Como escolher uma barraca de camping corretamente – O Guia completo

Para uma barraca de camping vale primeiro o seguinte raciocínio: existem três tipos de campistas (praticantes de camping): o iniciante, o intermediário e o experiente. Por isso é importante frisar que nenhum integrante, de qualquer uma das categorias citadas, é melhor, ou pior, que o outro. São apenas diferentes com necessidades diferentes.

Cada campista tem as suas necessidades particulares com produtos, lugares e especificações de equipamentos de camping.

Uma barraca deve deve ser avaliada para a compra levando sempre em conta a frequência que esta será usada, e o local onde será montada. Porém deve ser escolhida com critério.

Seguramente o fator monetário, conhecido como “preço” é levado em consideração sempre. E não poderia ser diferente. Entretanto este valor deve ser avaliado através do fator “custo/benefício”.

O que significa o fator custo/benefício?

A resposta é simples para esta pergunta: a barraca que está tentado a comprar tem potencial de deixar você “na mão”?

Por exemplo: comprar uma barraca baratíssima para usar em um “Campus Party” é um ótimo negócio, sem dúvida, porém usar a mesma avaliação para acampar na Paragônia, seguramente o seu sofrimento lhe ensinará.

No caso da escolha de uma barraca somente se baseada no preço ou tempo de montagem vale a máxima: somente o sofrimento traz o aprendizado.

Um campista prudente é aquele que se orgulha do que se preveniu de sofrer comprando a barraca, e não apenas pelo preço que pagou. O fator “custo/benefício” é simplesmente o valor a pagar por uma barraca ser justo para que o campista esteja prevenido à intempéries como vento, chuva, logística, conforto térmico e assim por diante.

Comprar uma barraca descartável é jogar dinheiro no lixo.

Tipos de barraca

BP0308TENT_MtnHdwrEV2_bjk_bysethh[1]Barracas possuem dois tipos: a de três e quatro estações.

As barracas de três estações são as que possuem a maior abrangência de climas “normais” possível. São indicadas à campistas iniciantes e intermediários. Estas barracas são indicadas a quem irá acampar em regiões onde o vento, chuva e clima não extremos.

Arriscar levar uma barraca de qualidade duvidosa a um local com clima hostil e instável é convite à sofrimento mental e físico.the-north-face-bullfrog-23-camping-tent[1]

Barracas de três estações, em geral, as varetas de sustentação possuem revestimento de plástico, e seus materiais mais voltados à proteção à chuva.

As barracas de três estações que possuem varetas de sustentação com revestimentos de alumínio são as mais avançadas, e por isso custam mais caras.

Varetas de alumínio são mais duráveis, e em geral todo o resto do material da barraca acompanha a qualidade das varetas.

Varetas de alumínio são indicadas a locais onde haverá vento forte (acima de 50 km/h) tipicamente encontrado em regiões montanhosas, ou que o desejo do campista seja uma barraca de longevidade.

Alguns modelos mais elaborados possuem ainda ventilação em vários pontos estratégicos.

Isso para prevenir o “abafamento” em dias de calor (comum em acampamento nos ambientes
praianos).

A barraca de quatro estações são conhecidas popularmente como “barracas de expedição”.

Esta barraca é indicada para quem irá enfrentar o extremo de ventos, chuvas, neves, altitudes ou latitudes. Aluminum-alloy-font-b-tent-b-font-font-b-pole-b-font-aluminum-rod-curtain-rod[1]

Uma barraca deste tipo é de uso para campistas avançados, e/ou de uso profissional.

Todo seu material construtivo e design são projetados para as piores condições possíveis de clima.

tentpoles[1]Por isso, o seu preço é mais elevado do que uma barraca de três estações.

Barracas de quatro estações são em sua grande maioria caras, muito por ter sido projetadas para uma situação extrema.

Aviso importante para o público leigo: as Barracas de montagem rápida (que anunciam montagem em 3 segundos) possuem armação em plástico, e baixíssima capacidade de resistência à ventos e chuvas fortes.

Este tipo de barracas  são indicadas à campistas “pré-amadores”, e deve ser usada por público infantil em introdução à prática de campings.

Seu uso em locais diferentes de quintais e jardins domésticos fica pela conta e risco do usuário.

