O corpo, a mente e a importância do profissional de Educação Física

Há algum tempo uma senhora se voltou pra mim e  disse:‘’Você tem muitos músculos pra alguém que escreve poesias’’. De pronto me lembrei de minhas primeiras aulas de anatomia humana no curso de Educação Física, em meados dos anos 90 quando o professor Paulo com um Sobotta na mão vociferava:

“O corpo humano possui cerca de 650 músculos, e até  o término do semestre os Srs. deverão identificar quase todos pra mim’’ ( e lá se foram as pretensões de muita gente, de só bater uma bolinha na facu ).

Porém percebi que a senhora se referia a volume e não a quantidade.

Hercules

Pela forma com que ela falou e sua entonação de voz me fez concluir duas coisas: Primeiro, ela estava certa de que quem escreve poesias escreve sempre boas poesias (o que não  é verdade). Minha próxima conclusão foi ainda mais estarrecedora. Segundo ela (e ela não parece estar sozinha nesse tipo de argumentação), quem tem músculos proeminentes ou pratica com regularidade algum tipo especifico de esporte que venha ou não modificar significativamente sua constituição física, tem dificuldades em desenvolver tarefas que exijam mais do cérebro do que do próprio corpo (de predomínio cognitivo).

A premissa de que músculos e capacidades cognitivas são palavras rivais é tão nova quanto errônea. Se repararmos bem nas estátuas, pinturas e esculturas de célebres homens do passado, notaremos que estas trazem figuras desenvolvidas também fisicamente.

Platão

Platão um dos maiores pensadores, matemáticos e filósofos da humanidade, diferente da maior parte de seus compatriotas, não trazia um nome proparoxítono (e eu adoro palavras proparoxítonas) como Sócrates, Aristóteles, Pitágoras, Hipócrates, Diógenes e outros. Platão era seu apelido, seu nome provavelmente era Arístocles( proparoxítono ). Platão significa’’ o de ombros largos’’. Ganhos graças à grande quantidade de exercícios físicos que já fazia lá atrás em torno de 400 A.C. Platão era também, um atleta e assim como seus colegas de capacidade cognitiva brilhante acreditava que corpo e mente deveriam ser trabalhados em comunhão.

Existem em toda parte, pessoas que raciocinam com dificuldade às vezes (e com isso fazem ou falam merda), algumas dessas são esportistas, outras não. A deficiência de capacidade cognitiva não é característica comum desse ou daquele estereótipo físico especifico (mulheres de capital estético elevado e marombeiros me compreenderão ).

Músculos envoltos a homens e mulheres de forma alguma agem em qualquer instância em detrimento ou contraposição de suas capacidades de pensar mais, melhor e com mais eficiência. E a ciência há muito tempo, desde Platão corrobora com isso. Hoje é assertivo e comprovado cientificamente afirmar que ao treinarmos o corpo treinamos também a mente, uma vez que corpo e mente são indissociáveis. Porem, em algum período recente de nossa historia, corpo e mente foram dicotomizados, fragmentados com se fossem coisas distintas, e não são, fazem parte de um todo.

Num prisma inverso dessa questão, contrariando o que todos pensam, praticar constantemente atividades como Caça palavras ou palavras cruzadas, não aumenta com isso nossa saúde mental, só melhora nossa capacidade especifica de fazer caça palavras e palavras cruzadas. O que comprovadamente melhora nossa saúde mental são os exercícios físicos de qualquer natureza.

Há 2 anos, num congresso nacional de Educação Física em Santos, ouvi de um palestrante brasileiro conceituado e reconhecido mundialmente relatar que em décadas de profissão a pessoa mais inteligente que já se deparara foi o austro-americano Arnold Alois Schwarzenegger (escrever esse nome sem colar já requer certa dose de inteligência rsrsrs).

Schwarzenegger por mais de 4 décadas manteve um físico repleto de músculos avantajados graças á musculação, sua atividade física de predileção. Sendo por 6 vezes Mr.Olímpia (o mais forte e definido homem do planeta).

Durante esse período e posteriormente a ele, manteve uma carreira promissora e bem sucedida como ator, escritor, colecionador de obras de arte e empresário, chegando a servir por dois mandatos consecutivos como 38° governador da Califórnia, mais rico e populoso estado Norte Americano.

O escalador inteligente e equilibrado

Para evoluirmos enquanto escaladores não precisamos é claro ser ser tão inteligentes como Schwarzenegger (mal também não faria rsrsrs) ou muito menos tão musculosos. Porem alguns escaladores teimam em se utilizar em demasia de atributos como força e estatura.

Outros encontram desculpas justamente na pouca estatura (o que não é empecilho, muito pelo contrario, já explico rsrsrs). Esquecem-se que a escalada é um esporte em que predominantemente devemos nos apoiar como os gregos já faziam há 2.500 anos,  às nossas capacidades físicas e capacidades cognitivas sincronicamente.

Uma das principais capacidades físicas para a escalada é o equilíbrio. Capacidades  físicas são todos os atributos ou qualidades físicas treináveis, logo o equilíbrio é uma capacidade física que pode e deve ser treinada, mas que geralmente escaladores negligenciam essa prática, e perdem muito com isso.

