Aprenda quais são as principais dicas para trekking no inverno – Conteúdo mais além do que somente usar casaco

O inverno oficialmente chega por aqui, no hemisfério sul, dia 21 de junho e termina 22 de setembro. A cada ano variam os horários de início exato. Mas com a aproximação destas datas já pode-se sentir o ar e comportamento das previsões do tempo apontarem temperaturas mais amenas. O inverno é a estação mais fria das quatro estações do ano nos climas temperados como o Brasil e é aguardado por muitos como ansiedade.

Durante o inverno é também o período com menos chuvas e que permite a prática de esportes de montanha. Desta maneira os praticantes de esportes de montanha saem em busca de seus projetos em suas atividades. Para quem escala há uma cadena engasgada, o praticante de trekking uma travessia de vários dias e assim por diante.

Foto : http://www.outdoorgearlab.com

Mas sem dúvida nenhuma ainda existem pessoas despreparadas, em termos de equipamentos, para enfrentar o inverno.

Alguns insistem em irem com casacos de moletom, blusas de lã, meias de algodão e outros equipamentos que na cidade funcionam muito bem. Mas na montanha, longe dos confortos da civilização, agravam a sensação de frio e “presenteiam” o mais despreparado com alguma hipotermia.

Use jaquetas de qualidade

Parece óbvio ? Não muito para quem “enfrenta” o frio de um lugar “X” (geralmente dentro de casa) de moletom e acha que serve para visitar lugar “Y”. Há casos os quais o autor deste artigo, assim como as pessoas à sua volta, testemunharam escaladores visitarem um evento na Patagônia com casacos de tecido como jeans, moletom e gorros de lã que ganhou de presente da namorada.

O resultado ? Não conseguiu sair de perto da fogueira e perdeu toda a temporada preocupado em não morrer de hipotermia.

Foto : https://fadesignouterwear.com

Por isso é fundamental que a pessoa use casacos de qualidade e que sejam construídos para a atividade a qual irá fazer. Por exemplo : Se você está planejando fazer uma travessia exigente como a Serra Fina, Petrópolis/Teresópolis ou mesmo acampar no Pico dos Marins, invista em uma jaqueta que esquente você de verdade e, obviamente, seja respirável.

O erro mais comum das pessoas é acreditar que a quantidade de casacos é que faz você se esquentar, quando na verdade é a qualidade do seu casado.

Por isso procure saber como funciona o sistema de camadas e procure implementá-lo na sua prática. Seja qual ela for.

Cuide de sua cabeça

Um outro erro muto comum e que fica explícito o despreparo do praticante de atividades outdoor é desproteger a cabeça durante o inverno. Na cidade e ambientes urbanos usar um boné, ou mesmo um chapéu, pode servir para proteger sua cabeça do frio.

Mas se você for mesmo atento, saberá usar um gorro ou boina de lã que seja, pelo menos, resistente ao vento.

Existem muitas variedades de gorros de lã e fleece vendidos no mercado. Por isso esteja atento às especificações técnicas do equipamento, deixando o preço em segundo lugar. Não é nenhum pouco divertido passar frio na montanha, muito menos fazer com que alguém o resgate por conta de hipotermia.

Fique atento quanto á imprudência e improvisação de equipamentos, especialmente se for realizar a sua atividade em outro país. Vários países, especialmente na Europa, caso fique provada a imprudência da pessoa em um eventual resgate, esta deve PAGAR pelos gastos.

Por isso uma roupa inadequada, até mesmo o uso de um gorro, pode acarretar  a obrigatoriedade de pagamento de multa pesada. Invista em um gorro que esquente sua cabeça de verdade, não somente dentro da cidade e em ambientes controlados.

Meias e luvas

Além do gorro para a cabeça, é fundamental também cobrir com luvas e meias de qualidade mãos e pés. Por isso materiais mais caros que os concorrentes, como lãs de merino para as meias e fleece para as mãos, são as mais valorizadas.

Foto : http://global.rakuten.com/

Proteger todas as partes do corpo com equipamento de qualidade é a atitude mais inteligente que um praticante de atividades outdoor pode ter.

Por isso não é qualquer luva, nem qualquer meia, que deve ser usada na montanha.

Prepare-se mentalmente

Durante uma situação de frio a atitude de ficar reclamando, sobretudo em voz alta, da temperatura ambiente e de seu desconforto torna a sensação muito pior.

Além disso estará importunando as pessoas à sua volta atrapalhando a concentração delas em aguentar o frio. Quanto mais ficar reclamando e repetindo “nossa que frio”, pior será para você.

