Rotpunkt: Filme que contará a historia da escalada livre ganha trailer

Reza a lenda que o escalador alemão Kurt Albert inventou o rotpunkt (redpoint), o que hoje conhecemos popularmente no Brasil como escalada em livre.

O escalador alemão era considerado uma verdadeira lenda vida, e foi graças à busca do aperfeiçoamento da escalada esportiva que ele impactou toda uma maneira de enxergar e vivenciar o esporte.

Rotpunkt

Kurt Albert

A história do rotpunkt e toda a revolução que foi o desenvolvimento deste conceito será tema de um filme patrocinado pela marca norte-americana Patagonia.

O filme divulgou o trailer no final do dia de ontem (assista ao vídeo no topo do artigo). Sessões de exibições já estão sendo anunciadas na Europa. Na Inglaterra e Suíça já anunciaram datas de exibição para os próximos meses

Juntamente com um punhado de outros jovens escaladores, incluindo Wolfgang “Flipper” Fietz, Norbert Bätz, Norbert Sandner e pouco depois seu amigo Wolfgang Güllich, Kurt Albert imediatamente começou a estabelecer vias cada vez mais difíceis em sua Frankenjura. A partir do conceito de rotpunkt, foi subindo a dificuldade das vias de escalada em estilo livre.

Rotpunkt

Wolfgang Güllich

Portanto a escalada como conhecemos hoje devemos a estes dois escaladores excepcionais: Wolfgang Güllich e Kurt Albert. Desde que estes dois escaladores nos deixaram, a Alemanha estava órfã de grandes nomes no esporte e que levassem a escalada a outro nível. Foi aí que em 1993 nascia um dos grandes nomes da escalada mundial: Alex Megos.

O jovem escalador alemão foi o primeiro escalador a escalar à vista uma via classificada como 9a francês (11c brasileiro). Além disso é dos poucos escaladores no mundo a encadenar vias de graduação francesa de 9b+ e 9b (12b e 12c brasileiro). Além disso, Alex Megos se destaca em competições internacionais, classificando-se recentemente para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

rotpunkt

rotpunkt

A marca norte-americana Patagonia divulgou o trailer no dia de ontem, mas não forneceu mais informações sobre a exibição da produção em telas de cinema. No ano passado a produção “Dirtbag”, a qual foi ganhadora de diversos festivais (sendo também exibida no Brasil), tinha o patrocínio da marca e segui o caminho tradicional de produções outdoor de qualidade. Para rotpunkt a marca não divulgou maiores planos.

Caso haja exibições em telas de cinema, diversas cidades brasileiras seriam contempladas com exibições para a comunidade de escalada. A Revista Blog de Escalada entrou em contato com a marca Patagonia, assim como a produtora de eventos de cinema outdoor mexicana Freeman Outdoors (que foi quem exibiu “Dirtbag” em 2018), mas ainda não obteve maiores informações.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.