Equatoriana Carla Pérez faz cume no K2 sem uso de oxigênio suplementar

A montanhista do Equador, Carla Pérez, fez cume na segunda montanha mais alta do mundo, a K2 (8.611 m), sem oxigênio suplementar. Carla foi acompanhada por Adrián Ballinger, alpinista, esquiador e fundador da Expedição Alpenglow, que também alcançou o cume sem oxigênio. Também alcançou o cume o alpinista e guia de montanha Esteban “Topo” Mena e Sherpa Pemba, mas o fez com o uso de oxigênio suplementar. Dias antes de sua tentativa de cúpula, Carla se expressou assim em sua fanpage no Facebook:

Finalmente, passamos uma noite a 25.580 pés (7796,78 metros) no acampamento 4, logo abaixo do famoso “gargalo”. Lidar com a altitude sem oxigênio suplementar sempre dói, mas as vistas e a paz são únicas”.

A equatoriana tornou-se em 2009 a primeira de sua nacionalidade a escalar o Aconcágua (6.962 m) no lado sul, em 2012 a primeira também do seu país a ascender a Cho Oyu (8.201 m) e em 2016 a primeira latino-americana a subir o Monte Everest (8.848 m) sem oxigênio suplementar. Atualmente, dentro da comunidade de montanha, chegar a um cume de montanha sem oxigênio suplementar é o maior mérito esportivo e uma prova de real superação.

Carla teve que fugir, dias antes de seu cume no K2, de uma avalanche “provocada”, segundo a montanhista, por uma pessoa que estava escorregando na neve fresca. É um grande grupo que tenta o K2 este ano, no entanto, as condições climáticas não são tão favoráveis ​​como na temporada passada.

A importância da ascensão de Carla ganha significado quando voltamos à triste história que as mulheres tiveram no K2. Durante anos, nenhuma mulher deixou o K2 vivo. De fato, enquanto mais de 100 mulheres chegaram ao topo do Everest, apenas seis haviam pisaram o K2. A mulher que chegou ao cume do K2 e que quebrou a maldição, fie a espanhola Edurne Pasaban.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.