Leads e, segundo a jornalista Bonnie Tsui, está bem e viva. A marca Patagonia, em comemoração aos quase 25 anos do catálogo, publicou um extenso texto em sua página oficial sobre a história da foto. A tarefa coube à jornalista Bonnie Tsui, autora do premiado livro “American Chinatown: A People’s History of Five Neighborhoods” e presença frequente em jornais como The New York Times e a revista California Sunday, que colocou um extenso texto sobre a história por trás da foto.

Tsui conta em seu artigo (que pode ser lido na íntegra aqui) que seus pais Jeff e Sherry Leads viajaram até o Turtle Rock de Joshua Tree e, de improviso, resolveram jogar o bebê de macacão roxo um para o outro. Jordan, por influência dos pais, agora é fanática escaladora e, inclusive, transformou a academia da casa em um pequeno ginásio de escalada, que foi totalmente construída por seu pai.

Para a surpresa de muitos, inclusive da própria família Leeds, a foto teve uma sobrevida de popularidade. Esta sobrevida deve-se às redes sociais e a capacidade de viralizar fotos impactantes. A imagem do “bebe voador” viralizou.

Atualmente, Jordan Leads mora em Huntington Beach, Califórnia e está na escola em tempo integral, estudando estenografia em uma corte judiciária dos EUA. Seu pai, agora com sessenta anos de idade, ainda escala e frequentemente convida a filha para ir com ele. A escalada, além de várias atividades outdoor, fazem com que os laços afetivos de pai e filha ainda sejam sólidos.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.