Academia americana disponibiliza espaço colaborativo de trabalho

brooklyn_boulders_colaborative_space

Fotos: Ed Wonsek

Ainda engatinhando no Brasil, o trabalho remoto (especialmente quem é da área de TI) é comum nos EUA e até mesmo incentivado por empresas.

Batizado de “coworking space” (espaço colaborativo em inglês) é uma prática comum em cafés, escritórios grandes e agora também em academias de escalada.

brooklyn_boulders_colaborative_space_2

Fotos: Ed Wonsek

Muitas pessoas optam por ir a um lugar de “espaço colaborativo” para que não estejam em casa o tempo todo, e possam aproveitar para realizar outras atividades.

Então a academia “Brooklyn Boulders” em Sommerville (cidade próxima à Boston) disponibilizou um espaço para quem deseja trabalhar remotamente com seus notebooks, e durante o dia realizar treinamentos nas paredes do lugar.

A oportunidade para quem trabalha como freelancer  e procura um espaço alternativo para a sua vida a idéia parece atrativa.

A mensalidade da academia de 3 716.12m² sai em a partir de US$ 109,00 (R$ 257,23), onde o plano básico oferece os serviços de toda  área de escalada, yoga, toalhas gratuitas no banho, descontos em eventos e parerias.

Para saber mais: http://bkbs.brooklynboulders.com/

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.