Mulher morre ao tentar chegar no ônibus de “Into the Wild”

Uma mulher de 24 anos da Bielo-Rússia, identificada como Veramika Maikamava, morreu no Stampede Trail do Alasca enquanto tentava visitar o ônibus abandonado que ficou famoso pelo livro e filme “Into the Wild” (“Na natureza Selvagem” em português).

A turista, junto de seu marido que foi identificado pelas autoridades norte-americanas como Piotr Markielau, queria chegar ao Fairbanks Bus 142, onde Christopher McCandless morreu em 1992.

O casal, que era recém-casado, tentou atravessar o rio Teklanika, que estava com as águas correndo com violência devido às chuvas recentes que caíram na região, quando Veramika Maikamava foi varrida para baixo da água. O marido relatou aos policiais que, quando conseguiu tirar a mulher da água cerca 20 a 30 metros adiante no sentido da correnteza, já estava morta.

Foto: http://www.legendarytrips.com/

O corpo de Veramika Maikamava foi enviado ao médico legista do estado do Alasca e uma investigação sobre o incidente está em andamento.

Desde a publicação do livro de Krakauer e o lançamento do filme de 2007, os praticantes de trekking de todo o mundo vão para o Alasca para refazer os últimos passos de McCandless. Em 2010, um montanhista suíço se afogou ao tentar atravessar o rio Teklanika, a menos de 2 km do ônibus onde McCandless morreu. Todos os anos, várias pessoas são resgatadas da Stampede Trail.

O Stampede Trail é uma estrada localizada no estado norte-americano do Alasca. Uma parte dele é pavimentada, mas o restante da rota consiste em uma trilha de caminhada primitiva e perigosa que segue o caminho original.

No entanto, não é fácil chegar lá e requer uma caminhada relativamente longa, de aproximadamente 40 km pela tundra. A meio caminho do ônibus há um grande obstáculo: o rio Teklanika. Atravessar o rio é arriscado por causa da forte correnteza. No meio do verão o rio está cheio e não é permitido cruzar.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.