[EXCLUSIVO] Entrevista com Jon Glassberg da produtora de vídeos “Louder Than 11”

Quem gosta de acompanhar vídeos de boulder na internet já deve ter esbarrado na Louder Than 11.

A produtora americana é uma das poucas da atualidade que procura realizar projetos de vídeos para serem distribuídos gratuitamente, e assim difundir e divulgar o esporte.

Após tantos trabalhos de qualidade divulgados na internet, o blog de escalada procurou as pessoas por trás do projeto para que falassem um pouco mais deles para o público do Brasil e Portugal.

Jon Glassberg foi muito receptivo ao Blog de Escalada e assim mostrar um pouco mais dos bastidores de escalada

Acompanhe a entrevista abaixo.

 

1 – Como é filmar eventos outdoor ao vivo no US?

Filmar para transmissões ao vivo é uma brilhante experiência.

Num evento desse tipo existe muito planejamento e preparação que acontece com meses de antecedência e o dia da filmagem é um caos total.

A transmissão é rápida e tem que ser feita perfeita logo na primeira tentativa. 

É difícil e estressante.

Quando filmamos um campeonato mundial ao vivo nós também estamos lidando com diversos fatores externos como anunciantes, música, múltiplos ângulos de câmera, o script do evento, problemas, etc.

Para os espectadores a transmissão é contínua e chega como se não houvesse esforço algum, mas nos bastidores a equipe está pegando fogo.

Todos correndo como loucos de um lado a outro pra ter certeza de que tudo irá correr sem problemas.

 

2 – Quantos vídeos a LT11 já produziu até agora?

A LT11 já produziu centenas de vídeos ao longo dos anos.

Nós fizemos de tudo, de vídeos de “betas” de boulder até comerciais que já saíram na TV.

Existe uma grande satisfação com o nosso trabalho , e produzir mídia criativa para a indústria outdoor é o que amamos fazer.

Poder usar nossa criatividade e arte para promover o esporte que amamos é fascinante.

 

3 – Quais os equipamentos que você costuma usar para fazer seus vídeos?

Quando vamos para uma filmagem comercial nós frequentemente levamos uma seleção de câmeras Canon SLR,  T2i, Canon 5D Mark III com uma seleção de lentes “L Series”.

Nós também temos uma Panasonic AF-100 que usamos para muitas das entrevistas de produção e filmagens de competição.

Nós também usamos bastante uma grua de 3,5m além de uma variedade de sliders, timers, etc. com o objetivo de aumentar o valor da produção e criar vídeos que são visualmente diferentes de nossos competidores.

Quando estamos de volta a casa trabalhamos na edição final nos nossos computadores.

Nós usamos o Premier Pro, Affer Effects e Cinema 4D em duas Mac Pro workstations 6-core com dois monitores cada.

 

4 – Existe algum plano de produzir um “Filme de duas horas” e participar de algum festival como Mountainfilm ou Banff Film Festival?

Nosso objetivo é conseguir que nossos vídeos sejam vistos pelo maior número possível de pessoas.

Nós liberamos todos os nossos vídeos de graça na Internet em nosso canal do Vimeo.

Nos orgulhamos de nossa habilidade em frequentemente ferecer material gratuito para nossos fãs.

Dito isso, adoraríamos sermos selecionados para fazer parte de um festival de filmes como Banff .

Ansiamos chegar aos altos festivais de filmes por aí.

 

5 – Das produtoras de vídeos outdoor qual você gosta mais?

Uma das minhas produtores favoritas é a Camp 4 Collective.

Esses caras tem um modelo similar ao da LT11 e são pessoas dedicadas que contribuem cada um com seu talento para criar vídeos fantásticos.

Também nos inspiramos em produtores de vídeos de skate, snowboard e ski e amamos o estilo e apelo desse tipo de vídeo.

A Knife Show é também outra grande produtora que cria esse tipo de material e adoramos assistir esses filmes e ser inspirados por vídeos não relacionados a escalada!

 

6 – Voce tem alguma indicacao dos seus “top 5” vídeos outdoor? Quais são?

Petzl Rock Trip China

Art of Flight

King Lines

Gnarcade

Rampage.

 

7 – Para se dedicar a uma área como filmage você fez algum curso ou graduação?

Jordan Shipman fez escola de atuação e isso fez uma grande diferença em nossa capacidade de, como produtora, contar uma história.

Jon Glassber tem um curso em design gráfico e negócios e também terminou uma faculdade com um mestrado em design gráfico e gerenciamento de negócios.

É muito importante ser profissional e artístico nesse jogo e nos orgulhamos em nossa habilidade em manter esse nível de profissionalismo.

 

8 – Voce ja assistiu a algum vídeo brasileiro?

Nós assistimos a alguns vídeos de boulder difíceis e adoraríamos ver mais.

Nós tentamos inspirar qualquer um com uma câmera a sair por aí e filmar a si próprio ou a amigos e dividir com o mundo.

Façam mais vídeos brasileiros de boulder!!!

 

9 – Voce tem planos de filmar aqui no Brasil?

Não temos planos de filmar no Brasil mas adorariamos ir até aí fazer alguns vídeos.

A rocha parece incrível e a cultura é espetacular!

Todo mundo é tão pilhado e nós queremos estar na vibe!

 

10 – Você tem alguma mensagem ou conselho para dar a alguém que também queria trabalhar com vídeos outdoor?

Nosso conselho para qualquer um interessado em fazer vídeos para a industria outdoor é para que saim por aí e se dediquem.

Aprenda o máximo que puder e pague o tempo necessário.

Ninguém pode chegar do nada e ser o melhor.

Você precisa gastar tempo aprendendo como filmar e desenvolver o seu próprio estilo para fazer algo novo que se destaque da multidão.

Você precisa conquistar o mercado e a única forma de fazer isso é criando material de qualidade de maneira constante.

Não tenha medo de experimentar e não seja desencorajado pelos críticos por aí.

 

11 – O que o público pode esperar de vocês no futuro?

Vocês sempre podem esperar por vídeos gratuitos da Louder Than 11.

Tudo o que fazemos vai ser melhor do que o anterior e nos esforçamos para melhorar e nunca fazer vocês pagarem por isso.

Nós temos um vídeo de boulder muito interessante, saindo agora no final do verão e também os “já tradicionais” destaques que vocês podem esperar das maiores competições que acontecem nos Estados Unidos!

 

Para saber mais sobre a Louder than 11 visite: http://lt11.com/

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.