Conselhos para perder o medo de guiar uma via de escalada

Guiar uma via de escalada significa ter a iniciativa de abandonar a segurança que o chão fornece e ser capaz de invocar o instinto de sobrevivência racional, conhecido como medo. Para poder subir uma determinada linha, conhecida ou não, é necessário escalar sem nenhuma corda vindo de cima. Esta corda nos permite sentir mais seguros e, desta maneira, abdica da necessidade prévia de ter  passado em uma costura de cada vez e repetindo o procedimento até a parada.

São várias as ocasiões nas quais vemos escaladores deixar de aproveitar seu dia de escalada por causa do medo, estresse e tensão que aparecem quando têm de enfrentar a ascensão de uma via de escalada.

Provavelmente muitos(as) destes escaladores(as) dirão que não gostam da escalada e, desta maneira, seguem tentando semana após semana sem poder eliminar a sensação de frustração que aparece quando enfrentam em uma via. Alguns optam por escalar de top-rope sem pensar que sua vida corre perigo.

É por isso que este afã de superação, me faz acreditar que estas pessoas gostam sim da escalada. Entretanto fica mascarado o prazer e satisfação que o esporte lhes fornece, pela desmotivante sensação de impotência que aparece quando pensam que não podem controlar suas emoções. Especialmente a do medo, sendo que está fisicamente preparado e pronto para tentar seu objetivo: ” a cadena”.

A escalada é um esporte complexo, no qual quem não conhece dirá que precisa ser “muito forte” para poder praticá-lo. Por isso, aqueles que já o praticam, responderão que a força é uma qualidade imprescindível para poder encadenar os projetos. Mas haverá um grupo, que é tremendamente forte, que irá adicionar uma outra observação.

Este grupo de escaladores fortes dirá que existe o componente psicológico. Este fator psicológico faz com que toda a força pode ser superada por um detalhe : o medo de cair. Esta incerteza, de que vai cair ou não no próximo movimento com a proteção abaixo dos pés, atrapalha a todo escalador de continuar subindo, mesmo com uma agarra melhor, buscando instintivamente evitar a queda.

Um detalhe importante : somente aquele que escala conhece e enfrenta os momentos de ansiedade, tensão, angústia, esgotamento, fadiga e… medo !

Conselhos

Alguns dos conselhos que podemos oferecer para enfrentar a escalada guiada, ou até mesmo no top-rope, sem perder o respeito por uma via de escalada e, desta maneira, evitar que o medo tome controle são :

  • Praticar técnicas de relaxamento que permitam alcançar um controle emocional e ajustar a tensão muscular global : Isso ajuda a diminuir nosso gasto energético e aumenta nossa coordenação além de melhorar nossa concentração.
  • Direcionar a atenção à atividade que realiza : Pratique a visualização da via, seja trabalhada ou à vista. Isso permitirá antecipar movimentos, descansos, quedas, etc. Elimine o máximo de situações de improvisação, os quais podem gerar momentos estressantes e que geram medo e tensão. Estes momentos produzem esgotamento mental.

guiar uma via de escalada

  • Ser conscientes da respiração : Apesar dos mecanismos de respiração serem automáticos, algumas situações poder nos levar a manter períodos de apnéia,  que dificulta o metabolismo aeróbico. Isso fará com que nos cansemos antes e, desta maneira, nos custe a recuperar. Desta maneira parecerá que a via de escalada pareça mais difícil do que realmente é. Por isso, procure controlar sua respiração fazendo com que ela se regule de acordo com os trechos da via de escalada.
  • Utilizar um clipstick, ou outros elementos, para clipar uma via no caso de não poder fazer um lance permitindo assim ser mais independente. Em algumas ocasiões as primeiras proteções de uma via de escalada são as que geram mais tensão por estarmos perto do chão. Isso pode ser evitado saindo com a primeira proteção “costurada” e, desta maneira, seja possível enfrentar as primeiras partes com confiança e determinação. Uma vez que formos alcançando as próximas proteções poderemos implementar os conselhos dos itens anteriores. Na hipótese de não poder alcançar uma agarra boa, utilize seu clip stick para terminar de montar a via ou, caso seja necessário, utilize uma malha rápida para descer de maneira segura e recolher todo o seu material. Não há problema algum, todo escalador já fez isso.

