Montanhista espanhol sem patrocínio gasta € 42.000 para completar 14 picos acima de 8.000

Carlos Soria Fontán é um alpinista espanhol que, aos 77 anos, assumiu o desafio de se tornar a pessoa mais velha do mundo a alcançar os cumes das 14 montanhas acima de 8.000. Montanhista desde os 14 anos de idade, foi o primeiro espanhol a escalar a montanha mais alta da Europa: Monte Elbrus (5.642 m) em 1968. Mas sua extensa carreira não foi suficiente para que conseguisse patrocínios para realizar seu sonho.

Carlos Soria madruga todos os dias para treinar arduamente para completar seu sonho e em sua lista falta apenas duas montanhas Dhaulagiri (8.167 m) e Shisha Pangma (8.013 m) para completar sua lista. Somente a viagem para o Nepal custou € 42.000. Muitos dos patrocinadores dizem que sua idade é o maior empecilho para valer o risco. Soria escalou os 10 picos com mais de 8.000 depois dos 60 anos de idade.

Foto: https://thehimalayantimes.com/

Mesmo com experiência incontestável no montanhismo, nenhum patrocinador esteve interessado em bancar a viagem de Soria nos moldes que ele mesmo projetou. Segundo o espanhol, houve uma tentativa de patrocínio, mas os termos não o agradaram.

O montanhista é amplamente adorado pelos praticantes de montanhismo e assume que seu sacrifício de arcar com as despesas pessoais para ir ao Himalaia é uma “loucura”. Mas afirma que somente vive-se uma vez e por isso está arriscando. Pelos cálculos do montanhista, se somado todos os dias que esteve acima dos 5.000 metros acima do nível do mar, daria por volta de cinco anos.

Sória já está no Nepal para o desafio e espera que seus 65 anos de experiência em montanhismo façam a diferença e que, finalmente, consiga chegar a realizar seu sonho. Para a empreitada no Himalaia, está seu companheiro Luis Miguel López Soriano, junto com quatro sherpas. A expedição enxuta contrasta com a de outros tempos, com patrocínio, que incluía médico e geólogo na equipe.

O projeto ousado, classificado como “loucura” por muitos meios de comunicação espanhóis, é apoiado também por sua esposa Cristina e suas quatro filhas. Quanto a isso Sória afirma que “minha mulher tem sido muito sensata e me diz que tenha perseverança que consegue”. O montanhista admite que não iria para o Himalaia sem ficar mal com sua esposa. “Elas (esposa e filhas) sabem que é meu sonho e lá nas montanhas sou feliz”, afirma.

Foto: Luis Miguel López Soriano | https://www.thebmc.co.uk

Formado em Engenharia Civil e Ciências da Computação, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha, Argentina e Chile. Foi jurado do Rio Mountain Festival e já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Chile, Espanha, Uruguai, Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá. Realizou o Caminho de Santiago, percorrendo seus 777 km em 28 dias.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.