Saiba onde estão as vias de escalada esportiva mais difíceis do mundo

Quem aprecia dados estatísticos, nem que seja para dar a famosa “carteirada”, saber quais são as vias mais difíceis do mundo é relativamente interessante. Principalmente para quem deseja conhecer onde está o limite do ser humano em termos de escalada esportiva. Não é segredo para ninguém que o atual detentor do “título” (que na verdade não existe) de escalador mais forte do mundo é Adam Ondra.

O escalador tcheco estabeleceu no ano passado um novo grau de dificuldade na escalada esportiva ao encadenar a via “Silence” na Noruega no ano passado. Com grau sugerido de 9c francês (13a brasileiro), a via ainda não teve nenhuma repetição. Lembrando que o primeiro 9b+ francês (12c brasileiro) foi neste mesmo lugar da Noruega, conhecido como Flatanger em 2012 pelo mesmo Adam Ondra. Durante muito tempo o “rei” das escaladas de alta dificuldade foi o americano Chris Sharma que encadenou a via “La Dura Dura”, também cotada em 9b+ francês (12c brasileiro) e fica em Oliana, local de escalada na Espanha.

Somente analisando estes dados fica evidente que encadenar uma via desta dificuldade não é para qualquer um. Para se ter uma idéia, a graduação mais difícil alcançada por um sul-americano foram do brasileiro Felipe Camargo (via “Papichulo” em Oliana) e Tomas Ravanal (via “La Rambla” em Siurana). Ambos escaladores entraram para a história do esporte sul-americano em 2017 e 2018, respectivamente. Camargo em abril e o Ravanal em janeiro deste ano.

Entretanto, uma pergunta fica no ar: quais outras vias poderiam ser candidatas a ser um possível 9c francês (13a brasileiro)?

Possíveis 9c francês

A via que mais tem tirado o sono de escaladores de alto nível é “Le Blond”, aberta Oliana, local de escalda espanhol, e ainda sem nenhuma cadena. A via foi conquistada pelo americano Chis Sharma.

O nome da via é uma homenagem ao francês Patrick Edilger. Edilger é considerado como uma das pessoas que revolucionaram a escalada esportiva e defensor ferrenho da modalidade, quando ainda nem sequer existia o conceito de escalada esportiva. O francês é creditado como o criador da busca desenfreada pelo grau. A via, que não tem nenhuma cadena já foi tentada muitas vezes por Sharma, que declarou que é uma espécie de “La Dura Dura”, mas sem nenhum descanso.

Também sem nenhuma cadena, sendo forte candidata a ser o primeiro 9c francês do mundo, é a via “La Hermana Gemela Malvada de Bon Combat”, também localizada na Espanha. A linha também foi equipada por Chris Sharma e fica na La Cova de l’Ocell, local de escalada próximo de Osona e relativamente perto de Barcelona. A via está ao lado de outra via considerada mítica: “El Bon Combat” (graduada em 9b/9b+ francês), também aberta por Sharma e encadenada em 2015.

Uma outra via que figura entre candidata a “via mais difícil do mundo” é a “Big Project”, também localizada em Flatanger. Detalhes sobre a via não são divulgados. Há poucos detalhes conhecidos pela comunidade.

As vias mais difíceis

O site 99boulders.com divulgou na semana passada uma completa com as vias de escalada mais difíceis ao redor do mundo. A compilação publicada lista as 100 mais difíceis do mundo e quem foi o escalador que realizou a primeira ascensão.

A lista está contida em um banco de dados, que lista a tabela de forma interativa, podendo ser ordenada de acordo com a preferência do leitor: nome da via, grau de dificuldade, Local de Escalada, País e escalador que realizou a primeira cadena.

Curiosamente das vias de escalada listadas pelo site as estatísticas são:

  • 39% estão na Espanha
  • 14% estão na França
  • 8% estão na Itália
  • 5% estão na Alemanha
  • 4% estão na Áustria
  • 2 % República Tcheca
  • 1% Chile

Os escaladores que mais se destacam entre os que realizaram maior número de primeiras cadenas são:

  • Adam Ondra – 31%
  • Chris Sharma – 15%
  • Alex Megos – 7%
  • Ramón Julián – 5%
  • Dani Andrada – 4%
  • Stefano Ghisolfi – 3%
  • Fred Rouhling – 3%

Foto: EpicTV

Na lista apenas uma localização está na América do Sul: “Le vent nous portera”, em Socaire encadenada por Pirmin Bertle em 2007.

Locais com grande potencial como Valle de Los Cóndores (Chile), Piedra Parada (Argentina), Florián Santander (Colômbia) e Yangshuo (China) ainda estão à espera de que uma cadena em vias de alta dificuldade aconteça.

A maioria das vias de alta dificuldade estão na Europa: 92%. Abaixo estão as 20 primeiras da lista

Nome da Via Grau Local de Escalada País Escalador da primeira cadena
Silence 9c fr (13a br) Flatanger Noruega Adam Ondra
Change 9b+ fr (12c br) Flatanger Noruega Adam Ondra
La Dura Dura 9b+ fr (12c br) Oliana Espanha Adam Ondra
Vasil Vasil 9b+ fr (12c br) Sloup República Tcheca Adam Ondra
El Bon Combat 9b/9b+ fr (12b/12c br) La Cova de l’Ocell Espanha Chris Sharma
Move 9b/9b+ fr (12b/12c br) Flatanger Noruega Adam Ondra
Akira 9b fr (12b br) Charente França Fred Rouhling
Ali Hulk 9b fr (12b br) Rodellar Espanha Dani Andrada
Chaxi Raxi 9b fr (12b br) Oliana Espanha Adam Ondra
Chilam Balam 9b fr (12b br) Villanueva del Rosario Espanha Bernabé Fernández
C.R.S. 9b fr (12b br) Mollans França Adam Ondra
Delincuente Natural 9b fr (12b br) Rodellar Espanha Dani Andrada
Fight Club 9b fr (12b br) Canmore Canadá Alex Megos
Fight or Flight 9b fr (12b br) Oliana Espanha Chris Sharma
First Round First Minute 9b fr (12b br) Margalef Espanha Chris Sharma
Golpe de Estado 9b fr (12b br) Siurana Espanha Chris Sharma
Iron Curtain 9b fr (12b br) Flatanger Noruega Adam Ondra
Jumbo Love 9b fr (12b br) Clark Mountain EUA Chris Sharma
La Capella 9b fr (12b br) Siurana Espanha Adam Ondra
La Planta de Shiva 9b fr (12b br) Villanueva de Rosario Espanha Adam Ondra

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.