Nove alpinistas morrem no Nepal no pior acidente desde avalanche de 2015

Uma forte tempestade tirou a vida de nove pessoas no campo base do Gurja Himal (7.193 m), no Nepal. O primeiro sul-coreano a fazer as 14 montanhas acima de oito mil metros estava na expedição. A tempestade destruiu o acampamento, que fica na região oeste do Nepal.

Ao todo, quaro guias nepaleses e uma expedição formada por cinco pessoas da Coréia do Sul foram surpreendidos pela tempestade enquanto estavam no acampamento base, que fica a aproximadamente 3.500 metros acima do nível do mar.

O alpinista Kim Chang-Ho

Os veículos de notícias locais informaram que o alpinista Kim Chang-Ho, o primeiro sul-coreano a alcançar as 14 montanhas mais altas do mundo, sem o uso de oxigênio suplementar, e ganhador do Piolet d’Or Asiático em 2016, estava entre as vítimas.

A equipe de resgate recuperou de helicóptero os corpos das vítimas no final do dia de ontem. De acordo com a polícia, a tempestade dispersou os corpos a uma distância de 500 metros. Os líderes da expedição soaram o alarme por volta da sexta feira passada depois de perder o contato com o grupo.

Gurja Himal fica na região próxima do Annapurna (8.091 m) e Dhaulagiri (8.167 m), também no Nepal. Trata-se de uma montanha que poucas vezes é escalada e, de acordo com dados históricos, somente 20 pessoas a subiram com êxito. Ninguém conseguiu subir esta montanha desde 1996.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.