Arqueólogos condenam construção de aeroporto afirmando que pode destruir parte de Machu Picchu

Arqueólogos peruanos vêm procurando desesperadamente divulgar a notícia em várias mídias a respeito de um novo aeroporto na região de Machu Picchu. Os arqueólogos condenam fortemente a construção do novo aeroporto internacional que está sendo construído na região, o qual transportará turistas direto para Machu Picchu, sem a necessidade de escalas. O local é o preferido de mochileiros de todo o mundo e é declarado patrimônio mundial da UNESCO há quase quarenta anos.

Segundo os críticos da construção do aeroporto, os aviões que voarão baixo próximo à região poderão causar danos estruturais às ruínas incas existentes na região. Além disso, os críticos alegam que a construção também poderá prejudicar o fornecimento de água na região, o qual já é limitado.

Os planos para o aeroporto foram anunciados pela primeira vez em 2012 pelo ex-presidente peruano Ollanta Humala do Partido Nacionalista Peruano. A construção começou agora, sete anos depois, em Chinchero, um pequena cidade turística peruana no caminho do Vale Sagrado e cerca de 3.800 metros acima do nível do mar. A cidade é considerada a porta de entrada para o Vale Sagrado.

Foto: Elisabet de Marco

Chinchero foi construída há seis séculos como uma propriedade real para o governante Inca Túpac Inca Yupanqui. A economia local é baseada na agricultura e turismo. Segundo especialistas, o local já está sendo lentamente danificado pelas hordas de turistas que o visitam todos os anos. Somente no ano de 2017, mais de 1,5 milhão de visitantes estiveram em Machu Picchu. Este montante é quase o dobro do limite recomendado pela UNESCO. Segundo informações das mídias peruanas, o governo não se alinha com as exigências da UNESCO que declarou Machu Picchu patrimônio mundial em 1983.

Enquanto a agência especializada pediu ao Peru para limitar os visitantes ao local, o plano do governo segue no caminho inverso, facilitando ainda mais o acesso das pessoas. “Este aeroporto será construído o mais rápido possível, porque é muito necessário para a cidade de Cusco”, afirmou o Ministro das Finanças do Peru Carlos Oliva, a jornalistas no mês passado. “Há uma série de estudos técnicos que apoiam a construção deste aeroporto”, completa Oliva.

Atualmente o aeroporto mais próximo está localizado na cidade de Cusco, que fica a 75 km de distância e que tem apenas uma pista, que permite apenas aeronaves de pequeno porte. Além disso, as limitações do aeroporto obriga os visitantes fazerem escala em Lima, capital do país. A informação sobre os perigos do novo aeroporto foi divulgada pelo jornal inglês The Guardian.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.