Usar calçado CROCS após longas trilhas?

Desenvolvido em 2002 no Colorado (EUA) pelos amigos velejadores — George Boedecker, Lyndon “Duke” Hanson e Scott Seamans — a primeira edição do modelo foi chamada Beach, pois o trio desejava um calçado que, além de confortável, também fosse antiderrapante e que não acumulasse água, podendo ser usado durante suas viagens de barco.

Feito de um material chamado Croslite que consiste numa resina de espuma (EVA), o modelo “Clogs” promete maciez, conforto, leveza, longa durabilidade e resistência a odores por ser antimicrobiano.

O Crocs Clogs ainda divide e muito a opinião das pessoas. Enquanto uns consideram o modelo feio e bastante esquisito fazendo piadas a respeito de seu design, outros juram de pés juntos que não abrem mão do calçado.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Crocs Shoes (@crocs) em 18 de Jan, 2019 às 1:09 PST

Se você assim como eu preza pelo conforto, vem comigo que eu vou citar alguns dos principais motivos pelos quais a marca CROCS passou a fazer parte da minha vida e principalmente das minhas trilhas!

Você já se deparou com a experiência de estar com os pés calejados de tanto caminhar e não querer nada além do que tirar a bota ou tênis vestir uma meia confortável e por que não quentinha também para então poder dar o tão merecido descanso para os pés? Será que os chinelos convencionais são a melhor opção para se calçar nessa hora?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Crocs Shoes (@crocs) em 26 de Jul, 2018 às 3:15 PDT

Eu não sei você, mas eu nunca lidei bem com a situação de ter a meia por entre a alça dos chinelos, fica uma coisa meio desconfortável – o pé saindo para fora – os dedos engruvinhados para permitirem o “quase perfeito” encaixe entre pé, meias e chinelo.

Sem contar aquele agradável momento quando já estabelecidos dentro da barraca bate “aquela” vontade de fazer “aquele” xixi para dar “aquela” aliviada na bexiga e para não ter o trabalho de colocar a bota você inocente aposta no chinelo, dá dois passos e ele escorrega do seu pé. Resultado? A vontade de fazer xixi aumenta e agora você tem também uma meia ou um pé molhado! Coisa essa que não acontece com a estrutura do calçado protagonista desse texto… o CLOGS!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Crocs Shoes (@crocs) em 15 de Nov, 2017 às 9:56 PST

Outro ponto bastante positivo é que por serem extremamente leves eles não pesam quase nada na mochila! Importantíssimo já que cada grama conta e muito durante as caminhadas com tudo nas costas, não é mesmo?

Enfim, só por esses motivos já deu para perceber um pouco que talvez esteja na hora de se reavaliar aquele possível preconceito com o modelo que já existe no Brasil desde 2007, tendo vendido mais de 300 milhões de pares ao redor do mundo, contabilizando presença em cerca de 125 países!

As lojas da marca CROCS podem ser encontradas em shoppings e através do link https://bit.ly/2mlv4z3 é possível inserir seu endereço para verificar qual é a unidade mais próxima de você (link encurtado do próprio site da empresa), o valor dos pares para adultos custam a partir de $139,00 e contam com uma grande variedade de cores e modelos.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Crocs Shoes (@crocs) em 21 de Fev, 2019 às 12:18 PST

There are 8 comments

  1. Valladares, Vinícius

    Excelente matéria!
    Antigamente tinha preconceito sobre o modelo, achava feio e robusto, mas vi suas vantagens no uso para atividades de Trekking.
    São super leves, macios e confortáveis, protegem nossos pés daquele mato úmido causado pelo sereno, o material trás um conforto térmico além de protege-los de topadas em rochas ou galhos.

    Hoje, a primeira coisa que faço quando chego em casa é tirar o sapato e colocar o Crocs. Ir para montanha sem eles, jamais.

    Mega recomendo ^^

  2. João

    Eu uso desde 2010 o calçado, todo mundo sempre me tirou pq o calçado era feio e tal, mas as pessoas não entendem o conforto do calçado, eu por exemplo calço 44 e tenho 1,80 de altura, pessoas altas e com pé grande tem muita facilidade de topar, tropeçar, chutar ou furar o pé em objetos indesejados, que acabam nos machucando e muito, com a Crocs isso acabou, além de confortável ainda me traz a segurança de não machucar meu pé, cansei de fazer trilha calçando Crocs, fui pra igarapé, pra praia, cachoeira, Serra e tudo mais e só tenho uma coisa a dizer, q esse tipo de calçado eu quero continuar usando até ficar velho haha, a única coisa ruim é a dificuldade de encontrar exemplar pro tamanho do meu pé.

    1. Marcella Gomes Montenegro

      Oi João! Muitíssimo obrigada pela contribuição, eu compartilho do mesmo sentimento de que o Crocs acaba protegendo meu pé contra objetos indesejados que surgem no caminho. Realmente eu acho que quando as pessoas ouvem a gente falando, não conseguem imaginar o quanto ele é leve e confortável, né? Rs
      Por isso eu achei bastante válido escrever a respeito. Bem, espero que você ainda faça muitas outras trilhas calçando ele, até ficar velhinho. Abraços!

  3. Ricardo

    Uso há anos substituindo os chinelos tradicionais . Mais leves , da pra usar com meia e dentro dos abrigos . Em caso da bota dar pt da até pra co tinhas na trilha até arranjar outra solução. O único inconveniente é o volume na mochila . Muito funcional . Qto a estética, gosto é gosto .

  4. Leonardo Usuda

    Que coincidência!!

    Sempre tive preconceito com o Crocs achava feio (e ainda acho).

    Mas mudei de opinião a respeito do calçado em questão após fazer o Tour du Mont Blanc semana passada e usar os que tinham disponíveis nos refúgios.

    Realmente são muito confortáveis e após uma longa caminhada são muito mais confortáveis que os chinelos de dedo (que levei e praticamente não usei)

    Já estão na minha lista de compras com ctz.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.