Avaliação Jaqueta Tempest – Solo

 

A Jaqueta impermeável Tempest da marca brasileira Solo tem como objetivo proteger da chuva e ventos, e oferecer respirabilidade ao mesmo tempo.

Segundo o seu fabricante a Jaqueta Tempest protege do vento, chuva (resiste a 15.000 mm de coluna de água) e neve, é produzida em três camadas (poliamida 20 Denier,membrana impermeável/respirável e forro de toque macio) e possui conforto singular.

O Teste

A jaqueta Tempest foi testada em situações distintas, e que exigiram desempenho dentro do prometido pelo fabricante.

Foi utilizada em uma chuva fina de inverno em caminhadas e corridas em parques urbanos na cidade de São Paulo.Jaqueta_Solo3

O produto também foi testado na Serra da Mantiqueira no estado de São Paulo em um trekking de  média dificuldade, com tempo nublado, vento e umidade alta com temperatura em torno de 15ºC.

A Jaqueta Tempest foi utilizada ainda para uma escalada esportiva, à sombra, e em uma via predominantemente vertical para que fosse observado a resistência à abrasão, liberdade de movimentos e respirabilidade.

Também foi testado durante um trekking de baixa dificuldade na região da Lapinha em Minas Gerais, com temperatura em torno de 20ºC com vento, céu nublado porém sem chuva.

Jaqueta_Solo4

O produto foi ainda submetido a testes em uma caminhada com garoa fina, mas constante,  durante 1 hora contínua, com subidas e descidas íngremes.

A Jaqueta Tempest somente foi limpa com pano úmido e colocada para secar à sombra, não sendo utilizada nunca em máquinas de lavar.

Foi utilizada em uma ocasião, para motivos de testes junto com um fleece de gramatura 100 abaixo.

Foi guardada em todas as ocasiões em mochilas junto com equipamentos de escalada trekking em uma mochila.

Prós

  • Respirabilidade
  • Compacticidade
  • Quantidade de bolsos
  • Ajuste do Capuz

Contras

  • Disponibilidade de cores
  • Preço

Notas

  • Qualidade de Material: 5,0 
  • Acabamento: 4,50
  • Design: 5,0 
  • Ergonomia: 5,0  
  • Facilidade de Limpeza: 5,0  
  • Relação Peso x volume: 5,0  
  • Relação custo x benefício: 3,5 
  • Nota Final: 4,71

Opinião

A jaqueta Tempest impressionou durante todos os testes pelo seu desempenho e qualidade acima da média.

Visivelmente utilizando materiais de primeira qualidade, o fabricante procurou também não economizar esforços para realizar um design que respeitasse tanto movimento do usuário quanto o caimento.

Jaqueta_Solo2

A respirabilidade apresentada pela Jaqueta Tempest  impressionou, especialmente quando utilizada para corridas sob chuva, o que deve agradar bastante os corredores de montanha e ciclistas urbanos.

Durante os testes com camiseta de algodão, também não foi sentido nenhum sufocamento após ter realizado corridas mais intensas.

A facilidade de limpeza também merece destaque, por não ter “agarrado” nenhum tipo de sujeira, mesmo o magnésio de escalada também foi limpado com facilidade sem deixar traços.

Por possuir um corte mais largo que o tradicional, é recomendado que seja adquirido tamanhos um pouco menores que o habitual, pois em seu projeto foi levado em conta a possibilidade de se usar um fleece para aquecimento.

Jaqueta_Solo10

Apesar de não ter sido utilizado em nenhuma tempestade, durante garoa fina e constante provou ter impecável impermeabilidade.

Um ponto que poderia haver uma observação são os velcros de regulagem nos pulsos, que aparentam se desgastar com o tempo, mas que funciona eficientemente quando novos.

Um detalhe a qual a marca poderia se atentar é a questão da disponibilidade de cores, já que muitas jaquetas possuem cores gritantes para que a localização do usuário seja facilitada, e a Jaqueta Tempest está disponível somente nas cores preta e azul.

Jaqueta_Solo9

Muito provavelmente pelo investimento na qualidade teve como efeito colateral um preço final ao consumidor relativamente salgado.

Com performance exemplar (comparável à qualquer produto importado) a jaqueta é indicada a todos os níveis de montanhistas e praticantes de atividades físicas que necessitam de uma proteção leve e versátil para a chuva e vento.

Jaqueta_Solo8

Jaqueta_Solo6

Jaqueta_Solo7

Jaqueta_Solo5

Jaqueta_Solo3

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There are 2 comments

  1. André Granato

    Utilizei este anoraque na aproximação da Agulha Guillaumet na Patagônia. Foram 6 horas de chuva fraca e vento forte. Ela não passou água, porém condensou completamente! Quase tive um princípio de hipotermia devido essa condensação. Para atividades intensas em lugares gelados não presta!!!

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.