Escalada Indoor se expandindo em São Paulo – Saiba quais são os principais muros de escalada existentes no estado

A escalada em paredes artificiais continua crescendo, tanto que estará presente nas Olimpíadas de Tóquio, em 2020. Atualmente, as paredes são mais comuns no estilo boulder, quer seja pelos menores custos, por não necessitar de equipamentos de segurança, por ser mais fácil de construir (até em apartamentos), ou pelas inúmeras possibilidades de treinamento que permitem.

Filho do Autor na Academia 90 graus | Foto : Dimitri WU

Este texto pretende apresentar as diversas paredes de escalada existentes no Estado de São Paulo, mas tenho certeza de que existem outras, que por não terem tanta divulgação, eu ainda não conheço, mas que em breve pretendo visitar.

O primeiro ginásio criado em São Paulo foi a 90 Graus, seguido pela Casa de Pedra, a primeira mais “tradicional” (segundo seu criador), com mais semelhança com a natureza e a segunda mais “moderna” (minhas palavras), com academia de musculação, ar condicionado e baseada no estilo americano.

Outros ginásios existentes no estado de São Paulo estão espalhados pelo interior como :

Há também vários muros em academias tradicionais, como a mais antiga delas Competition (unidade Oscar Freire – SP), Bio Ritmo (unidade centro – SP), Instituto AICA (Jundiaí), Galpão 4 (bairro da Moóca – SP), Enjoy (Franca), Up For Fit (Presidente Prudente), Philos (Americana) entre outras.

Muro do GEEU – Campinas | Foto : Dimitri Wu

Todas estas opções são particulares e cobram mensalidades e/ou diárias para o escalador(a). Porém existem também algumas opções como clubes de escalada como das Universidades UFSCAR – CUME e UNICAMP – GEEU, com muros de escalada grandes e áreas de boulder, nos quais os usuários contribuem com valores menores para poder usufruir. Na cidade de Limeira há o GEEL, formado por um grupo de escaladores locais. Já São José dos Campos conta com uma república de estudantes para escalar, o Purgatório.

Em termos de políticas públicas verifica-se que apenas São Bernardo do Campo, com o Parque da Juventude e São José dos Campos com o Parque Alberto Simões (recém inaugurado) oferecem paredes de escalada abertas ao publico e gratuitas para a população conhecer e desfrutar do esporte.

Na Praça Roosevelt no centro de São Paulo, local já consagrado por skatistas, três escaladores iniciaram um projeto social de uso de uma estrutura de concreto existente para a colocação de agarras de escalada, no que é conhecido como Bloco do Jaime.

Algumas escolas privadas também têm seus projetos de escalada, sendo a mais antiga o Colégio Magno. As outras são:

Paredes escalada SESI / SESC

Porém em escolas públicas não ocorre o mesmo e o SESI é a única instituição que em 2013 desenvolveu um projeto de montagem de 28 paredes de travessia para suas unidades espalhadas pelo estado :

  • AE Carvalho
  • Osasco
  • São Bernardo do Campo
  • Piracicaba
  • Sertãozinho
  • Campinas
  • Mogi das Cruzes
  • Jundiaí

As escolas do SESI são gratuitas, mas há um processo seletivo para as crianças que estudam nelas, porém o uso das paredes é aberto ao público.

O SESC é outra instituição que mantém paredes de escalada, principalmente durante temporadas de verão, como estão acontecendo atualmente nas unidades Santo André, Araraquara e Santos.

Escola Cidade Jardim | Foto : Dimitri Wu

Já ia me esquecendo, muitos escaladores construíram paredes em suas casas, então se enturmar com essa galera é uma forma de treinar no muro do vizinho e estreitar relações de amizade.

Podemos ver que atualmente as opções para praticar escalada indoor ampliaram-se em São Paulo, apesar de serem modestas as quantidades de locais oferecendo a prática, principalmente de forma gratuita, o que é uma falha das políticas públicas dos municípios, mas isso é outra história. Para o verão que é uma época de bastante chuva, escalar em locais fechados talvez seja uma alternativa interessante para se divertir e manter o condicionamento.

Sobre o Autor

Dimitri Wuo Pereira

Dimitri Wuo Pereira

Dimitri Wu é Graduado de Educação Física, mestre em Educação Física, escalador e proprietário da Rumo Aventura Atividades Esportivas

There are 3 comments

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.