Temporada do Everest 2017 é cercada de novidades, apreensão e pressões políticas

A temporada de montanhismo turístico do Monte Everest neste ano de 2017 possui muitos ingredientes diferentes dos que usualmente os montanhistas encontravam nas temporadas anteriores. Para este ano o Governo do Nepal implementou algumas novidades, já abordadas com exclusividade aqui na Revista Blog de Escalada, além de haver uma expectativa extra a respeito de pressões políticas sobre as novas regras de montanhismo.

Oficialmente a temporada do Everest começa nesta primavera (hemisfério norte) e, de acordo com a expectativa dos organizadores, estão esperados ingredientes extras para a pirotecnia usual que cerca a ascensão ao cume. As mais importante delas é a presença de duas celebridades do montanhismo mundial : Ueli Steck e Kilian Jornet.

Ueli Steck

Foto : http://www.uelisteck.ch/de/

O suíço Ueli Steck está retornando ao Everest para completar seu projeto “Epic transverse”. Na sua última tentativa no ano de 2013, Steck, junto do italiano Simone Moro se desentenderam com alguns Sherpas durante a sua ascensão. Moro acabou ofendendo-os com palavra de baixo calão, o que quase lhes custaram um linchamento no acampamento base. O desentendimento foi documentado, com muitos cortes e edição contestada pelos nepaleses, no filme “High tension”.

Ueli Steck deixou o acampamento base reclamando muito e em declarações à imprensa acabou denunciando a exploração desenfreada da montanha e decretou, à época, que o local era tudo, mesmo um ambiente para montanhistas de verdade. A afirmação irritou muitas pessoas à época, especialmente os publicitários e apresentadores de TV que a cada ano peregrinam ao local em busca de alavancar a carreira de palestrante motivacional e;ou programas de variedades.

Kilian Jornet

Foto : http://www.kilianjornet.cat/

Já o catalão Kilian Jornet procura dar seguimento ao seu projeto pessoal “Summits of My Life” e fazer a ascensão mais rápida da história ao Everest. Jornet já havia feito uma tentativa ha três anos, mas enquanto estava no local aconteceu um terremoto que devastou o país. Jornet, diferentemente de muitos montanhistas, não abandonou o país e ficou para ajudar as vítimas nepalesas.

Toda a sua jornada de Kilian Jornet, assim como sua ajuda às vítimas do terremoto, foi documentada em seu filme “Langstang”.

Face norte

A grande novidade da temporada fica por conta das tentativas de ascensão pela face norte do Everest. O acesso pela face norte do Everest é pelo Tibet (controlado pela China) e o sul pelo Nepal. Este tipo de “novidade” abriu uma disputa pelos valores dos “permits” (licença para escalar o Everest), pois o Chinese Tibetan Mountaineering Association aumentou o valor para a taxa cobrada de escaladores ocidentais em 32% (US$ 11.000 para US $14.500). O Nepal, por sua vez, manteve os preços congelados : US$ 11.000.

O espanhol Kilian Jornet irá tentar a ascensão mais rápida ao topo do Everest exatamente pela face norte. O catalão sairá da cidade chinesa de Rongbuk e, segundo seus cálculos, levará em torno de 25 a 30 horas.

Snapchat

Apesar dos comentários furiosos dos puristas do montanhismo, os americanos Adrian Ballinger e Cory Richards irão fazer a primeira transmissão de ascensão ao Monte Everest via Snapshat. A iniciativa mostra que as transmissões e “coberturas on-line” vendidas por alguns veículos de comunicação estão cada vez mais descentralizadas.

Não há, como por ser contatado, exclusividade em conteúdos festivos como é, atualmente, uma ascensão ao cume da montanha mais alta do mundo. Atualmente as “coberturas on-line” são artifícios de publicitários e sites sem credibilidade e visitação para alavancar sua visitação pífia.

Snapchat at Mountain

Foto : http://www.everestnofilter.com/

O Snapchat é uma rede social de mensagens instantâneas voltado para celulares (Android e iOS) e pode ser usado para enviar texto, fotos e vídeos. O diferencial é que este conteúdo só pode ser visto apenas uma vez, pois é deletado logo em seguida, se “autodestruindo” do aplicativo.

A dupla pode ser seguida no Snapchat em : #everestnofilter.

Temporada 2016 em números

De acordo com The Himalayan Times, principal jornal do Nepal, a temporada do Everest 2017 foi uma das mais bem sucedidas dos últimos anos. De acordo com o levantamento feito pelo jornal junto do departamento de turismo do Nepal, foram 426 ascensões bem sucedidas feitas pela face sul da montanha.

Deste total 199 eram escaladores estrangeiros oriundos de 29 países diferentes. Os outros 257 eram sherpas, trabalhadores nepaleses que muitas vezes estão em situação análoga à escravidão. A quantidade de fatalidades, que resultaram em óbito, foi de 5 escaladores.

Temporada Everest 2017

Foto : Aaron Huey | http://news.nationalgeographic.com

Um dos sinais de que o turismo de montanhismo estava voltando ao normal, apontado pelo departamento de turismo do Nepal, era o número de pessoas envolvidas em expedições : 289. Somados a este número, 457 eram os carregadores e guias. Para isso foram distribuídos 34 “permits” para diferentes equipes de expedições.

Os escaladores mais jovens a subir o Everest foram Balkar Singh de 19 anos e Stanzin Laskitccde 18. O escalador mais velho foi uma mulher com 62 anos de idade : a neozelandesa Lydia Margarate Bradey.

Temporada Everest 2017

Foto : http://www.friendsadventure.com

Do total de escaladores 45 eram mulheres sendo, desta maneira, apenas 10,5% do total de escaladores.

O dia mais cheio no cume, na temporada do Everest 2016, foi 19 de maio com impressionantes 209 pessoas no teto do mundo.

Temporada Everest 2017

Para a temporada do Everest de 2017 o Governo do Nepal espera receber em torno de 500 estrangeiros ao campo base. Para ajudar estes escaladores, grande parte deles apenas desejando fama e carreira de palestrante, adicione um Sherpa por montanhista. Desta maneira aproximadamente 1.000 pessoas estarão no Campo Base do Everest.

Deste total foram contabilizados 250 escaladores estrangeiros oriundos de 28 países diferentes. Muitos deles usarão o “permits” conseguido em 2015, em uma promoção realizada pelo Governo do Nepal.

Temporada Everest 2017

Foto : http://everestexpedition.co.uk/

Apesar da maioria dos escaladores estarem aterrizando no Nepal no próximo sábado, 15 de Abril, as subidas, após todas as cordas e escadas instaladas (data limite 1º maio) , somente será liberada aos escaladores no dia 10 de Maio.

O Governo do Nepal já arrecadou aproximadamente US$ 2.000.000 (dois milhões de dólares) em “permits”, já coletados, pagos por cada escalador.

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.