A tendinite e o escalador – Tudo o que o leigo precisa saber e ninguém te contou

O escalador é um ser fanático que não se da conta de que se meteu em um esporte que independe do tanto que se possa ser incrível, é o mais anti-fisiológico no que tange ao respeito de certas partes do corpo. Em especial as mãos. Recordemos que a mão é o que nos separa nossos amigos animais e que permite, entre outras coisas, que nos desenvolvamos como seres humanos criadores de artefatos.

Pendurar-se em um reglete de meia falange não é algo comum do cotidiano do resto da humanidade, apesar de sermos descendentes de primadas que viviam em árvores. Mas pendurar-se em um galho é muito diferente do que fazer uma barra usando o mindinho.

Tendinite de Escalador

Foto: http://grosirricalinu.com/

Por isso a tendinite é uma reação quase normal, se é que podemos chamar assim, pelo uso indevido de nossos tendões. Se pensarmos bem, pendurar em cordas que não tem mais que 3 mm de diâmetro (o diâmetro de nossos tendões) não podemos considerar que é um ato muito inteligente, assim como pendurar de um cordelete.

Neste artigo vamos referenciar superficialmente o gênero da tendinite, tratando de não fazer muito uso de termos técnicos e medicinais, pois para isso já existe uma grande quantidade de informação na internet disponível para leitura. Esta fonte de informação somente entende quem é médico ou fisioterapeuta.

Tendinite para leigos

A tendinite pode ser aguda ou crônica e como seu nome já deixa evidente é uma situação nova no tempo (mesmo que seja repetitiva) na qual se o primeiro tipo (aguda) não for tratada pode transformar-se na segunda (crônica). Uma tendinite crônica é de difícil tratamento podendo até mesmo condenar o tendão à debilidade permanente.

O melhor exemplo, provavelmente o mais comum, é a famosa e indesejada tendinite na mão e/ou dedos, a qual descreveremos da maneira mais simples que se possa estar preparados no caso de que ela se apresente.

Sintoma 1: Dor – Mesmo que pareça óbvio, é difícil de entender como uma grande quantidade de escaladores esquecem, ou até mesmo ignoram este sintoma. A dor é localizada e aparece desde a metade dos dedos até a palma da mão. Podendo ainda espalhar-se pelo pulso e antebraço. Recomenda-se, neste caso, aumentar o repouso e alongamento.

É importante saber que a dor de um tendão é o evento final de uma tendinite. Explico: Na escalada a grande maioria das tendinites são pelo uso ruim dos tendões que, silenciosamente, vão se micro inflamando caso não estejam preparados. Mas quando chega finalmente à inflamação propriamente dita, é nesse momento que a dor se faz presente. Não se importar com ela, ou até mesmo pensar que não é grave, é uma péssima decisão. Se está sentindo dor, não hesite em ir ao médico ou, no mínimo, pare de escalar imediatamente.

Sintoma 2: Impotência articular – A sensação de não poder mover os dedos é quase sempre secundario à sensação de dor, a qual é muito difícil que alguém perceba. 

Sintoma 3: Inflamação ou inchaço – Este é o sintoma que tando se fala nos livros de medicina e internet. Isso porque perceber a inflamação aguda de um tendão de 3 mm de espessura não é muito fácil.

Tendinite de escalador

Foto: http://noelhenley.com

Finalizando: A dor é o maior aviso de tendinite, não a ignore. Se possível tenha até medo como se tivesse visto o diabo.

Tradução autorizada de: http://rocanbolt.com

banner-rocanbolt

Gonzo Rocanbolt é chileno, médico, escalador e indiscutivelmente uns dos mais completos autores de artigos sobre treinamento de escaladores existentes no mundo. Respeitado em todo o mundo é o organizador do Simpósio de Medicina de Montanha no Chile e palestrante de eventos de escalada no Chile, Argentina e Espanha

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.