Índia anuncia a abertura de 137 montanhas no Himalaia – Montanhas virgens estão na lista

A Indian Mountaineering Foundation (IMF), associação a qual é membro da UIAA, divulgou no início da semana a notícia de que o governo indiano concordou em abrir 137 picos do Himalaia para montanhistas estrangeiros. Anteriormente os montanhistas não nascidos na Índia, precisavam pedir permissão especial aos Ministérios de Defesa para escalar esses picos.

Os montanhistas estrangeiros agora podem solicitar diretamente ao Indian Mountaineering Foundation as autorizações. O IMF autorizou apenas trekking para algumas destas montanhas. A decisão vem após uma proposta do ministério do turismo. O ministro do Turismo Prahlad Patel disse que foi um passo histórico, que dará um grande impulso ao turismo.

O jornal Times of India relatou que a decisão veio após uma proposta do próprio ministério do turismo. A lista de montanhas liberadas para montanhistas estrangeiros inclui Dunagiri (7.066 m), Hardeol (7.151 m), Kabru Sul (7.617 m), Kabru Norte (7.338 m) e Monte Kailash (6.400 m), Kanchenjunga (8.586 m), Kanchenjunga Sul (8.474 m), Talug (7.349 m) e Mulkila (6.517 m).

Kangchenjunga

No entanto, para transportar telefones via satélite, “as equipes de expedição precisam obter permissões anteriores do departamento de telecomunicações”, disse o Ministério do Interior, acrescentando que “todas as informações coletadas devem ser compartilhadas com as autoridades locais”. O ministério também esclareceu que as equipes não podem tirar fotos de nenhuma instalação sem consentimento e terão que se limitar às rotas aprovadas.

“O primeiro-ministro também estendeu o visto eletrônico de um ano para cinco anos e também conversas para reduzir o preço do visto durante a alta temporada de 25 para 10 dólares”, acrescentou Patel.

Montanhas sagradas

Monte Kailash

Para praticantes de Bon, Budismo, Hinduísmo e Jainismo, religiões praticadas na região, o Monte Kailash é a personificação física do Monte Meru e todo o caminho até o pico do Monte Kailash é considerado um ato proibido entre os hindus, com medo de ultrapassar a santidade da montanha e perturbar as energias divinas que ali residem.

O cume do Monte Kailash nunca foi escalado. A Reinhold Messner foi dada a oportunidade pelo governo chinês para escalar a montanha em 1980, mas ele recusou.

A lista completa de picos pode ser encontrada em um documento PDF no site do UIAA.

A decisão encontrou resistência na região de Sikkim, estado indiano. O governo do estado de Sikkim expressou profundas reservas quanto à abertura do acesso a seus picos sagrados, incluindo Kanchenjunga (8.586 m). 24 picos na região de Sikkim fazem parte da lista.

Kanchenjunga é a mais oriental das grandes montanhas de 8.000 metros do Himalaia e só foi escalada com sucesso em 1955, pelos britânicos Joe Brown e George Band.

Comente agora direto conosco

Moderação de comentário está ativada. Seu comentário pode demorar algum tempo para aparecer.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.