Após ultimato governo do Nepal afirma que seguradora mentiu fraudes de resgate no Everest

Mais um novo capítulo entre a queda de braço entre a Traveller Assist e o Governo do Nepal, no caso das acusações de fraudes de resgares. Os dois lados estão trocando hostilidades desde que a seguradora afirmou que havia um engenhoso esquema de corrupção, que tinha como objetivo realizar resgates desnecessários de montanhistas. Até o momento o Governo do Nepal estava na defensiva, mas após a publicação de um relatório por parte da imprensa, a conversa mudou de tom.

No início do mês de fevereiro, a Traveller Assist, junto de diversas outras empresas, publicaram uma carta fazendo um ultimato ao governo do Nepal para que punições fossem realizadas e que o nome das empresas fraudulentas anunciados. Após o ultimato, algumas agências e montanhistas guias tentaram abafar as notícias, para estas não chegassem aos seus clientes. Toda a denúncia foi realizada pelo jornal norte-americano The New York Times. A partir disso, a notícia ganhou escala global e não podia mais ser abafada.

O ultimado que exigia que as 17 empresas envolvidas no esquema de corrupção foram multadas ou fechadas, terminou no último dia 15 de fevereiro. Agora vem a público um relatório da mídia nepalesa Kathmandu Post afirmando que a empresa Traveller Assistusou mentiras para ameaçar o governo nepalês, cidadãos e hospitais”.

Todo esse drama vem sendo chamado de “golpe de resgate de helicóptero” desde que ganhou as manchetes no verão passado. Como noticiado em primeira mão pela Revista Blog de Escalada, foi revelado um esquema de corrupção que fraudava os resgates de montanhistas no Nepal. A história vem se arrastando há um ano.

Na semana passada, um artigo publicado pelo Kathmandu Post analisou todo o caso e criticou duramente o Traveller Assist, dizendo que a empresa não representava todas as marcas de seguro de viagem, as quais a empresa afirmava estar sob seu guarda-chuva. Kathmandu Post também diz que um representante do Traveller Assist, também alegou representar vários governos, incluindo os EUA, Reino Unido, Austrália, Nova Zelândia e Canadá. Essas alegações foram feitas, de acordo com o relatório, em um esforço para pressionar o governo, embora sua veracidade permaneça em questão.

Neste ponto do desenrolar da história, as autoridades nepalesas iniciaram outra investigação sobre o homem que alegou representar a Traveller Assist e as operações da empresa em geral. De acordo com as informações oficiais, estas investigações demorarão algum tempo até que este assunto seja resolvido.

Para quem está planejando ir ao Nepal, é importante verificar se o seu seguro de viagem cobrirá seus gastos.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.