Vídeo da semana: Trailer do Freeman Film Festival e a história do Belas Artes

No início da semana o trailer do 2º Freeman Film Festival, festival latino americano de cinema e aventura, foi liberado para visualização do público. O festival, que na sua primeira edição teve casa lotada, este ano parece estar indo pelo mesmo caminho. Muito mais que apenas um trailer, o vídeo traz várias histórias profundas e relevantes por trás dele.

Até o momento, desde o lançamento do trailer, 55% da carga total de ingressos já foi vendida em pouco mais de uma semana. A expectativa da organização é que se esgote a uma semana do evento (como aconteceu no ano passado). Após contato da redação da Revista Blog de Escalada com o diretor do Freeman Outdoors no México, tivemos acesso a alguns dados de bastidores.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Freeman Film Festival Brasil (@freemanfestivalbr) em

De acordo com Raul Morales, diretor do Freeman Outdoors, para a edição brasileira do festival ao todo houve 20 filmes inscritos. Deste total, oito filmes que preencheram os requisitos de roteiro, fotografia, história e edição, foram os selecionados pela equipe da Freeman Outdoors. Para o júri que vai eleger o melhor filme, todos trabalham com produção de documentários, no Brasil e no exterior, tornando a eleição mais técnica e meritocrata e não mais política.

Ao todo serão pouco mais de duas horas com o melhor do que foi produzido no Brasil em termos de documentários sobre esportes outdoor. Morales se disse satisfeito com que aconteceu até agora com a edição 2019 e deixou a entender que para 2020 o festival terá uma ampliação, podendo ir para outras cidades além de São Paulo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Freeman Film Festival Brasil (@freemanfestivalbr) em

O trailer da edição 2019 do Freeman Film Festival teve também uma grande atração: uma mulher narradora é quem apresenta o festival, quebrando um pouco a onipresença de narradores masculinos em festivais e filmes em todo o mundo. A ideia da organização é promover maior representatividade não somente nos filmes, mas em outros aspectos que envolvem festivais de filmes de aventura.

Não há uma estatística publicada sobre a porcentagem feminina em narrações de trailer, mas fazendo uma pesquisa superficial, é perceptível que é uma fatia muito pequena.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Freeman Film Festival Brasil (@freemanfestivalbr) em

A narração do trailer ficou por conta de Renata Calmon. Renata Calmon é palestrante e consultora de oratória e técnicas de liderança em empresas de diversas áreas, atriz com mais de vinte anos de experiência em teatro, novelas, séries e filmes, e diretora do documentário “Mulheres são Montanhas”.

O resultado, revela Raúl Morales, diretor de Freeman Outdoors, encantou e ficou muito superior às expectativas. O poema lido por Calmon, inclusive, foi escrito por uma mulher: Sofia Arredondo. Tanto a brasileira Renata, quanto a mexicana adoraram o resultado final. A mexicana, inclusive, se disse emocionada pelo tom apresentado por Renata Calmon e por ver e ouvir suas palavras em outro idioma.

O resultado pode ser conferido no topo do artigo.

Por que no Belas Artes?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Petra Belas Artes (@petrabelasartes) em

O Cine Petra Belas Artes, localizado na Avenida Consolação, esquina com a Avenida Paulista, é uma das mais antigas salas cinemas da cidade de São Paulo, tendo sido inaugurado em 1943 com o nome de Cine Ritz. No ano de 1967, o local foi rebatizado para Cine Belas Artes. Atualmente, no espaço, funciona seis salas de cinema dos mais variados tamanhos. Na década de 1970 foi um dos templos da cinefilia paulistana.

Sempre andando na contramão dos circuitos comerciais, sempre dominado pelas distribuidoras norte-americanas, o Cine Petra Belas Artes ofereceu nas décadas de 1960, 1970 e 1980 um cardápio diversificado de filmes europeus que procurava e encontrava no cinema um meio de lançar um olhar diferente pelo mundo. Agora, em pleno século XXI, é o ponto de encontro de quem aprecia a arte do cinema de todos os tipos de espectros, além de ser o lar de vários festivais temáticos e cultuados da sétima arte.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Petra Belas Artes (@petrabelasartes) em

A história do Cine Belas Artes com o Freeman Film Festival se cruzaram desde que a Freeman Outoors pensou em realizar o festival no Brasil. O encontro foi a exibição de “The Dawn Wall” no espaço no final de 2018. Ao todo foram cinco exibições do filme de Tommy Caldwell e Kevin Jorgenson em salas de cinema de São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, fazendo com que quase 3.000 pessoas assistissem a produção em salas de cinema.

A empolgação da Freeman Outdoors com o cinema pode ser vista quando se pergunta os motivos de passar documentários de montanhismo e aventura nestes estabelecimentos. Com quase 10 anos de estrada, Raul Morales não titubeia em afirmar que “cinema, antes de mero entretenimento, é uma experiência que merece ser vivida”. “A imersão e a reação de todas as pessoas às histórias e o olhar de felicidade são indescritíveis”, completa Morales.

Ao saber da história do Cine Petra Belas Artes, que já resistiu a um grande incêndio em 1982, seu fechamento em 2011 e sua posterior reabertura em 2014 foi o suficiente para fazer com que a segunda edição fosse realizada em uma das maiores salas de cinema do espaço.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Petra Belas Artes (@petrabelasartes) em

Com 274 lugares, incluindo espaço para cadeirantes, o Freeman Film Festival está 21% maior e com mais filmes. A satisfação da equipe que organiza o evento no Brasil, junto com a central no México, é enorme.

Eleito por um jornal como o melhor cinema de rua da cidade de São Paulo, o Cine Petra Belas Artes também agradou bastante a equipe que organiza o Freeman. “O staff da sala de cinema é muito gentil e aberta a negociações, isso fará com que mais novidades de documentários de montanha e aventura seja exibido na cidade de maneira periódica”, concluiu Raúl Morales.

Os ingressos podem ser comprados em: https://www.eventbrite.com.br

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.