Escalador sofre acidente em Piedra Parada e cai de 30 metros

ATUALIZAÇÃO: 16:50

A redação da Revista Blog de Escalada procurou vários escaladores de Bariloche e Esquel para que pudessem falar sobre o acidente. Ao que parece, de acordo com vários depoimentos, o acidente aconteceu quando o escalador estava desequipando uma via. O escalador acidentado utilizou como equipamento de descida o grigri. Entretanto, o procedimento utilizado pelo escalador, deixa a entender que houve um equívoco na maneira de realizar os backups.

O procedimento está descrito em um manual de equipamentos do fabricante (veja foto abaixo). O procedimento de backup, com nó oito e um mosquetão, parece não ter sido executado corretamente.

De acordo com agências de notícias argentinas, o escalador Matías Yoel Fabrizio está em coma induzido.


O escalador argentino Matías Yoel Fabrizio, de 28 anos, sofreu um acidente em um dos locais de escalada mais populares da América Latina: Piedra Parada. O local, também conhecido como La Buitrera, foi palco de um Petzl Roc Trip em 2012, quando inauguraram 300 vias na região e o transformaram em uma potência para a prática do esporte. Atualmente o local continua sendo desenvolvido por escaladores locais e contabiliza aproximadamente 500 vias de escalada.

Fabrizio é guia de montanha no Parque Provincial de Aconcágua. De acordo com informações disponibilizadas pela sua família, o escalador caiu de 30 metros de altura e necessita ser transportado para Mendoza, cidade que vive. A família alega que na região de Esquel, aproximadamente 50 km de Piedra Parada, não possui especialista nem materiais de intervenção cirúrgica.

Foto: Luciano Fernandes

De acordo com as informações disponibilizadas pela família, Matías está com a bacia e a primeira vértebra lombar quebradas. Seus familiares disseram que é necessário alinhar o quadril com a coluna e que no Hospital Central de Mendoza já foram convocados neurocirurgiões e um especialista em traumas. A operação é de alta complexidade.

Para o transporte, a família, amigos e familiares receberam uma notícia preocupante do Ministério da Saúde de Mendoza: é mais perigoso transportá-lo. De acordo com a avaliação dos médicos, Matias está em “condição de tomar um avião e ir até Mendoza”, informou o jornal El Patagonico.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.