Usar calçado CROCS após longas trilhas?

Desenvolvido em 2002 no Colorado (EUA) pelos amigos velejadores — George Boedecker, Lyndon “Duke” Hanson e Scott Seamans — a primeira edição do modelo foi chamada Beach, pois o trio desejava um calçado que, além de confortável, também fosse antiderrapante e que não acumulasse água, podendo ser usado durante suas viagens de barco.

Feito de um material chamado Croslite que consiste numa resina de espuma (EVA), o modelo “Clogs” promete maciez, conforto, leveza, longa durabilidade e resistência a odores por ser antimicrobiano.

Foto: @crocs

Conforto x Design

O Crocs Clogs ainda divide e muito a opinião das pessoas. Enquanto uns consideram o modelo feio e bastante esquisito fazendo piadas a respeito de seu design, outros juram de pés juntos que não abrem mão do calçado.

Um dado bastante interessante, é que os profissionais da área da saúde costumam usá-lo com grande frequência, justamente por necessitarem de conforto: seja por despenderem horas durante uma cirurgia ou pela correria enfrentada nos atendimentos hospitalares.

Recentemente, a marca americana doou cerca de 860 mil pares à hospitais do mundo inteiro, tanto para aliviar o cansaço dos pés dos profissionais, que exaustivamente tem trabalho no combate à Covid 19, quanto pela facilidade na higienização do material do calçado, oferecendo uma maior tranquilidade às suas respectivas famílias, quando em seus retornos aos lares. Que iniciativa louvável!

Bem e voltando para o assunto outdoor, se assim como eu, você também preza pelo conforto, vem comigo que eu vou citar alguns dos principais motivos pelos quais a marca CROCS passou a fazer parte da minha vida e principalmente das minhas trilhas!

Foto: @crocs

 

A vida como ela é

Você já se deparou com a experiência de estar com os pés calejados de tanto caminhar e não querer nada além do que tirar a bota ou tênis vestir uma meia confortável e por que não quentinha, para então dar o tão merecido descanso para os pés?

Será que os chinelos convencionais são a melhor opção para se calçar nessa hora?

Eu não sei você, mas eu nunca lidei bem com a situação de ter a meia por entre a alça dos chinelos, fica uma coisa meio desconfortável – o pé saindo para fora – os dedos engruvinhados para permitirem o “quase perfeito” encaixe entre pé, meias e chinelo.

Sem contar aquele agradável momento quando já estabelecidos dentro da barraca bate “aquela” vontade de fazer “aquele” xixi para dar “aquela” aliviada na bexiga e para não ter o trabalho de colocar a bota você inocente aposta no chinelo, dá dois passos e ele escorrega do seu pé.

Resultado? A vontade de fazer xixi aumenta e agora você tem também uma meia ou um pé molhado!

Coisa que não acontece com a estrutura do calçado protagonista desse texto… o CLOGS!

Foto: @crocs

 

Outro ponto bastante positivo é que por serem extremamente leves eles não pesam quase nada na mochila!

Importantíssimo já que cada grama conta e muito durante as caminhadas com tudo nas costas, não é mesmo?

Enfim, só por esses motivos já deu para perceber um pouco que talvez esteja na hora de se reavaliar aquele possível preconceito com o modelo que já existe no Brasil desde 2007, tendo vendido mais de 300 milhões de pares ao redor do mundo, contabilizando presença em cerca de 125 países!

Foto: @crocs

 

As lojas da marca CROCS podem ser encontradas em shoppings e através do link https://bit.ly/2mlv4z3 é possível inserir seu endereço para verificar qual é a unidade mais próxima de você (link encurtado do próprio site da empresa), o valor dos pares para adultos custam a partir de $139,00 e contam com uma grande variedade de cores e modelos.

É isso aí! Nos vemos nas trilhas e de Crocs, quem sabe! ;)

There are 8 comments

  1. Valladares, Vinícius

    Excelente matéria!
    Antigamente tinha preconceito sobre o modelo, achava feio e robusto, mas vi suas vantagens no uso para atividades de Trekking.
    São super leves, macios e confortáveis, protegem nossos pés daquele mato úmido causado pelo sereno, o material trás um conforto térmico além de protege-los de topadas em rochas ou galhos.

    Hoje, a primeira coisa que faço quando chego em casa é tirar o sapato e colocar o Crocs. Ir para montanha sem eles, jamais.

    Mega recomendo ^^

  2. João

    Eu uso desde 2010 o calçado, todo mundo sempre me tirou pq o calçado era feio e tal, mas as pessoas não entendem o conforto do calçado, eu por exemplo calço 44 e tenho 1,80 de altura, pessoas altas e com pé grande tem muita facilidade de topar, tropeçar, chutar ou furar o pé em objetos indesejados, que acabam nos machucando e muito, com a Crocs isso acabou, além de confortável ainda me traz a segurança de não machucar meu pé, cansei de fazer trilha calçando Crocs, fui pra igarapé, pra praia, cachoeira, Serra e tudo mais e só tenho uma coisa a dizer, q esse tipo de calçado eu quero continuar usando até ficar velho haha, a única coisa ruim é a dificuldade de encontrar exemplar pro tamanho do meu pé.

    1. Marcella Gomes Montenegro

      Oi João! Muitíssimo obrigada pela contribuição, eu compartilho do mesmo sentimento de que o Crocs acaba protegendo meu pé contra objetos indesejados que surgem no caminho. Realmente eu acho que quando as pessoas ouvem a gente falando, não conseguem imaginar o quanto ele é leve e confortável, né? Rs
      Por isso eu achei bastante válido escrever a respeito. Bem, espero que você ainda faça muitas outras trilhas calçando ele, até ficar velhinho. Abraços!

  3. Ricardo

    Uso há anos substituindo os chinelos tradicionais . Mais leves , da pra usar com meia e dentro dos abrigos . Em caso da bota dar pt da até pra co tinhas na trilha até arranjar outra solução. O único inconveniente é o volume na mochila . Muito funcional . Qto a estética, gosto é gosto .

  4. Leonardo Usuda

    Que coincidência!!

    Sempre tive preconceito com o Crocs achava feio (e ainda acho).

    Mas mudei de opinião a respeito do calçado em questão após fazer o Tour du Mont Blanc semana passada e usar os que tinham disponíveis nos refúgios.

    Realmente são muito confortáveis e após uma longa caminhada são muito mais confortáveis que os chinelos de dedo (que levei e praticamente não usei)

    Já estão na minha lista de compras com ctz.

Comente agora direto conosco

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.