Candidata que fez campanha realizando escalada em vídeo é eleita nos EUA

Em abril deste ano, a Revista Blog de Escalada noticiou que uma candidata à deputada nos EUA, tinha utilizado uma escalada realizada por ela, para sua campanha eleitoral. A californiana Katie Hill acreditava que escalar fazia parte de sua estratégia de tornar-se representante dos escaladores, além de seu público eleitor. Utilizando uma analogia de “dificuldade e risco” da escalada, Hill declarou em sua campanha que “escalar talvez seja difícil, mas não tanto como me candidatar ao congresso enquanto outra pessoa tem apoio das corporações… Não, não será fácil, mas estou pronta para o desafio.”

No vídeo de sua campanha Katie Hill aparece escalando “Cowboy Coffee”, uma via cotada em 5.11a americano (7a brasileiro) que fica no local de escalada Texas Canyon (que ironicamente fica no estado americano do Arizona). Katie Hill era candidata pelo distrito 25 da Califórnia, um grande distrito com uma população hispânica crescente e muitos eleitores independentes. Na eleição Hill derrotou o deputado Steve Knight, com quem teve uma disputa apertada. Com sua vitória, ela também se torna a primeira congressista abertamente bissexual do estado. Kinght, seu adversário derrotado, é um experiente congressista republicano que se opõe ao aborto e que acredita que o casamento é entre um homem e uma mulher.

Ao que parece a analogia com a escalada deu certo pois, como já foi dito, Kate Hill foi eleita nas últimas eleições americanas que aconteceram esta semana. As midterms, como são conhecidas as eleições para vários cargos representativos (realizadas no meio do mandato do presidente da república), foram realizadas no último dia 6 e ficou marcada por uma forte polarização entre as partes hegemônicas dos EUA: Republicanos e Democratas.

Quem acredita que Katie Hill é leiga no assunto da política, engana-se. A americana é formada em Administração de Empresas pela California State University Northridge e mestrado em políticas públicas pela mesma instituição. Hill atuou constantemente em uma ONG People Assisting the Homeless (PATH), voltada para moradores de rua.

Vitória para Yvon Choinard

Neste ano, os norte-americanos ficaram responsáveis de definir 435 novos deputados, 35 senadores e 36 governadores, na esperança de mudar o equilíbrio de poder entre os dois principais partidos americanos. Ao final, os democratas ficaram com a maioria dos representantes na câmara, mas os republicanos firmaram a maioria no senado. Ironicamente, ambas as partes comemoraram o feito como uma vitória acachapante sobre o adversário.

Grande parte dos candidatos apoiados pela marca Patagonia, que mostrou-se muito engajada neste pleito de 2018, tendo como principal porta-voz Yvon Chouinard, se elegeram, trazendo esperança a quem critica duramente a política de meio ambiente do presidente Donald Trump. Yvon Chouinard tem estado em pé de guerra com o presidente dos EUA, além de também falar grosso com todos seus concorrentes em declarações a veículos de imprensa americanos. Chouinard declarou de maneira contundente no ano passado, que os executivos da indústria outdoor “são um dando de ‘chorões’ e têm medo da própria sombra”.

Durante a campanha, a marca Patagonia explicitamente recomendou os votos nos candidatos que defendiam a proteção de terras públicas (muitas delas usadas por praticantes de esportes outdoor). Por meio da página oficial da marca foi recomendando aos habitantes dos estados norte-americanos de Nevada e Montana a votar em Jacky Rosen (Nevada) e Jon Tester (Montana). Ambos os senadores foram eleitos.

No geral os democratas obtiveram a maioria na Câmara e os republicanos ampliaram a maioria no Senado. Os democratas conquistaram o governo de estados norte-americanos importantes, mas os republicanos no Texas, Flórida e Ohio. Analistas apontam que os democratas ganharam terreno, mas não houve uma onda anti-Trump.

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.