Empresas fecharão as portas em nome da “greve climática global” para pressionar reunião da ONU

Vários trabalhadores de todo o mundo estão preparando-se para fechar as portas e ir às ruas, em uma ação para chamar a atenção para as mudanças climáticas e pressionar um encontro de cúpula na ONU. Um encontro de cúpula é uma reunião em que são expostos e debatidos vários assuntos, mais comumente realizada entre chefes de Estado e/ou de governo ou entre líderes de organizações.

Batizada de Semana Mundial de Ação Climática, a iniciativa tem o objetivo de reivindicar que chefes de estado ou líderes de nações assumam compromissos ambiciosos para combater as mudanças climáticas. A Cúpula das Nações Unidas para o Clima ocorrerá no dia 23 de setembro em Nova York. Para acelerar o cumprimento do Acordo de Paris, a Cúpula do Clima se concentrará em nove áreas de ação lideradas por 19 países, com o apoio de organizações internacionais.

Na reunião estará a ativista sueca Greta Thumberg, ativista conhecida por protestar em frente do prédio do parlamento sueco para divulgar as alterações climáticas todas sextas-feiras em uma ação que ficou conhecida como “Fridays For Future”. Estão sendo recrutadas também várias ações colaborativas com movimentos juvenis e organizações que lutam pela justiça climática.

Loja da Lush

Para pressionar a reunião de cúpula, as empresas Patagonia, Green Day, Ben & Jerry’s, Lush Cosmetics e Seventh Generation fecharão suas lojas em todo território dos EUA nesta sexta-feira, 20 de setembro. O ato está sendo chamado de greves climáticas globais e é um desmembramento do Fridays For Future de Thunberg.

O objetivo não é outro senão participar de um grande protesto contra as mudanças que acontece no clima do planeta.Junto à “greve” está sendo organizada uma passeata na mesma data. Os atos servirão como um prelúdio não oficial do Encontro de Cúpula do Clima da ONU em Nova York que acontece na semana que vem.

Greta Thunberg

Desde que a primeira greve climática escolar, realizada pela ativista adolescente Greta Thunberg em agosto de 2018, a iniciativa cresceu para um fenômeno global. Mais de 70.000 crianças e jovens adultos, em 270 localidades no mundo, optaram por não ir para as escolas, faculdades e universidades toda sexta-feira desde fevereiro (Fridays For Future). Um movimento semelhante ao que está sendo organizado nos EUA ocorreu em abril em vários locais em Londres, resultando em mais de 1.000 prisões.

A Cúpula do Clima foi convocada pelo Secretário Geral da ONU, António Guterres, com o objetivo de aumentar as aspirações dos governos nacionais com relação ao clima global. Como parte do trabalho geral da ONU sobre clima, todos os países estabeleceram “contribuições determinadas nacionalmente” (NDC), que incorporam os objetivos de cada país em relação ao clima e são acompanhadas por governos planejam alcançá-los. Em 2020, os governos revisarão seus NDCs. Sindicatos devem estar à mesa para participar do desenho de tais planos.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.