Torneio de boulder no Chile investe pesado e realiza o maior campeonato de escalada da história da América Latina

O torneio de escalada chileno Master de Boulder chega à sua 10º edição realizando um investimento pesado por parte de seus patrocinadores que irá realizar um evento para ficar na história do esporte na América Latina.

A organização do torneio realizou cinco etapas classificatórias no país para selecionar os melhores atletas chilenos e abriu as inscrições para escaladores vindos de outros países.

Está marcado para acontecer a partir de amanhã série de eventos paralelos com palestras motivacionais e oficinas de treinamento. As competições acontecerão neste final de semana na capital chilena. Para causar impacto na comunidade os organizadores do evento utilizaram na edição de 2017 recursos de superprodução com convidados conhecidos da comunidade e que possuem bastante apelo com o público:

  • Alex Honnold (que fará uma palestra motivacional)
  • Matt Segall
  • Emilly Harrignton
  • Daniel Woods
  • Alex Megos
  • Kilian Fischhuber
  • Felipe Camargo

O atleta mexicano Maurício Huerta, atual campeão do torneio e um dos mais fortes escaladores da América Latina, e a argentina Valentina Aguado, duas vezes campeã do torneio e maior nome da escalada esportiva a América do Sul da atualidade, confirmaram presença.

Mais que apenas uma competição de escalada o Master de Boulder do Chile tornou-se um programa ideal para famílias, amigos e entusiastas da escalada.

De olho neste público os organizadores planejaram eventos paralelos à competição: exposição de fotografias, provas de equilíbrio, exibição de documentários (“Facundo Langbehn” e “Wheel The World”), foodtrucks e outras surpresas . A expectativa é a de presença de 4.000 espectadores no Mall Sport, local onde acontece o evento na capital Santiago.

Todos os escaladores, chilenos e não-chilenos, foram convidados a conhecer um dos melhores locais de escalada do Chile na atualidade: Valle de Los Condores.

Participação de brasileiros

Vários atletas brasileiros já anunciaram a sua participação no torneio desde o início do ano. Maioria dos atletas brasileiros que irá participar do evento no Chile optaram por não competir no circuito da CBME no ano passado.

Por causa da distância entre o Chile e Brasil, e os preços de passagens aéreas, os atletas preferiram dedicar seu tempo aos treinamentos e não participar das eliminatórias organizadas pela organização do torneio. Apesar de ter dominado as primeiras edições do tornei, desde 2013, quando dois atletas brasileiros subiram ao pódio, o Brasil não obteve muito sucesso em solo chileno, mas para o ano de 2017 vários atletas deixaram declarações em suas redes sociais de que iriam mudar este quadro.

Mais informações: http://rocanbolt.com

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.