Copa do Mundo de Escalada: Tudo o que você necessita saber sobre a 2ª etapa em Moscou

Neste final de semana acontecerá a segunda etapa da Copa do Mundo de Escalada do IFSC. A etapa será realizada em Moscou, capital da Rússia, com muita expectativa por parte do público, já que haverá duas disciplinas a serem disputadas: boulder e velocidade.

A etapa de velocidade, inclusive, foi disputada na madrugada de hoje, com tempos muito próximos do recorde mundial (5.48 segundos) estabelecido pelo atleta francês Bassa Mawen que estabeleceu 5.699 segundos. Todos os classificados para as semifinais masculinas fizeram tempo abaixo de 6 segundos.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por JANJA GARNBRET (@janja_garnbret) em

O escalador tcheco Adam Ondra, considerado o melhor da atualidade, optou por não competir nesta disciplina. O sul-americano melhor classificado foi o equatoriano Carlos Granja com o excelente tempo de 6.544 segundos, ficando em 26º. Seu compatriota Danny Valencia também conseguiu estabelecer o tempo 6.996 segundos, ficando em 34º. Já a argentina Valentina Aguado ficou em 49º, com o tempo de 10.488 segundos. Mas o resultado mais assombroso foi de Andrea Rojas, que estabeleceu o tempo de 8.590 segundos, ficando em 12º, quase chegando à final.

Com os resultados em velocidade, os equatorianos confirmam ser especialistas na modalidade.

A primeira prova de velocidade da Copa do Mundo de Escalada também deixou um padrão estabelecido: todo atleta, ao menos no masculino, para sonhar com alguma classificação deve fazer um tempo abaixo de 7.00 segundos no mínimo. Para ter chances reais de chegar a final, o parâmetro parece ser algo abaixo de 6.00 segundos. Para as mulheres os parâmetros são: abaixo de 8.00 segundos para se classificar para a final e abaixo de 9.00 segundos para possuir chances reais de sonhar com classificação.

Estes valores, claro, são para a classificação na disciplina de velocidade, não como colocação final no combinado. Porém, como forma de estratégia, os valores de abaixo de 7.00 segundos para homens e 9.00 segundos para as mulheres devem ser considerados.

A etapa de Moscou

Seguindo a prática de todos os anos, o IFSC, em conjunto com o Olympic Channel, exibiu todas as finais via streaming gratuitamente para todo o mundo, sem a necessidade de ser assinante do canal.

Para esta etapa a International Federation of Sport Climbing (IFSC) organizou as provas de classificação para a disciplina de velocidade antes da cerimônia de abertura e encontro técnico de boulder. A atitude gerou um pouco de confusão com os técnicos, afinal difere um pouco do formato que será utilizado nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

O formato, assim como a organização da agenda, foi testada nos Jogos Olímpicos da Juventude, que foram realizados em Buenos Aires. Este formato será usado nas provas do Campeonato Mundial e nos campeonatos continentais. Todos os técnicos, observadores e analistas que estiveram presentes nos YOG de Buenos Aires já possuem a estratégia definida e, inclusive, testada.

O que esperar do boulder

A primeira etapa da Copa do Mundo de Escalada realizada na cidade suíça de Meiriguen apresentou um panorama do que pode ser visto ano decorrer do ano. Primeiramente consagrou a técnica e força de Adam Ondra e Jaja Garnbret, que venceram a etapa com uma performance assombrosa. Além disso, a técnica e objetividade dos japoneses fizeram com que estes fossem dominantes nas semifinais. Como já consenso entre os treinadores e analistas de mídias especializadas, quem não estiver entre os semifinalistas, ou mesmo próximo da “zona de semifinalistas” possuem chances quase nulas de sonhar com a classificação.

Entretanto, a competição de Moscou terá duas ausências: Akiyo Noguchi, grande estrela da escalada japonesa não irá participar. Nogochi esta treinando forte para na etapa da China em Chongqing , a 3º da temporada, competir nas três disciplinas que fazem parte da Olimpíada.

Desde a criação da Federação Internacional em 2007, a Rússia lidera o ranking de equipes todos os anos.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Uma publicação compartilhada por Katja Vidmar (@katjavidmar) em

Particularidade nesta competição, o route setter principal desta Copa do Mundo não é outra senão uma mulher. No ano passado, a eslovena Katja Vidmar tornou-se a primeira route setter internacional feminina. Neste fim de semana ela estará à frente da equipe composta pelo polonês Tomasz Oleksy e pelo japonês Gen Hirashima.

Na segunda feira a Revista Blog de Escalada colocará os resultados e as análises desta segunda etapa da Copa do Mundo de Escalada.

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.