UIAA se declara contra as estruturas fixas no Monte Everest e põe o turismo do local em xeque

Através de um comunicado o UIAA  (International Climbing and Mountaineering Federation) ser contra as estruturas fixas existentes no Monte Everest, as quais o governo do Nepal planeja instalar.

No Monte Everest existem próximo ao seu final estruturas fixas que facilitam o acesso do montanhista ao cume.

Durante a sua assembléia geral realizada nos EUA, mais precisamente na cidade de Flagstaff, declarou de forma solene que as diferentes federações membros do UIAA votaram conta a construção de estruturas permanentes para ajudar a quem quer escalar o Everest.

O governo do Nepal recentemente cogitou a ideia da instalação de escadas de aço e cordas fixas no Degrau Hillary para reduzir o congestionamento da via mais tradicional ao cume.

O Degrau de Hillary é um muro de rocha de 12 metros de altura e considerado o desafio final antes do cume.

Entretanto o próprio presidente da UIAA reconhece que a última palavra sobre a instalação de estruturas permanentes no topo do Everest é de responsabilidade do governo Nepalês.

O governo Nepalês anunciou em março deste ano a intenção de instalar estruturas fixas no Degrau Hillary.

Frits Vrijlandt declarou que: O Monte Everest é um Patrimônio da Humanidade e portanto de importância universal, não somente para as pessoas nepalesas e sim para todo o mundo.

A instalação de estruturas fixas visam possibilitar o aumento de turistas ao cume do teto do mundo e , assim, amortizar o impacto econômico que a temporada interrompida no início deste ano causou no orçamento do país.

O turismo do Everest é responsável por 70% do orçamento anual do país.

Foto: http://Supertopo.com

Foto: http://Supertopo.com

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.