IFSC cancela eventos restantes da Copa do Mundo e temporada 2020 termina

A Federação Internacional de Escalada Esportiva (IFSC) , em acordo com a USA Climbing (liga americana que organiza campeonatos nos EUA) e a Korean Alpine Federation (Federação Coreana de Montanhismo), decidiu cancelar definitivamente as provas da Copa do Mundo de 2020 que seriam realizadas em Salt Lake City (EUA) e em Seul (Coreia do Sul).

As duas competições foram inicialmente programadas para fazer parte da temporada de boulder e velocidade de 2020 em maio e junho, mas foram adiadas no calendário para tentar salvar a temporada competitiva do ano. As datas planejadas foram de 10 a 13 de setembro, para o teste de Salt Lake City, e de 7 a 11 de outubro, para o encontro de Seul.

“O IFSC gostaria de agradecer às duas organizações por sua cooperação e pelos incontáveis ​​esforços dos últimos meses. Infelizmente, o impacto da Covid-19, somado às restrições de viagens entre alguns países que dela decorrem e às medidas de segurança impostas, forçaram o IFSC, a Federação Alpina Coreana e a USA Climbing a tomar esta triste decisão” , comunicou a IFSC.

Diante desse cancelamento, a prova de Briançon, França, que aconteceu nos dias 21 e 22 de agosto, onde Laura Rogora e Adam Ondra venceram, será a única prova da taça que terá sido disputada este ano.

Alex Megos criticou medidas de segurança fracas

 

Ver essa foto no Instagram

 

Everybody seemed to be waiting for this world cup in Briançon last weekend. I went to the comp with mixed feelings. I knew I hadn’t prepared for it and after a long and intense period on rock I felt like I needed a little bit of down time, so I wasn’t very psyched to try hard and compete. Nonetheless I thought I’ll go to see a few people I hadn’t seen in a while and to just climb without any pressure, just for fun. I already heard in advance about various regulations to keep us athletes, spectators and officials safe from covid 19 and to minimize the risk of catching and spreading the virus. Looking back at the comp now I’m really starting to question though if there had been put a lot of thought into this comp and it’s regulations. Does it make sense to tell some athletes they can’t warm up or cool down on an empty wall because of Corona regulations and then on the other hand have 5000 people standing side by side in front of the wall? Does it make sense to let the athletes warm up side by side without masks in the isolation area but then make them wear masks as soon as they enter an area where the public can see them? In my eyes a lot of the restrictions and rules were questionable and didn’t make much sense when you allow a crowd of 5000 people to come and watch. I also don’t think it is fair towards many athletes to call it a world cup if pretty much only Europeans can attend due to international travel restrictions. All in all this comp was not as fun as I was hoping it would be. If future comps look like this I’m not sure I want to continue. To finish on a positive note though, I got to finals, despite not climbing very well to get there. In finals for the first time ever I felt relaxed and confident straight away from the first move on. I felt flowy and I had a lot of fun during the time I was on the wall. Maybe I was a little too confident and relaxed and I shouldn’t have jumped for holds like I did and fall off, but it was fun! I’m pleased with my mental game in finals. Still needs a little fine tuning though. Congrats to @adam.ondra 🥇, @domen_skofic 🥈 and @jakob.schubert 🥉and to @laura.rogora for winning her first world cup 🔥🙌🏼

Uma publicação compartilhada por Alexander Megos (@alexandermegos) em

A IFSC estabeleceu medidas rígidas para proteger os atletas, o público e os dirigentes da COVID, para que o evento fosse realizado com a máxima segurança. Apesar disso, e a julgar por algumas imagens durante a competição, nem sempre foi possível que essas medidas fossem cumpridas.

Com um texto no Instagram, Alex Megos questionou o trabalho do IFSC em Briançon para evitar a disseminação do COVID:

“Parece que todos estavam esperando o evento da copa do mundo em Briançon. Fui para a competição com sentimentos contraditórios. Ele sabia que não estava pronto e depois de um longo e intenso trabalho na rocha, parecia que precisava de um tempo de silêncio, então ele não estava muito motivado para dar tudo de si e competir.

Mas pensei: ‘Vou encontrar pessoas que não vejo há muito tempo e vou escalar sem pressão, apenas por diversão. Ele tinha ouvido falar de vários regulamentos para manter os atletas, espectadores e oficiais protegidos da COVID, minimizando o risco de infecção e transmissão do vírus. Pensando agora na competição, começo a me perguntar se muita atenção foi dada a este evento e seu regulamento.

Faz sentido dizer aos atletas que eles não podem se aquecer ou se esticar em um teto vazio por causa dos regulamentos anti-COVID impostos e na outra parte ter 5.000 pessoas próximas umas das outras em frente ao muro de competição?

Faz sentido deixar os atletas aquecerem lado a lado sem máscaras na área de isolamento, mas depois forçá-los a usá-las ao entrarem na área onde o público possa vê-los?

Do meu ponto de vista, muitas restrições e regras eram questionáveis ​​e não fazia muito sentido permitir a participação de 5.000 pessoas na competição.

Também não acho justo que muitos atletas chamem isso de copa do mundo quando apenas europeus puderam comparecer devido a restrições de mobilidade. Considerando todas as coisas, o encontro de Briançon não era engraçado, embora eu esperasse que tivesse sido. Se as competições futuras forem assim, não tenho certeza se quero continuar.

Uma nota positiva para terminar. Entrei na final apesar de não ter escalado muito bem para estar lá. Na final pela primeira vez me senti relaxado e confiante desde o primeiro movimento. Eu senti o fluxo e me diverti enquanto estava na parede.

Talvez eu estivesse tão confiante e relaxado que não deveria ter saltado para a presa onde caí, mas foi divertido! Estou feliz com o meu jogo mental na final, embora ainda precise de refinar mais”.

Comente agora direto conosco

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.