Vaza lista de critérios classificatórios de atletas para a Olimpíada de Tóquio

De acordo com o site de ranqueamento de escaladores 8a.nu, a lista do International Federation of Sport Climbing (IFSC) que designa quais serão os critérios de classificação para a Olimpíada de Tóquio acabou vazando no início desta semana. A lista, segundo o site afirma, não foi confirmada pelo IFSC, mas pelo nível de detalhamento contido no documento o qual os colunistas do site tiveram acesso, parece que a entidade irá pronunciar-se ainda esta semana.

De acordo com o documento um todo de 20 atletas masculinos e 20 atletas femininos irão participar. Duas vagas (1 masculino e 1 feminino) já estão garantidas para o país sede. Haverá também duas vagas, uma para cada categoria, para atletas que fizeram parte do Tripartite Commission, que designa vagas para atletas a países com menos de oito atletas em categorias individuais ou disciplinas nas últimas duas edições dos Jogos Olímpicos.

Foto: http://www.ifsc-climbing.org/

Está estabelecido também no documento que somente haverá no máximo dois atletas por país.

Os eventos qualificativos válidos serão

  • 6 Atletas melhor ranqueados no Campeonato Mundial de Escalada que será realizado em Tóquio 2019
  • Melhor atleta colocado na Copa do Mundo de Escalada de 2019 (após realizada todas as etapas)
  • 6 Atletas melhor colocados no evento no qual os 20 melhores colocados na Copa do Mundo de Escalada irão participar em 2019
  • 5 Atletas campeões de cada continente de 2020

Tão logo o atleta de cada país obtiver duas vagas, a cota do país será considerada preenchida. Desta maneira as outras etapas restantes não irão substitui-los.

Durante o Campeonato Continental para Europa e Ásia, não será mandatório qualificar-se entre os Top 6 (finalíssima) caso não pertença a Japão, Áustria, França, Itália, Eslovênia ou Alemanha.

Mais informações: https://www.8a.nu

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.