  • Confie em seu segurador : Se está começando a guiar uma via de escalada, faça com alguém que tenha confiança, como um namorado(a) ou amigo(a). O importante é poder criar esta relação de confiança que permita estabelecer um canal de comunicação direto que possa acalmar nos momentos e medo. Esta determinação  irá empurrar sua confiança até o movimento seguinte. Somente você deve preocupar-se na escalada, para todo o resto está seu companheiro e segurador.
  • Não vacar prejudica seriamente a saúde : “Vacar” para um escalador deve representar um momento de liberação. Todo escalador evita vacar. Muitos vacam não somente por medo, mas sim porque uma vez que acontece a via não mais será encadenada. Portanto, quando sinta que os seus músculos estão esgotados, faça o que o seu corpo pede : solte-se ! Familiarize-se com a sensação de queda. Isso ajudará a guiar uma via de escalada e, desta maneira, tirar 100% de cada movimento sem querer, a todo momento, buscar a segurança que evita vacar. Se você nunca vacar, seguramente nunca irá se acostumar com isso.
  • Aprenda a cair, pois a gravidade fará todo o resto : Se uma maçã cai de uma árvore, ela irá direto no chão. A gravidade é um princípio natural e todos os objetos com massa são atraídos ao centro da Terra. Nossos corpos não são uma exceção. Por isso quando nossa ultima proteção está abaixo de nossos pés e os antebraços dizem “não consigo mais”, temos de aprender a “cair com estilo”. Uma queda é sempre boa, com exceção de quedas com a corda atrás da perna (que geralmente produzem queimaduras), impacto com as mãos à parede, tornozelos torcidos, seguradas em costuras na última hora, etc. Igualmente quando aprendemos a realizar movimentos como drop-knee, dinâmicos, invertidos, entalamento de joelhos, usar o calcanhar, etc, temos de aprender a cair.

Temos de conseguir um repertório de quedas grande para fazer uma queda limpa. Por isso te convido, caro leitor, caso o problema seja este (medo de vacar), que toda vez que esteja passando por uma situação de estresse motivada pelo medo na escalada, tente vacar de maneira controlada. O exercício é bastante simples, pois ao escalador irá progredindo nas vacas. Primeiro caia com a costura acima de você , depois com ela no seu rosto e, posteriormente, continue diminuindo a distância até que fique abaixo dos pés. Sempre se preparando para uma eventual queda, pois desta maneira ficará confiante nas proteções e na segurança de seu segurador.

Conclusão

Para terminar, gostaria de animá-lo dizendo que qualquer pessoa consegue guiar uma via de escalada. Isso porque o que hoje te produz temor, amanhã lhe produzirá prazer. Hoje vivemos em uma sociedade carregada de situações que nos dão agonia e estresse.

A escalada é um esporte que praticamos para poder fugir de uma carga de monotonia e obrigações.

Quando escalar pense que está lá porque você mesmo escolheu ir, e que o objetivo é voltar para casa com um sentimento de prazer de ter feito sozinho o que poucos podem : que é chegar a ter uma vista magnífica da paisagem quando está na parada.

A escalada nos ajuda a respeitar o entorno cada vez mais devastado pela cobiça humana. Nós escalamos porque amamos estar na natureza e, assim, poder respirar ar puro e também porque estamos apaixonados pelo pó branco que sai de nossos sacos de magnésio. Os outros motivos cada um sabe.

Tradução autorizada de Escalada Granada

Sobre o Autor

Escalada Granada

Escalada Granada

Mídia digital dedicada ao mundo do esporte em geral, e mais especificamente à escalada esportiva. Com linha editorial baseada na pluralidade de opiniões e variedade de informação.

There are 3 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.