O equilíbrio sub dividi-se em equilíbrio estático, equilíbrio dinâmico e equilíbrio recuperado e cada um desses representa um estagio de sua escalada e devem também ser treinados separadamente. Esse possivelmente é um dos motivos pelos quais praticantes de slackline e skate, que migram para a escalada se adaptam e evoluem tão rapidamente.

Sob a ótica dos profissionais da educação física, escaladores são muito parecidos com acrobatas, slakcliners, turfistas (aqueles homenzinhos minúsculos que correm á cavalo), ginastas, surfistas e outros atletas que também têm dentre suas principais capacidades físicas o equilíbrio, e para tal necessitam ter seu centro de gravidade próximo ao chão ou ao local de prática de de sua atividade. O fato de que pessoas de menor estatura costumam pesar menos, também é grande vantagem nesses tipos de esportes.

Resumindo, a escalada é um esporte que privilegia pessoas de média e baixa estatura. Gente alta geralmente joga basquete, vôlei, praticam salto em altura ou corrida de velocidade por exemplo. Salientando que estamos falando de predominância.

Nos últimos 4 anos consecutivos que escalei Brasil à fora, não me lembro de ter  me deparado com um único escalador sequer da minha altura (1,94 metros). Já nos 11 anos competindo no salto em altura no Brasil e alguns países do exterior inclusive, raríssimas vezes competi com alguém mais baixo do que eu, seleção natural.

Contudo referências antropométricas não são os únicos indicadores de sucesso na escalada ou noutro esporte qualquer, uma vez que existem também alguns ( poucos ) excelentes  escaladores altos, e isso por que a escalada se mostra também como um jogo no qual nos é apresentado alguns problemas e temos de solucioná-los não só dando porrada, mas também  pensando, e pra isso devemos usar nossa inteligência.

Neste caso  um tipo especifico dentre os 7 tipos de inteligências que existe, algo que a educação física, a ciência que estuda o corpo humano em movimento conhece e estuda a fundo,  inteligência corporal cinestésica. Inteligência esta, que costuma ser observada em atletas, cirurgiões, bailarinos, atores, artesãos e outros.

Pessoas com inteligência corporal cinestésica possuem grandes habilidades no que diz respeito a qualquer tipo de expressão corporal, possuem noção fantástica de espaço, distância e profundidade, em suma tem um controle excelente sobre o próprio corpo.

Foto: Rui Paulo

Fato esse que as capacita a realizar movimentos corporais altamente complexos, delicados, refinados ou ate mesmo de força com enorme precisão e facilidade. E que também pode perfeitamente ser treinada ( ufa!!! ).

Se você esta pensando em engajar-se numa atividade física como a escalada, musculação, ou outra qualquer, primeiramente certifique-se que será amparado por um profissional competente e devidamente credenciado no CREF (Conselho Regional de Educação Física).

O professor de Educação Física é o profissional melhor capacitado paro o ajudar sobre quais tipos de capacidades físicas ou cognitivas deverá enfatizar mais ou menos, e quais os melhores, eficazes e seguros métodos para treiná-las. O que não testifica efetivamente que não haja alguns bons instrutores de escalada (não formados em Educação Física). O fato é que se você esta grávido certamente procurará com seu parceiro (a) um medico especialista em obstetrícia, mesmo havendo talvez, boas parteiras por ai. Queiramos ou não o mundo caminha para o profissionalismo.

Atividades físicas profissionalmente bem orientadas não somente aumentam sua eficiência em seu esporte de predileção, seu tônus muscular, otimizam também a redução de seus percentuais de gordura, melhoram suas relações interpessoais e suas capacidades físicas num todo. Mas aumentam também sua saúde mental, capacidade de raciocinar melhor e tomar decisões mais assertivas (você fazendo e falando menos merdas por ai).

Se você realmente quer exercitar-se, sua mente deverá fazer parte desse pacote. Nunca é demais repetir – corpo e mente são indissociáveis.

Rui Paulo, Educador físico cref n° 050197-G/SP

“O corpo é muito importante, mas a mente é mas importante que o corpo, pois é a mente que visualiza o seu corpo, fazendo com que você tenha vontade.
A. Schwarzenegger

Rui Paulo é escalador, formado em educação física e trabalha como Personal trainer na região metropolitana da cidade de São Paulo

There is one comment

  1. Caio

    Excelente texto Rui, corpo e mente funcionando como uma unidade única!
    Muita pessoas não acreditam quando descobrem que pratico escalada, não sei se por conta da minha altura( 1,92 cheguei perto hein.Rsrs) ou dos meus 130 kg, e sempre me perguntam como consigo me segurar se é só força e tal e você esclareceu muito bem é um conjuto de habilidades treinadas durante anos, mas o motor principal é a vontade de vencer o desafio, de controlar a adrenalina para que o movimento que visualizei em minha mente seja bem executado, como você bem disse: corpo e mente são indissociáveis.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.