Cientistas desenvolvem tecido que resfria ou isola o calor automaticamente

Um grupo de pesquisadores científicos da Universidade de Maryland, EUA, um novo tecido que alterar automaticamente as propriedades para reter ou liberar o calor, dependendo das condições. Em linhas gerais, é um tecido pode regular automaticamente a quantidade de calor que passa por ele. Quando as condições são quentes e úmidas, como o corpo estar suado, o tecido permite a passagem da radiação infravermelha (calor). Quando as condições se tornam mais frias e secas, o tecido reduz o calor que escapa. O projeto foi publicado na edição de 8 de fevereiro de 2019 da revista Science.

Os pesquisadores YuHuang Wang e Ouyang Min, os responsáveis pelo trabalho, criaram o tecido a partir de fios especialmente projetados e revestidos com um metal condutor. Sob condições quentes e úmidas, os fios compactam e ativam o revestimento, o que altera a maneira como o tecido interage com a radiação infravermelha. Eles se referem à ação como “bloqueio” da radiação infravermelha, que atua como uma blindagem para transmitir ou bloquear o calor.

Foto: Faye Levine – University of Maryland | https://phys.org/

O fio de base para este novo tecido é criado com fibras feitas de dois materiais sintéticos diferentes, nos quais um absorve a água e o outro a repele. Os fios são revestidos com nanotubos de carbono, uma classe especial de metal condutivo leve baseado em carbono. Como os materiais nas fibras resistem e absorvem água, elas “entortam” quando expostas a umidade, como a que envolve o corpo suado. Essa distorção aproxima os fios, fazendo das coisas:

  1. Abre os poros no tecido. Isso tem um pequeno efeito de resfriamento, porque permite que o calor escape.
  2. Modifica o acoplamento eletromagnético entre os nanotubos de carbono no revestimento

De acordo com o artigo da Science, este é o primeiro tecido capaz de regular a troca de calor com o meio ambiente. Mais pesquisas são necessárias antes que o tecido possa ser comercializado, mas, de acordo com os pesquisadores, os materiais usados ​​para a fibra básica estão prontamente disponíveis e o revestimento de carbono pode ser facilmente adicionado durante o processo padrão.

Mais informações: http://science.sciencemag.org

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.