Vontade de sumir? Saiba quais são os lugares mais remotos do planeta

Quem trabalha, ou mesmo estuda, seriamente, já sentiu vontade de fazer as mochilas e ir para os lugares mais remotos do mundo. Lugares que ninguém irá encontrar você. Enquanto pessoas pensam em ir para montanhas como o Monte Everest (um dos lugares mais lotados do planeta, como pudemos constatar nesta temporada), Mont Blanc (lotação tão alta, que agora há regras rígidas para aparecer por lá) ou Torres del Paine (uma das trilhas mais frequentadas do mundo), outras procuram lugares remotos para descansar do convívio humano.

Se pudesse comprar uma passagem para um lugar remoto, quais seriam os mais remotos possíveis? A lista abaixo levou em consideração ir a um lugar que não houvesse quase ninguém e, ao mesmo tempo, houvesse um mínimo de “conforto” de civilização. Foi levado em conta também a possibilidade de fazer alguma atividade outdoor assim que mudar.

Ilha Macquarie – Austrália

A meio caminho entre Austrália e o continente antártico, está Ilha Macquarie que possui 35 km de comprimento máximo e 5 km de largura máxima, com uma área de 128 km². Mais precisamente a meio caminho entre a Nova Zelândia e a Antártida. Este é dos lugares mais longíquos da humanidade.

Habitada praticamente por pinguins, foi declarada Patrimônio Mundial da Unesco em 1997. A ilha é o lar de toda a população de pinguins na terra durante a época de nidificação anual.

Rapa Nui – Chile

 

Também conhecido como Ilha de Páscoa, é um dos lugares que abrigam 887 lindas estátuas monolíticas.

A ilha está situada a 3.700 km de distância da costa oeste do Chile e tem uma população aproximada de 5.761, espalhadas em toda a área de 163,6 km². Maioria da população vive em Hanga Roa, a capital da ilha.

Oimiakon – Rússia

Oimiakon é é uma localidade do Leste da Sibéria e tem 500 habitantes. É conhecida por ter o recorde de temperatura mais baixa numa localidade permanentemente habitada.

O chão está tão congelado que não é possível enterrar ninguém. Se alguém morrer e necessitar ser enterrado, é necessário fazer fogueiras para derreter o gelo antes de enfiar a pá e a picareta. Os aviões não voam para esta área no inverno, quando são registrados -60°C. O aquecimento é fornecido por uma usina térmica que serve toda a cidade e funciona com carvão as 24 horas do dia.

Arquipélago Svalbard – Noruega

Com uma população de 2.667 pessoas, Svalbard é o local indicado para quem quer ser esquecido. De Svalbard ao norte do planeta não tem mais nada.

Literalmente é onde a civilização termina.

Tristão da Cunha – Reino Unido

Tristão da Cunha é um arquipélago localizado no sul do Oceano Atlântico, sendo considerado o território habitado mais remoto do mundo. Se você gosta de escalar, é uma boa ideia ir para lá, pois possui penhascos com até 600 metros de altura. Além disso, a ilha principal é bastante montanhosa, permitindo trekkings bem vazios.

De acordo com o último Censo realizado lá, possui apenas 251 habitantes. Até 2003, não era permitido estrangeiros irem morar no arquipélago.

Arquipélago Vestmannaeyjar – Islândia

Vestmannaeyjar é um arquipélago ao sul da Islândia.

A ilha maior, Heimaey, possui quase todos os 4.500 habitantes do arquipélago.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.