Visitante de parque nos EUA é preso por provocar Bisão

Etiqueta é o conjunto de regras cerimoniais que indicam a ordem de precedência e de usos a serem observados por um lugar durante eventos. Em outras palavras são ainda as normas a serem observadas entre particulares, no trato entre si. Todo visitante deve saber se comportar, sob a punição de ser expulso ou preso.

Caso alguém necessite de um exemplo de como não se comportar em um parque, basta ir a vários lugares de prática de trekking e escalada no Brasil. Talvez o exemplo mais cristalino, além de triste, é o Pico dos Marins (2.420 m) que é visitado intensamente todas as temporadas exemplificando o que há de pior na educação socioambiental das pessoas. Mas para quem acredita que o problema é inerente do brasileiro, um acontecimento nos EUA deixa espaço para uma reflexão.

Durante uma visita ao parque norte-americano de Yellowstone, o mais antigo parque nacional no mundo com 8.991 km², um visitante achou que seria interessante e divertido provocar e tourear um Bisão Americano, um animal típico do parque e que tornou-se quase extinto por uma combinação de caça comercial e abate no século XIX. O turista valentão, por muito pouco, escapou sem maiores danos físicos após o “revide” do animal.

O visitante já tinha histórico de mau comportamento em outros lugares dos EUA, como o Glacier National Park e Grand Teton, foi identificado como Raymond Reinke, de 55 anos de idade. O norte-americano foi identificado após um vídeo seu, provocando o bisão, tornou-se viral e possibilitou a polícia identificá-lo.

De acordo com relatos de visitantes, a passagem de bisões na estrada é bastante comum e fazem parte da paisagem do local. Mas não para o turista raivoso Reinke, que no vídeo sai furiosamente do carro e começa a espantar o animal. Reinke foi preso em um outro parque, o Glacier National Park, no final da semana.

O turista foi preso por assediar a vida selvagem, um delito considerado grave em qualquer um dos parques nacionais norte-americanos. Nas regras específicas do parque, os turistas são obrigados a ficarem a 100 metros de ursos e lobos e 22 metros de outros animais. No histórico de delitos de Raymond Reinke já tinha sido preso por embriaguez e desordem pública. Dentro de Yellowstone foi advertido por dirigir sem o cinto de segurança.

As imagens de seu comportamento inadequado, que pode ser observado abaixo, deixa somente uma certeza. Somente duas coisas são infinitas, o universo e a estupidez humana.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.