11 Filmes hollywoodianos que tiveram montanhas retratadas erroneamente

1 – Lendas da Paixão (Legends of the Fall)

220px-Legendsoffallposter[1]Com o bonitão Brad Pitt como o personagem “Tristan Ludlow” no filme no qual chega até mesmo a lutar com um urso(!).

A fazenda retratada no filme como se fosse no estado americano de Montana na verdade era em Alberta nas montanha rochosas do Canada.

2 – O segredo de Brokeback Mountain (Brokeback Mountain)

O filme que em 2006 mostrou o amor secreto entre dois cowboys, o conselho de brokeback-mountain-4f33bf19cce40[1]Wyoming recebeu toneladas de ligações de pessoas interessadas nas bonitas paisagens mostradas nos filmes.

Porém um pequeno detalhe neste interesse: Não foi filmado no estado americano do Wyoming e sim em Alberta no Canada.

Para ainda set tornar mais iteressante o equívoco: não há de fato nenhuma montanha chamada “Brokeback Mountain” no Wyoming.

3 – Um Lugar para Recomeçar (An Unfinished Life)

MV5BMjc3MzEzMTQ3OF5BMl5BanBnXkFtZTcwNDEwMzYzMQ@@._V1_SY317_CR3,0,214,317_[1]Mesmo com pouco sucesso, o filme de 2005 com Robert Redford, Morgan Freeman, and Jennifer Lopes era retratado em uma fazenda próximo à cidade de  Ishawooa no estado americano do Wyoming.

Porém desta vez não houve” erro documental ” , isso porque  Ishawooa não existe na realidade.

Porém as montanhas retratadas eram na verdade do Canada, no estado de ” British Columbia”

4 – Limite Vertical (Vertical Limit)

Um dos filmes com maior quantidade de erros e dados falsos (para dizer o mínimo) em todos os filmes de escalada vertical_limit[1]realizados em Hollywood.

O fato de que não foi sequer filmado no K2 é um dos muitos furos .

Maioria das cenas que deveriam ser no “Monte K2” foram filmados na Nova Zelândia.

5 – A Montanha da Morte  (K2)

1992-K2-poster1[1]As cenas de escalada do filme não foram filmadas por questões de segurança.

Diretores escolheram para representar uma das montanhas mais perigosas do mundo o  “Mount Waddington” que possui um campo base a 280km da civilização.

Pode não ser o K2, mas é bem perto do que seria uma escalada por lá.

6 –  Rocky IV (Rocky IV)

No clássico filme brucutu  o vilão “Ivan Drago” usa todo tipo de equipamento de última geração.

Rocky treina em Rocky+4[1]acomodações em algum lugar da Rússia ao som de “Eye of Tiger”.

No filme Stallone sobe mntanhas correndo e escalando para treinar.

Porém o local não fica na Rússia e sim no Wyoming, mais precisamente no local conhecido como “The Tetons”

7 – Cold Mountain (Cold Mountain)

220px-Cold_Mountain_Poster[1]O filme de 2003 teve a atriz Renee Zellweger vencedora do Oscar de melhor atriz coadjuvante se passava na Romênia.

Porém o filme foi filmado no estado da Carolina do Norte em Blue Ridge Mountains, longe da Romênia.

8 – Débi e Loide (Dumb and Dumber)MV5BMTIzNDI5MTc0M15BMl5BanBnXkFtZTYwMjM5NDU5._V1_SY317_CR10,0,214,317_[1]

Pelo título, e enredo, não se pode esperar muito realismo do filme.

Quando a dupla protagonista do filme vão à resorts de Ski em Aspen, na verdade não estão lá.

Apesar de terem tomadas feitas no local, na realidade maioria das cenas foi realizada em “Copper Mountain”.

9 – Sete Anos no Tibet (Seven Years in Tibet)

MV5BMjExMTcyMTI2NF5BMl5BanBnXkFtZTYwNDUxMTI5._V1_SY317_CR4,0,214,317_[1]A história do montanhista austríaco Heinrich Harrer em um campo de prisão na Índia, e sua jornada no Tibet.

Lá conhece ninguém menos do que Dalai Lama.

A produção foi em sua maioria filmada na Argentina, na cordilheiras dos Andes.

O filme teve apenas poucas tomadas feitas no Tibet.

10 – Risco Total (Cliffhanger)

Outro filme de escalada que virou piada para muitos escaladores, onde até mesmo há cenas de cliffhanger-1[1]Stallone solando uma via com cadeirinha e camalots (!!).

Na verdade foi gravado nas Dolomitas, além de nunca sequer existir um “Rocky Mountain National Park” nos EUA.

11 – Desafio Vertical (Touching the Void)

touching_the_void[1]Quando se filme um documentário sobre o maior milagre de sobrevivência do montanhismo de todos os tempos realmente fica difícil ir ao mesmo local e repetir o feito.

Porém maioria das cenas do filme de 2003 , baseado no livro de Joe Simpson, foi filmado nos Alpes, na Europa, ao invés da face oeste do Siula Grande.

Entretanto os escaladores retornaran com a equipe ao campo base do glaciar peruano para filmar algumas cenas.

Fonte: http://www.adventure-journal.com/2013/04/the-list-10-mountains-misrepresented-in-movies/

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

There are 10 comments

  1. adriana ruiz

    Apesar do tema ser filmes hollywoodianos, há uma excelente indicação que é A Cordilheira, um longa produzido por três países: Argentina, França e Chile. Eu, particularmente, gosto muito dos filmes argentinos , que são premiadíssimos e conseguem nos encantar e prender do início ao fim. O filme A Cordilheira é um drama que nos envolve, com a ótima direção de Santiago Mitre e com atores como Erica Rivas, Dolores Ponzi e Ricardo Darin (que interpreta o presidente argentino tentando conseguir formar uma aliança política entre todos os países da América).

  2. Clara

    Como já disseram acima, a LOCAÇÃO diferente, não necessariamente seria um ERRO. Por exemplo: imagino que não seria possível filmar o Touching the Void na montanha original. Faz como então? Fica sem filme????? Uma coisa que o cinema permite é nos transportar e nos fazer acreditar, viver a experiência mesmo sem estar lá. Não considero que filmar numa locação diferente seja um ERRO…. ou mesmo inventar uma montanha nova, como no caso do Brokeback Mountain. Temos outros exemplos além do citado, como a Noviça Rebelde, em que, quando a família foge dos nazistas no final, na locação real eles estão indo em direção a Alemanha. Mas isso é cinema, o filme continua sendo válido e importante.

    Para mim, ERRO é o caso do Limite Vertical e do Risco Total, em que mostram erros técnicos em relação à escalada e uma falta de pesquisa e acompanhamento de profissionais da escalada. Isso é, inclusive, bastante irresponsável.

    1. Luciano Fernandes

      Tacio…. Se você for filmar um filme sobre o Dedo de Deus, e filma-lo todo na Pedra do Baú é apena erro de locação, ou mostrar erroneamente?. Filmar na Pedra da Divisa e mostrar no horizonte a Falésia Paraíso. Seria erro de locação ou retratada erroneamente?

      Foi a partir deste princípio que eu entendi que mostrar um lugar, e dizer que é outro, é mostrar de maneira errada. Uma coisa é cenário, a outra é mostrar a Floresta da Tijuca, por exemplo, e colocar a legenda como “Floresta Amazônica”, apenas por ter os mesmos tipos de árvore.

      O mesmo erro que na montanha. Cernário sim é locação. Mas filme, este sim tem de ser no local. Pelo menos na minha opinião.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.