[EXCLUSIVO] Crítica do vídeo “El ultimo tango”

O vídeo de 14 minutos, “El Ultimo Tango” é uma produção bancada pela Petzl e North Face e realizada pela produtora SouthFilms do Chile.

O filme narra a tentativa de uma dupla de escaladoras (Soho Langbehn e “Hormiga” Cintia Percivati) em se escalar uma via que leva o nome do vídeo no local de escalada “La Mina”. A via em questão é um paredão de cinco cordadas com grau de dificuldade 9b e 9c brasileiro (7c+ e 8a francês).

A importância desta via é que nunca houve uma ascensão em livres da mesma. Além das dificuldades naturais de escalada, soma-se o clima e dificuldade de acessos.

Vários fatores que contribuem para que uma escalada seja uma verdadeira conquista.

Com uma boa fotografia o filme inicia apresentando as duas escaladoras  sendo uma argentina e outra chilena.

O filme é totalmente realizado em espanhol, e não contém legendas em inglês.

Mostrando de maneira sucinta todos os preparativos e expectativas sobre o desafio. Com diálogos que priorizam o sentimento de cada escaladora o roteiro sabe preparar a tensão necessária para saber se a dupla irá ou não realizar a escalada.

Durante maioria destes diálogos o barulho do vento nos microfones impossibilitou uma boa qualidade de áudio.  Este tipo de problema persistiu durante todo o resto do vídeo.

Este problema não é comprometedor do filme, mas torna-se desconfortável para quem o assiste.

Durante a escalada é quando a qualidade do vídeo perde um pouco de sua imponência. Com uma edição que tentou disfarçar movimentos bruscos acabou por muitos lances tornar-se não agradável de acompanhar.

Uma característica que foi importante para atenuar este aspecto foi o uso de close em agarras chave da via, sempre durante passagens difíceis. Este tipo de tensão fez com que a atenção do espectador ficasse presa, esquecendo os pequenos defeitos que estavam sendo apresentados.

A grande qualidade do filme encontra-se aí, em que não procurou mostrar nenhuma das personagens como heroína, ou “super-escaladoras”. Retratou dois seres humanos que amam escalar determinados a vencer um desafio.

Com isso todo o vídeo se torna interessante, pois não se baseia apenas em alguma cena chave e de efeito.

A escolha da trilha sonora foi muito bem feita,  e apesar de que durante os 14 minutos parecer ser a mesma música, em nenhum momento se torna cansativa.

Há de se destacar o carisma e simpatia das duas escaladoras. Em nenhum momento do vídeo deram chilique ou começaram a chorar (ou falar palavrões). Sem perderem o sorriso nem a elegância, mostraram além de determinação muita segurança e elegância para escalar.

O vídeo consegue com eficiência, apesar dos escorregões em edição e filmagem, um bom entretenimento para quem gosta de escaladas desafiadoras.

Os seus produtores  não conseguiram entregar um grande clássico de filmes de escalada, mas conseguiram um produto de qualidade e que é bastante entretenido.

Para saber mais sobre o filme : http://chileclimbers.cl/?p=8675

 

Nota do Blog de Escalada :

Sobre o Autor

Luciano Fernandes

Luciano Fernandes

Engenheiro e Analista de Sistemas, começou a escalar em 2001 e escalou no Brasil, Áustria, EUA, Espanha e Argentina. É totalmente dedicado ao esporte de escalada em rocha e é apaixonado em filmes Outdoor. Para aproveitar melhor esta paixão fez curso de documentário na Escola São Paulo, além dos cursos de “Linguagem Cinematográfica” e “Crítica de cinema”. Foi jurado do Rio Mountain Festival. Já viajou de mochilão pelo Brasil, EUA, Áustria, República Tcheca, República Eslovaca, Hungria, Eslovênia, Itália, Argentina, Espanha, Uruguai e Paraguai, Holanda, Alemanha e Canadá.

There is one comment

Comente agora direto conosco

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.