Avaliação da Mini Chaleira Smart Kitchen – Guepardo

A Mini Chaleira Smart Kitchen da marca Guepardo tem como finalidade oferecer comodidade aos apreciadores de bebidas quentes (chá, café, chimarrão e outros) tendo como pontos fortes em seu produto o peso e praticidade.

Segundo o seu fabricante suas principais características são a leveza, resistência a desgaste e corrosão.

O Teste

A chaleira foi utilizada em diversas situações de camping, sendo utilizada tanto em ambiente campista estruturado, como no selvagem.Smart-Kitchen-3

O produto foi utilizada em uma altitude altitude de 1.200 e 2.400 metros acima do nível do mar, sempre utilizada em fogareiro a gás, na região de Mendoza, na Argentina.

O equipamento não foi utilizado em fogareiros de combustíveis à base de combustível.

A chaleira foi utilizada na preparação de rodadas de chimarrão com pessoas do camping e preparos de café da manhã, tanto para leite em pó quanto o café propriamente dito (pó e instantâneo)

Foi utilizada ainda para a fervura de água na hidratação de shiitake seco para um molho de macarrão.

O equipamento foi carregado sempre dentro de mochilas, junto a outros equipamentos de camping, e lavado normalmente e secado ao ar livre.

Durante os campings selvagens a chaleira foi carregada em uma mochila por caminhadas que variaram de 10 a 25 km, alternando as dificuldades entre média e fácil.

A chaleira não foi utilizada em fogões comuns nem industriais, nem em cozinhas coletivas de abrigos de montanha.

Prós

  • Leveza
  • Praticidade
  • Alça com Silicone

Contra

  • Volume ocupado na mochila

Notas

  • Qualidade de material : 4.5 
  • Acabamento : 4.0 
  • Design : 3.5 
  • Relação Peso x volume: 4.0 
  • Relação custo x benefício: 4.0
  • Nota final: 4.0

 Opinião

Smart-Kitchen-6A Mini Chaleira Smart Kitchen apesar da aparência de fragilidade e tamanho mostrou-se muito versátil em seu uso, especialmente na Argentina, onde o consumo de chimarrão é alto.

Mesmo estando em uma altitude considerável (não era uma alta montanha, diga-se) a fervura da água foi eficiente.

Um detalhe que agradou bastante no uso foi a alça de manipulação do equipamento ser revestida de um silicone que não deixa  a mão do cozinheiro queimar.

Um outro detalhe que agradou bastante foi a velocidade de fervura do líquido dentro da chaleira, que mostrou-se eficiente em noites mais frias na preparação de um chá de maneira rápida.

Um ponto que poderia ser estudado em novas versões é a maneira com que a chaleira é guardada dentro da mochila, pois mesmo sendo pequena, é trabalhoso encontrar uma posição que ocupe menos espaço.

Apesar de não ter uma utilidade relevante na preparação de outros tipos de comidas (como macarrão, carne e sopas) a chaleira provou ser uma peça complementar de qualidade e versátil.

Para campistas pretendem utilizar um estilo mais minimalista, o uso da chaleira é questionável, mas somente neste caso.

Smart-Kitchen-8

Smart-Kitchen-3

Smart-Kitchen-2

Smart-Kitchen-1

Smart-Kitchen-7

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

There is one comment

  1. Glauco Fortini

    O problema desses utensílios em geral é que aqui no Brasil são extremamente caros, absolutamente fora da realidade. As empresas importadoras e/ou as lojas chegam a ganhar até 200% do valor no varejo de lojas fora do país. Uma chaleira dessas custa mais caro que uma grande para cozinha doméstica, feita em aço inox. Um despropósito. Me recuso a pagar esses preços.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.