Tamanhos

As barracas em geral são vendidas em tamanhos baseados na quantidade de pessoas. tent2[1]

Porém antes de escolher o tamanho baseado no número de pessoas há de pesquisar o tamanho longitudinal da barraca.

Pessoas com mais de 1,90m encontrarão dificuldades em dormir com conforto em uma barraca menor que seu tamanho.

É importantíssimo avaliar a dimensão da barraca e compará-la ao tamanho dos usuários.

luxurytentsm[1]Como regra geral a quantidade de bagagem e mochilas ocupam o lugar de uma pessoa na barraca.

Esta regra vale para barracas que não possuem “avanços”.

“Avanços” que são espaços reservados para a bagagem ou realização de algumas tarefas em dias de chuva, ou clima ruim.

Tenha em mente de que quanto maior o tamanho de sua barraca, maior o peso e volume ela ocupará.

Por isso leve em consideração que se for carregar em uma mochila sua barraca, uma barraca grande será pesada e por isso difícil de carregar.

Barracas de qualidade ocupam o mínimo necessário para armazenagem.

Se a sua barraca é maior que sua mochila é aconselhável reavaliar o uso da sua barraca

Ventilação

Se os locais onde for acampar for de temperatura de amena para alta (climas tropicais), deve ser levado em consideração a ventilação da barraca.

Este tipo de dado é avaliado pela quantidade de portas e janelas.

Uma barraca com poucas janelas , ou até mesmo nenhuma, fará a experiência
de camping um martírio.

Porém, caso o local seja de vento e frios mais intensos, a quantidade de janelas não tem uma importância tão grande assim.

Em ambos os casos, a qualidade do zipper deve ser avaliada com atenção.

Um ziper de baixa qualidade torna uma barraca inutilizavel facilmente, e dependendo da viagem, os campistas tornam-se alvo fácil para mosquitos.

Uma barraca de qualidade além de possuir portas e janelas, estas devem possuir tela mosquiteiro. Permite a ventilação, mas barra a presença de insetos dentro da barraca.

Tecidos

polyster_fabric[1]

  • Tecido de Poliéster

Material de altíssima resistência à abrasão, tração(não suscetível à rasgos) e ação bactericida (não apodrece) além de possuir mesma relação de peso que o nylon, porém com a vantagem:  não deforma.

  • Tecido de Nylon Poliamida

Excelente resistência à abrasão e tração. nylon_polyamide_taslan_fabric_for_jackets_uniform[1]

Possui pouco peso (60 a 80 g/m2).

Por ser muito elástico, acaba deformando quando submetida à chuva.

  • Tecido Nylon Ripstop

hantron$122916354[1]Uma evolução do Nylon comum.

Possui estrutura com finas linhas para aumentar o esforço à fricção, tração e tensão para prevenir rasgos (tecnologia batizada de “ripstop”).

É o material mais utilizado em revestimento interno de barracas.

  • Tecidos de Algodão

Boa transpiração e condensação.

Oferece bom conforto térmico mas possui peso (180 a 300 g/m2) elevado e é suscetível à apodrecimento (após ser submetida a variações de umidade) além de ter baixa resistência à abrasão.

Revestimentos

  • Revestimento de PVC

Revestimento de preço mais baixo, e muito utilizado em barracas de qualidade destinada à produtos de baixo preço.

Além de pouca durabilidade  possui peso elevado, e suscetível à variação de temperaturas.

Tem como característica descascar com o tempo de uso.

  • Revestimento em Poliuretano

Revestimento de ótima impermeabilidade, flexibilidade.

Geralmente aplicado em camadas para aumento de suas qualidades físicas.

  • Revestimento de Silicone

Produto de baixo peso e alta elasticidade.

Possui ainda baixa absorção da umidade do solo (em torno de 7%), porém desprende odor forte quando usada em locais quentes.

Como escolher?

barraca_como-escolher

Reunindo todos os elementos acima citados, o usuário terá parâmetros para escolher a sua barraca.

Para uma boa escolha vale a regra das seguintes perguntas:

  • Tenho plano B caso a barraca estragar? (Pergunta principal, porque se comprar uma barraca de qualidade não indicada ao local, você irá necessitar)
  • Onde irei acampar?
    Qual a frequência que irei acampar?
  • Onde irei acampar?
  • Como irei carregar?
    Com quem irei acampar?
  • Qual é a avaliação que possui esta barraca?

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 5 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.