The North Face é denunciada por prática antiética para ganhar relevância no Google

A marca norte-americana The North Face violou os termos de usuário da Wikipedia para tentar ganhar relevância nas pesquisas do Google sobre viagens de turismo de aventura. A denúncia foi feita pela própria Wikipedia e foi publicada pela revista norte-americana de propaganda AdAge. A marca já enviou um pedido de desculpas à Wikipedia.

A manobra antiética adotada pela subsidiária brasileira da empresa norte-americana, foi para que todas as pessoas que planejassem uma viagem, que geralmente é utilizando pesquisas no Google, a primeira imagem que apareceria do destino teriam o logotipo da empresa. Desta maneira, a empresa garantiria uma propaganda gratuita nas pesquisas do Google.

A The North Face, em uma campanha com a agência Leo Burnett Tailor Made, aproveitou esse comportamento padrão do consumidor, para tentar manter o nome da empresa na cabeça das pessoas, quando considerarem uma viagem para praticar alguma atividade outdoor. A marca e a agência publicaram fotos de pessoas usando o logotipo da empresa, viajando para algumas localidades do mundo, incluindo o Parque Estadual Guarita e Farol de Mampituba no Brasil , além do Huayna Picchu, no Peru.

As evidências da denúncia pode ser vista no tweet abaixo divulgado pela revista AdAge.

De acordo com a agência, o maior obstáculo da campanha foi atualizar as fotos sem chamar a atenção dos moderadores da Wikipédia, para sustentar a presença da marca pelo maior tempo possível, já que os editores do site poderiam alterá-las a qualquer momento.

Detalhes da manobra foram divulgados em vídeo, publicado pela revista AdAge.

Wikipédia remove as fotos e chama de “golpe”

A estratégia, vista como antiética pela Wikipedia funcionou por pouco tempo. Logo após a campanha da The North Face ter sido apresentada na AdAge, os editores voluntários da Wikipedia foram rápidos e removeram as fotos da The North Face. As fotos foram retiradas porque a estratégia de marketing violou os termos de usuário do site. Após a publicação da estratégia antiética, a The North Face enviou um pedido de desculpas, mas não confirmou que futuras estratégias como esta não iriam se repetir.

“A adição de conteúdo destinado exclusivamente a promover uma empresa, ou seus produtos, contraria o espírito, a finalidade e as políticas da Wikipédia para fornecer conhecimento neutro baseado em fatos do mundo. A The North Face explorou uma plataforma gratuita de aprendizado público para ganhos corporativos”, afirmou um representante da Wikimedia Foundation, a organização sem fins lucrativos que opera a Wikipedia.

A Wikimedia Foundation publicou um texto repudiando a manobra da The North Face. No texto o Wikipedia protesta sobre o vídeo sobre a campanha na qual Leo Burnett e The North Face se gabaram de que “fizeram o que ninguém fez antes… Trocamos as fotos da Wikipédia pelas nossas, pagando absolutamente nada, apenas colaborando com a Wikipédia”. A Wikimedia Foundation chamou a ação de “Golpe”.

Voluntários removeram as imagens de The North Face (ou cortaram o logotipo da empresa) de todos os artigos da Wikipédia, nas quais haviam sido inseridas. Além disso os voluntários estão ativamente discutindo e avaliando os artigos afetados, para garantir que eles atendam aos padrões de neutralidade e confiabilidade da Wikipédia. A Wikimedia Foundation completa dizendo que “Convidamos as empresas a aprenderem as melhores práticas estabelecidas para se engajarem corretamente com a Wikipédia e apoiarem o bem público”.

Leia o texto da Wikipedia na íntegra: https://wikimediafoundation.org

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.