Enfrentar o frio faz parte de você tornar-se mais forte mentalmente.

Temperatura extrema e de conforto

A necessidade de acampar em ambiente outdoor é recorrente no inverno e para isso é necessário ter um saco de dormir adequado.

Sabe aquele saco de dormir que você comprou no supermercado e que te aqueceu durante um camping em uma praia no verão ? Uma novidade para você : ele não serve para o inverno.

Foto : http://www.skilledsurvival.com

Para dormir confortavelmente escolha um saco de dormir sempre observando, no momento da compra, qual a temperatura de CONFORTO que ele possui. Se você apostar em comprar um saco de dormir atentando-se apenas na temperatura extrema, muito possivelmente irá ter de ser resgatado durante alguma atividade no inverno. A temperatura extrema de um saco de dormir serve como margem de segurança e é o equivalente à reserva do tanque de gasolina : deve ser usado para emergências.

Para o inverno e sempre preferível uma situação de um saco de dormir que esquente muito do que um que seja ineficiente. No caso de muito calor dentro do seu saco de dormir, basta abri-lo. Mas em uma situação que ele não funcione a única coisa que pode fazer pode ser rezar (o que até hoje não é comprovado funcionar neste caso).

Isolante térmico

A maneira mais fácil de identificar o campista inexperiente é vê-lo confundir isolante térmico com colchão inflável. Os dois são diametralmente opostos, apesar de aparentemente servir para a mesma coisa. Um isolante térmico não é apenas para substituir um colchão, e sim manter o saco de dormir e o solo da barraca ISOLADOS.

Por isso é feito de materiais que não conduzem calor. Além disso um isolante térmico é bastante leve para poder ser transportado em uma mochila durante caminhadas longas.

Foto : http://backpackingmastery.com

Já o colchão inflável é pesado, difícil de inflar e desinflar, não é compacto e desconfortável. Esta opção é excelente para um chalé e ambientes controlados, não para um camping ou trekking.

A eficiência de seu saco de dormir depende totalmente de seu isolante térmico. O campista que ignorar esta regra corre sério risco de passar frio na montanha.

Pedras

Para quem faz ou já fez trekkings em lugares com neve já deve saber deste segredo : pedras quentes. Como assim ? No momento de preparar a comida, esquentando o macarrão por exemplo, coloca-se junto da água algumas pedras para serem aquecidas.

Foto : Getty Images | http://camping.about.com

As pedras logo após a fervura são colocadas dentro do saco de dormir (há quem coloque embaixo do isolante térmico).

Como o seu saco de dormir mantém o calor no seu interior, irá manter a temperatura da pedra por alguns minutos dando-lhe conforto térmico mais rápido.

Bebidas alcoólicas

Se você já assistiu algum filme hollywoodiano que as pessoas se “aquecem” no inverno com bebidas alcoólicas uma notícia : você foi enganado !

A bebida alcoólica na verdade, após esquentar seu peito momentaneamente, provoca desidratação. Esta desidratação faz com que você, logo depois de consumi-la, sinta MAIS frio.

Foto : https://www.videoblocks.com

Enxergue o uso de bebida alcoólica para “aquecer” no inverno como o seu cheque especial. Está lá, te salva de alguma situação e a cada dia há juros que aumenta o valor do montante usado por você. Por isso prefira bebidas alcoólicas quando estiver na cidade, ou para alguma comemoração.

Mas evite usá-las como recurso para aquecimento. Há pessoas que usam o argumento de que bebidas alcoólicas irão entorpecer você do frio, mas quando chega-se a este nível também está com o cérebro afetado. Com isso a sua locomoção também fica afetada, o que prejudicaria a sua atividade outdoor.

Prefiras bebidas quentes

O grande segredo do praticante de esportes outdoor é investir em bebidas quentes como chás, chimarrão e café. Na verdade quanto menos cafeína conter a sua bebida melhor, porque ela também desidrata você, causando o mesmo efeito do álcool.

Foto : http://fredcoffee.com/

Uma opção usada por muitas pessoas é a de comer grande quantidade de sopas. Este tipo de artifício é eficiente para alimentar e aquecer, porém em grandes quantidades pode fazer você ter de urinar durante o seu sono. Para isso teria de sair da cama ou barraca, e estar exposto novamente ao frio. Portanto a moderação é o segredo para as bebidas quentes.

Algumas pessoas apostam no chocolate quente, que é uma boa opção pois é uma bebida que alimenta (embora não muito nutritiva) e aquece.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.