Caminho Religioso da Estrada Real será oficializado em setembro – 1.000 km que ligarão 38 cidades de MG e SP

Pergunte a qualquer pessoa qual a rota de peregrinação mais famosa do mundo e sua resposta será, sem sombra de dúvida, o Caminho de Santiago. No Brasil há o Caminho da Fé, o qual muitas pessoas procuram fazer e terminar, de maneira apoteótica, na cidade de Aparecida do Norte-SP.

O Brasil está prestes a ganhar uma outra rota de peregrinação : Caminho Religioso da Estrada Real.  Com aproximadamente 1.000 km de extensão, parte de Caeté-MG (região metropolitana de Belo Horizonte-MG) e terminará na basílica de Nossa Senhora Aparecida. A oficialização da rota será no início de setembro deste ano.

Caminho Religioso da Estrada Real

Serra da Piedade, a 1.696m de altitude

Todo o trajeto poderá ser percorrido à pé, cavalo ou bicicleta. Há um grupo de pessoas que planejam fazer o trajeto com veículos. O peregrino, assim como acontece no Caminho de Santiago na Espanha, terá um passaporte que será carimbado ao longo do do trajeto. Ao final do CRER, o peregrino receberá um certificado no seu ponto final. Como o caminho pode ser feito em ambas as direções (MG a SP ou SP a MG) este certificado pode ser entregue tanto em Aparecida do Norte-SP ou em Caeté-MG.

O trajeto foi inspirado na já conhecida Estrada Real, um conjunto de rotas coloniais utilizada por mineradores, e que é bastante popular por mochileiros e viajantes brasileiros. Por fomentar o turismo nas regiões as quais fazem parte da Estrada Real, a oficialização da rota fará com que novos recursos sejam instalados em todo o percurso como albergues, hostels, quiosques de apoio, placas de sinalização, acessibilidade, etc.

O Caminho Religioso da Estrada Real passará por 38 municípios e mais de 60 distritos de Minas Gerais e São Paulo. Cada uma das etapas que o peregrino deve passar terá pelo menos uma igreja. Por possuir aproximadamente 1.000 km, toda a rota religiosa de peregrinação deverá, em média, levar 37 a 40 dias para ser percorrida à pé. Para quem preferia fazer de bicicleta o tempo estimado é de metade disso.

Mais informações : http://www.turismo.mg.gov.br

Sobre o Autor

Da Redação

Da Redação

Equipe da redação

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.