Carabiner Coffee: Conheça a cafeteria móvel que virou um negócio lucrativo

Quando alguém fala para você sobre van life, qual a primeira coisa que vem à sua cabeça? Maioria das respostas serão sobre pessoas que moram em um motorhome e vive na estrada. Trabalho remoto e minimalismo também faz parte das primeiras imagens sobre o tema. Alguns analistas consideram o van life como o movimento hippie do século XXI.

Porém você imagina que uma pessoa pode dentro de um motorhome inaugurar um negócio, como uma cafeteria, e prosperar? Se a sua resposta foi não, saiba que está errado. Conheça a história de Erik Gordon, um americano que morou em seu motorhome por quatro anos e investiu no negócio de café e lanches. Gordon, que também é escalador, batizou seu negócio de Carabiner Coffee (Café mosquetão em tradução livre). Sua van ia aos locais de escalada mais remotos de seu país e, ao final do dia, comercializava café e guloseimas para os escaladores locais.

Claro que não foi por acaso que Erik acabou ganhando dinheiro. Todos os seus clientes elogiavam a qualidade de seu café, além de apreciar seu bom gosto e criatividade nos lanches. Ficando fizo em alguns pontos acabou tornando-se referência entre a comunidade local.

Com o tempo, incentivado por amigos e clientes, Gordon optou por fazer algo inesperado (pelo menos para quem vive em um motorhome): abriu a sua própria cafeteria. Na verdade a cafeteria em espeço físico, que fica em Boulder no estado americano do Colorado, é uma filial de seu Carabiner Coffee. O estabelecimento é considerado um dos principais pontos de encontros de escaladores locais.

Para quem acredita que a opção por seu estilo de vida teve pouco apoio, especialmente dos pais, se engana. O agora escalador/empresário se inspirou nas histórias de seu pai, que também viveu durante uma época no mesmo estilo nos anos 70. Seu pai, o qual considera ídolo, também apoiou seu projeto e a transformação naquilo que ele é hoje.

Durante o “período móvel”, Erik Gordon conheceu os principais lugares de escalada dos EUA e afirma a todos: não quero ficar preso em uma cidade. O planejamento é fazer o estabelecimento funcionar de maneira mais autônoma e ele, como não poderia ser diferente, possa viajar de vez em quando.

Mas realmente é lucrativo vender café em uma kombi? Não exatamente. O americano contou com um incentivo de seus fãs. No ano passado conseguiu arrecadar pouco mais de US$ 17.000 para financiar seu projeto através de uma plataforma de financiamento coletivo. Como o montante era razoável, 377 investidores acreditaram na sua ideia.

Para conhecer mais sobre o projeto: https://www.carabinercoffee.com/

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.