Briga entre escaladores e guias nepaleses tumultua campo base no Everest [ATUALIZADO]

photo_1367152582171-1-0[1]Reportado pelo jornal France 24 , dois escaladores estrangeiros tiveram uma briga, as quais sairam às vias de fato (conhecido também por sair trocando socos) com seus guias nepaleses.

A briga aconteceu por volta do iníco desta tarde, horário de Brasília.

Os escaladores “brigões” foram um suíço e um italiano identificados como Wool Stick e Simboli Morno respectivamente.

Os escaladores Ueli Steck e Simone Moro (dois dos mais famosos aplinistas da atualidade) assim como o fotógrafo Jonathan Griffithforam atacados por um grupo de Sherpas

O motivo alegado pelos Sherpas foi que o trio chutou gelo neles enquanto estavam na parede  Lhotse.

Após isso os sherpas atacaram com pedras e facas o grupo além de terem sido ameaçados de morte.

Com isso o grupo voltou mais cedo para casa ( entenda por casa a Europa).

O grupo acrrdita que o o ego dos sherpas ficou ferido devido à velocidade (marca registrada de Ueli Seck) na sua subida.

A briga foi tão “feia” que até mesmo a polícia local foi acionada para investigar e intervir no caso.2800[1]

Foram removidos do local pelas autoridades os três principais sherpas.

O fato ocorreu no caminho ao Campo 3 do Everest.

Todas as declarações ainda são conflitantes e imprecisas.

O que se sabe de certo é que Anish Gupta do “Cho-Oyu Trekking” (compania organizadora de expedições em Kathmandu) declarou a jornais e agência de notícias internacionais.

Para mais detalhes acesse : http://explorersweb.com/everest_k2/news.php?id=21432

Link Alternativo : http://www.explorersweb.com/offsite/?source=http%3A%2F%2Fwww.montagna.tv%2Fcms%2F%3Fp%3D47029&lang=it

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.