Usando VPN: Como assistir conteúdos de streaming bloqueados no Brasil?

Você não sabe o que é VPN, mas deseja saber o que é possível fazer para assistir algo liberado em outro país? A resposta a essa e outras perguntas estão nesse artigo que ensina como contornar esse bloqueio.

A motivação de escrever esse artigo é simples e direta: empresas que detém os direitos de transmissão da escalada para a América Latina não se interessa em reservar um horário para isso. Nem mesmo em um video tape.

Direitos de transmissão do IFSC

O entrave com relação à liberação do streaming no YouTube passa pela maneira pouco preocupada que a Federação Internacional de Escalada Esportiva (IFSC) possui com a América do Sul e a visão do Olympic Channel possui de suas transmissões. Em termos televisivos, as Olimpíadas terá transmissão de três canais no Brasil: Rede Globo, SporTV e BandSports.

Historicamente, as transmissões das etapas da Copa do Mundo de Escalada Esportiva sempre foram feita gratuitamente por streaming no canal de YouTube da Federação Internacional de Escalada Esportiva (IFSC). Desde que a empresa se associou ao Olympic Channel para negociar os direitos de transmissões, países e continentes de pouca expressão no esporte ficaram preteridos da transmissão.

A Revista Blog de Escalada entrou em contato com as redes de TV à cabo para obter uma explicação sobre a recusa de colocar o esporte na grade de transmissões. As emissoras responderam que por causa da baixa audiência e ausência de atletas se destacando na modalidade, não compensaria reservar um espaço na grade de programação.

Por conta de divergências jurídicas, é comum que alguns streamings estejam bloqueados em determinados países. Uma VPN pode contornar esse tipo de proibição porque, ao se conectar a um servidor remoto de um país, como EUA, o endereço IP transmitido ao provedor de internet estará hospedado nos EUA.

Assim, de maneira legal, é permitido acessar o conteúdo de streaming disponível nesse país.

Por que usar VPN?

VPN

VPN é uma sigla que significa Virtual Private Network, que significa Rede Virtual Privada. Ela utiliza a Internet para se conectar a uma determinada localidade e assim poder usar seus serviços. Ou seja, é possível com uma VPN ter um IP dos EUA, e utilizar a internet como se estivesse lá.

Para acompanhar as provas das etapas da Copa do Mundo de Escalada do IFSC, a Revista Blog de Escalada procurou uma saída que não fosse ilegal e que permitisse que o público brasileiro tivesse a possibilidade de obter notícias e comentários a respeito dos resultados. Uma VPN permite que você tenha acesso livre a todo conteúdo da internet.

Atualmente a Revista Blog de Escalada é o único veículo que faz a coberta dos resultados, além de análises, da Copa do Mundo de Escalada Esportiva do IFSC, não se contentando com somente reproduzir press releases distribuídos por federações ou ligas independentes.

Em outras palavras, uma pessoa morando no Brasil e usando a Internet da sua casa, uma VPN pode fazer com que os sites (dentro os quais o YouTube, Netflix, Apple+, Hulu, etc.) pensem que você está nos EUA, por exemplo, por conta do seu endereço de IP. Sim, com o uso de uma VPN, é possível visualizar vídeos do YouTube bloqueados para o Brasil, por exemplo.

Parece mágico, mas é importante salientar que nem toda VPN é segura e merece confiança, porque alguns serviços de VPN mantêm extensos logs com o registro de todas as atividades dos usuários, colocado a segurança e a privacidade dos clientes e dos dados (como um número de cartão de crédito).

Como usar VPN para assistir ao streaming no YouTube?

É fundamental confiar na VPN que irá usar para realizar uma ou mais tarefas. A VPN também deve ser ela mesma protegida contra comprometimentos. Estes são os recursos que qualquer pessoa deve esperar de uma solução de VPN

  • Criptografia do seu endereço IP
  • Criptografia de protocolos
  • Kill switch
  • Autenticação de dois fatores

VPN

Disponível em versões gratuitas e pagas, a VPN pode ser instalada em celulares Android ou iOS, notebook, PCs ou tablet. Basta baixar e fazer uma assinatura de algum serviço para conectar seu aparelho a uma rede privada.

A maioria das VPN oferecem soluções para desktops e smartphones que podem ser desde as gratuitas ou por meio de pagamento mensal. Os que são cobrados têm a vantagem de oferecer um limite de uso de dados maior

As principais empresas do mercado são: ExpressVPN (todo tipo de dispositivo), CyberGhost, Surfshark (com mais opções de segurança), NordVPN (a mais popular), Private Internet Access (pagamentos em real), TorGuard e SlickVPN prestam este tipo de serviço.

Existem alternativas grátis como WindScribe (limite de dados até 10 GB por mês e servidores em 10 países), TunnelBear (limite de dados 500 MB mensais e servidores de 23 países) e VPN Gate (presente em mais de 90 países).

Antes de assinar qualquer serviço de VPN, é importante checar a reputação de fornecedores da ferramenta em sites especializados e fóruns de discussão.

Comente agora direto conosco

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.